The integrating role of higher public education with middle school: actions and projects in the north of Estado do Espírito Santo (ES), Brazil

Laisa Almeida Mariano, Gabriela De Nadai Mauri, Paulo Sergio da Silva Porto, Rodrigo Randow de Freitas

Abstract


The INEP census of 2015 shows that 3 out of 20 schools in Espírito Santo have a science laboratory. The lack of interaction between the students and the applications of the science subjects they study in the books reflects in the grades obtained in exams (national and international) which evaluate their performance in this field of knowledge. A project that brings students from public schools and undergraduate students together in order to cultivate microalgae – from the construction of a photo bioreactor with recyclable materials to the extraction of the microalgae oil – can change this situation. Reviewing the studies on microalgae developed in the Laboratório de Engenharia do Trabalho and in the Laboratório de OperaçõeUnitárias at the Centro UniversitárioNorte do Espírito Santo (CEUNES) between 2012 and 2014, the benefits and challenges to implement such project were identified.


Keywords


Energy; Integrated Science in School environment; Microalgae cultivation; Fotobiorreator; Microalgae Oil extraction.

References


Abreu, D. G., Campos, L. A. M. and Aguilar, M. B. R. (2008). Educação ambiental nas escolas da região de Ribeirão Preto (SP): Concepções orientadoras da prática docente e reflexões sobre a formação inicial de professores de química. Quím. (Nova, 31)(3), 688-693.

Araújo, I. A. F. and Castro, C. S. (2015).A prática pedagógica de ciências do ensino fundamental e a formação para a cidadania: desafios a serem superados. Lat. Am. J. Sci. Educ. V.1, 12059.

Bjerk, T. R. (2012). Cultivo de Microalgas em Fotobiorreator e Reator Misto Visando a Biorremediação e Produção de Biocombustíveis. Dissertação (Mestrado). Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC). Santa Cruz do Sul.

Brandi, A. T. E. and Gurgel, C. M. A. (2002).A alfabetização científica e o processo de ler e escrever em séries iniciais: emergências de um estudo de investigação-ação. Ciência & Educação, Brasília, 8(1), 113-125.

Chassot, A. I. (2003). Alfabetização Científica: uma possibilidade para a inclusão social. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, 23(22), 89-100.

Freire, P. (1987). Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 218p.

Frezza, T. F., Corrêa, S. A. P., Santos-Rondon, M. V. S., Prado, C. R., Bastos, L. A. D. andAllegretti, S. M. (2015). Alunos de ensino médio de escolas da rede pública de Campinas-SP atuando como produtores de conhecimento sobre parasitoses: Uma experiência do Laboratório de Helmintologia (UNICAMP) no Programa “Ciência e Arte nas Férias”. Revista Conexão UEPG, 11(2), 128-139.

Gomes, A. P., Rôças, G., Dias-Coleho, U. C., Carvalheiro, P. O.,Gonçalvez, C. A. N. and Siqueira-Batista, R. (2009/2010). Ensino de ciências: Dialogando com David Ausubel. Revista Ciências&Ideias, 1(1), 24-31.

Instituto Brasileiro De Geografia E Estatística (IBGE) (2016). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Acesso à Internet e à Televisão e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal 2014. P. 50. Rio de Janeiro.

Instituto Nacional De Estudos E Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) (2016). Censo Escolar da Educação Básica 2015. Brasília.

Jankowskaa, W. Sahub, A.K. andOleskowicz-Popiela, P. (2017).Biogasfrommicroalgae: A reviewonmicroalgae’scultivation, haerstingandpretreatment. RenewableandSustainable Energy Reviews, v. 75, 692-709.

Krasilchk, M. (2000). Reformas e Realidade: O caso do Ensino das Ciências. São Paulo em Perspectiva, 14(1), 85-93.

Maldaner, D. A. and Piedade, M. C. T. (1995). A formação de equipes de professores/pesquisadores como forma eficaz de mudança da sala de aula. Quím. Nova na Escola, N.1, 15.

Mata, T. M., Martins, A. A. and Caetano, N. S. (2010). Microalgae for biodiesel production and other applications: A review. RenewableandSustainable Energy Reviews, 14(1), 217-232.

Moradilho, E. F. andOki, M. C. M. (2004).Educação Ambiental na universidade: Construindo Possibilidades. Quím. Nova, 27(2), 332-336.

Nuldelman, N. S. (2015). Educaciónencienciasbasadaenlaindagación. Revista Iberoamericana de Ciencia, Tecnología y Sociedad, 10(28), 1-10.

Oliveira, J. R. S. O. and Queiroz, S. L. (2008). Considerações sobre o papel da comunicação científica na educação em química. Quím. Nova, 31(5), 1263-1270.

Oliveira, R. J. (2010). O Ensino das Ciências e a Ética na Escola: Interfaces Posíveis. Química Nova na Escola, 32(4), 227-232.

Organization For Economic Co-Operation And Development (OECD) (2015). Programme for International Students Assessment (PISA) 2015 – Results in focus.

Ramos, L. B. da C. and Rosa, P. R. da S. (2008). O ensino de ciências: fatores intrínsecos e extrínsecos que limitam a realização de atividades experimentais pelo professor dos anos iniciais do ensino fundamental. Investigação em Ensino de Ciências, 13(3), 299-331.

Rosa, C. W., Perez, C. A. S. andDrum, C. (2007). Ensino de física nas séries iniciais: concepções da prática docente. Investigação em Ensino de Ciências, 12(3), 357-368.

Santos; A. C., Canever, C. F., Giassi, M. G. and Frota, P. R. O. (2011). A importância do estudo de ciências na percepção de alunos de escolas da rede pública municipal de Criciúma-SC. Revista Univap, 17(30), 68-80.

Santos, M. E. V. M. (2009). Ciência como Cultura – Paradigams e Implicações Epistemológicas na Educação Científica Escolar. Quím. Nova, 32(2), 530-537.

Sasseron, L. H. and Carvalho, A. M. P. (2011). Alfabetização Científica: Uma Revisão Bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências. V.16, 59-77.

Shei, M. R. P, Barreto, O. J. S., Bonfante, T. M. and Bastos, G. C. C. (2008). Cultivo da Microalga Marinha Chaetoceroscalcitrans (Bacillariophycear) utilizando diferentes tipos de água marinha artificial. Boletim do Instituto de Pesca,34(4), 563-569.

Silva, R. R., Tunes, E. andRazuck, R. C. S. R. (2008). Desafios da Escola atual: A educação pelo trabalho. Quím. Nova, 31(2), 452-461.

Silva, S. S., Coelho Filho, M. S. and Gonzaga, A. M. A (2011). Interface currículo-educação em ciências a partir de narrativas de professores em formação continuada na Amazônia. Rev. Areté, 4(7), 65-60.

Souza, D. M. and Silva, E. L. (2013). Contribuições da pesquisa como eixo nas disciplinas de ensino de ciências: Um estudo sobre ideias de alunos acerca de química orgânica. REnCiMa, 4(1), 20-31.

Viecheneski, J. P. and Lorenzetti, L. (2012). Desafio e práticas para o ensino de ciências e alfabetização científica nos anos iniciais do ensino fundamental. Atos de Pesquisa em Educação, 7(3), 853-876.

Vogt, C., Coelho, M. A. and Morales, A. P. (2014). Percepção dos professores de ensino médio sobre temas relacionados a ciência e tecnologia. In: CongresoIberoamericano de Ciencia, Tecnología, Innovación y Educación. Argentina.

Walne, P. R. (1979). Culture of bivalve molluscs: 50 years experience at Conwy. 2ª ed. Londres: The Whitefriars Press Ltd.. 21, p.120-127, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i5.704

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356