Basic sanitation and environmental perception: a study in Candidópolis community in Itabira, Minas Gerais

Gabriela Vieira Evaristo, Juni Cordeiro, Cibele Andrade Alvarenga, Lorena Torres Oporto, Pablo Lopes Quintão, Giovanna Moura Calazans, José Luiz Cordeiro

Abstract


In neighborhoods and rural communities, precarious sanitation conditions are observed that unleash numerous negative consequences for the inhabitants residing in these localities, and the sanitary conditions are essential for the well-being, quality of life and health of population. The lack of environmental awareness of the residents in relation to the problems that surrounds them is also a concern. Thus, the aim of this study was to verify the basic sanitation services and the environmental awareness of the residents in Candidópolis community, located in rural area ofItabira / MG. For this, questionnaires were applied to 50 community residents. The results indicate that the artesian well in the community is the most widely used alternative for water supply. As for sanitation, it was noted that more than half of the sewage is dumped into waterways without any previous treatment. With respect to the solid wastes, these are collected only once a week and there is no selective waste collection in the community. It was verified few water drainage systems, but some of them are clogged or silted. In the aspect related to environmental awareness, a part of the residents is aware of the situation experienced is not the most appropriate and they believe that the implement of new technologies would bring benefits to the community in environmental, health and quality of life. In order to solve the problems related to sanitation, the involvement of municipal institutions is essential, through the use of adequate technologies for collection and treatment of sewage and waste, considering the characteristics of the region. It is also proposed to carry out environmental education projects to the community residents in order to minimize negative environmental interventions.


Keywords


Water supply; rural community; sanitation; environmental education; solid waste.

References


ABREU, F. P. de, BORGES, A. A. S., BORGES, K. L., CARDOSO, E., PEREIRA, L. A. Manual de Saneamento Rural. Conselho Intermunicipal de Saneamento Ambiental - CISAM. Associação dos municípios da microrregião do Vale do Parnaíba - AMVAP. 2006.

ALVES, M., ALDA, J.; GEWANDSNAJDER, F. O planejamento de pesquisas qualitativas. In: O Método nas Ciências Naturais e Sociais (2 ed Cap. 7, p. 147-178). São Paulo: Pioneira Thompson Learning. 2002.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA (ANEEL). Metas de universalização. 2014. Disponível em: http://www.aneel.gov.br. Acesso em: 01 out. 2016.

AZEVEDO, M. A. Gerenciamento de resíduos sólidos urbanos. In: Encontro de Geografia do Tocantins, 2, Araguaína, Anais... Araguaína: UNITINS, 1996. 4p.

ENGECORPS ENGENHARIA S.A. Elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) do Município de Itabira. Produto 8 – Relatório Final do Plano Municipal de Saneamento Básico. Tomo I e II. Novembro/2015. 2015. Disponível em: http://www.itabira.mg.gov.br. Acesso em: 25 de mar. 2016.

FUNDAÇÃO ARTHUR BERNARDES (FUNARBE). Relatório Técnico. Elaboração de Diagnósticos Socioambientais na Bacia do Ribeirão Candidópolis, Bem Como o Cálculo de Valoração Econômica do Serviço Ambiental a Ser Pago aos Produtores Rurais. Viçosa, MG. 2014.

GREGÓRIO, F. S. F. Saneamento básico em pequenas comunidades: um estudo e na comunidade rural do Rio de Peixe –Itabira/MG. Itabira: Funcesi. 2013.

HELLER, L.; PÁDUA, V, L. Abastecimento de água para consumo humano. 2ed. Belo Horizonte: Ed. UFMG. 2010.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Cidades. Itabira (MG). 2010a. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=313170. Acesso em: 07 set. 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Carta Internacional ao Milionésimo. 2010b. Disponível em: http://mapas.ibge.gov.br/interativos/servicos/wms-do-arcgis. Acesso em: 25 mar. 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2011. 2011. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/27032002pnsb.shtm. Acesso em: 07 set. 2016.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA (IPEA). Políticas Sociais Acompanhamento e Análises. Desenvolvimento Rural. Brasília: IPEA. 2008.

MAIA, L. M. S. Impacto da estrada na qualidade ambiental nos cursos d’água. Tese (doutorado). Universidade Federal de Lavras, Lavras. 2012. Disponível em: http://repositorio.ufla.br/handle/1/534. Acesso em: 10 set. 2016.

MINISTÉRIO DAS CIDADES. Transversal: saneamento básico integrado às comunidades rurais: e populações Tradicionais: guia do profissional em treinamento: nível 2 / Ministério das Cidades. Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental (org.). Brasília: Ministério das Cidades. 88 p. 2009. Disponível em: http://www.unipacvaledoaco.com.br/ArquivosDiversos/saneamento_basico_integrado_as_comunidades_rurais_e_populacoes_tradicionais.pdf. Acesso em: 10 set. 2016.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE (MMA). Consumo Sustentável. Manual de Educação. Brasília: Consumers International/ MMA/ MEC/ IDEC. 160 p. 2005.

PEDROSA, C. M. Avaliação do plano Diretor de Itabira. Rede de avaliação e capacitação para implementação dos planos diretores participativos. p. 1-6. 2006. Disponível em: http://www.observatoriodasmetropoles.net. Acesso em: 15 abr. 2016.

PHILIPPI JR., A. Saneamento, saúde e ambiente: fundamentos para um desenvolvimento sustentável. Barueri, São Paulo: Manole. 2005.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRA. Imagem de satélite - Município de Itabira-MG: área de interesse, Bacia Hidrográfica do Candidópolis. 2015.

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO (SAAE) Itabira. Relatório da implantação e dos resultados do projeto Mãe D’água de Itabira. 2010. Disponível em: http://www.saaeitabira.com.br. Acesso em: 03 mar. 2016.

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO (SAAE) Itabira. Tratamento de Água e Esgoto. 2013. Disponível em: http://www.saaeitabira.com.br. Acesso em: 03 mar. 2016.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP). Instituto de Geociências ganha poço artesiano. São Paulo: Jornal da USP. 2014. Disponível em: h http://www.usp.br/agen/bols/2002/rede893.htm. Acesso em: 17 ago. 2016.

TUCCI, C. E. M. Hidrologia: Ciência e aplicação. Porto Alegre: ABRH; UFRGS. 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.17648/rsd-v4i1.28

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356