Administrator skills: a study with academics of the administration course in the context of active learning

Sabrina Gorges, Ana Paula Pereira dos Passos, Helena Wollinger

Abstract


The constant oscillations in society and the labor market require the management professional to evolve and develop their competencies, organizations are looking for people who are capable and flexible, who adapt quickly to changes. In this way, developing competencies has become paramount in the learning process, and higher education institutions play an important role in this construction, applying learning strategies that provide the academic with the competencies demanded by the market. Thus, it is feasible to use active learning in the Administration course, since it allows the integration between theory and practice and the experience of real situations in the classroom. Active learning is a set of pedagogical practices that address the issue of student learning from a different perspective of the classic learning techniques. In active learning, it is understood that the student should not be merely a receiver of information, but must actively engage in the acquisition of knowledge. This article aims to identify and analyze the skills of the Administrator desired and developed by the undergraduate students in Administration in the context of Active Learning. In this study, a descriptive research was carried out in a sample of 54 students from the Administration courses of three universities in Santa Catarina. Among the results, the research revealed that for students, the most important competences to be developed are: self-criticism and strategic thinking regarding opportunities.


Keywords


Active learning; Competencies of the Administrator; Teaching.

References


AGUIAR, A. C.; RIBEIRO, E. C. O. Conceito e Avaliação de Habilidades e Competência na Educação Médica: Percepções Atuais de Especialistas. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 34, p. 371-378, 2010.

ALVER, R. A. et al. Relações entre estilos de aprendizagem e a auto percepção de competências profissionais em alunos concludentes do curso de graduação em administração da UFC. In: IV Encontro de Ensino e Pesquisa em Administração e Contabilidade, 11, 2013, Brasília. Anais... Brasília: EnEPQ, 2013.

AUSTER, E. R.; WYLIE, K. K. Creating active learning in the classroom: A systematic approach. Journal of Management Education, v. 30, n. 2, p. 333-353, 2006.

BARTH, M. et al. Developing key competencies for sustainable development in higher education. International Journal of Sustainability in Higher Education, vol. 8, n. 4, p. 416-430, 2007.

BITENCOURT, C. C. Gestão de Competências e Aprendizagem nas Organizações. São Leopoldo: Unisimos, 2005.

BONWELL, C. C.; EISON, J. A. Active Learning: Creating Excitement in the Classroom. 1991 ASHE-ERIC Higher Education Reports. ERIC Clearinghouse on Higher Education, The George Washington University, One Dupont Circle, Suite 630, Washington, DC 20036-1183, 1991.

BOYATZIS, R. E. O gerente competente: Um modelo para o desempenho eficaz. New York: John Wiley & Sons, 1982.

CAMPOS, S. A. P. et. al. Conhecendo o estilo de aprendizagem e as competências mais valorizadas pelos futuros administradores: Um estudo envolvendo alunos de graduação em administração de uma Instituição Federal de Ensino. In: II ENCONTRO DE ENSINO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE,2009, Curitiba/PR. Anais... Curitiba: EnEPQ, 2009.

CARDOSO, R. L. Competências do Contador: um estudo empírico. 2006. 169 f. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

CERQUEIRA, T. C. S. Estilos de aprendizagem em universitários. 2000. 179 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Resolução nº 4 de 13 de julho de 2005. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces004_05.pdf. Acesso em: 15/09/2017.

CHIAVENATO, I. Gestão de pessoas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

DE VASCONCELOS, A. F.; CAVALCANTE, P. R. N.; DO MONTE, P. A. Fatores que influenciam as competências em docentes de Ciências Contábeis. Veredas Favip-Revista Eletrônica de Ciências, v. 5, n. 1-2, 2013.

FERNANDES, B.; MILLS, J.; FLEURY, M. T. Resources that drive performance: an empirical investigation. International Journal of Productivity and Performance Management, v. 54, n. 5/6, p. 340-354, 2005.

FLEURY, M. T. L.; FLEURY, A. Construindo o conceito de competência. Revista de Administração Contemporânea, v. 5, p. 183-196, 2001.

FLEURY, M. T.; JACOBSOHN, L. V. A contribuição do e-learning no desenvolvimento de competências do administrador. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 2003, Atibaia. Anais... Atibaia: ANPAD, 2003.

GODOY, A. S.; ANTONELLO, C. S. Competências individuais adquiridas durante os anos de graduação de alunos do Curso de Administração de Empresas. Revista de

Ciências da Administração, v. 11, n. 23, p. 157-191, 2009.

GODOY, A. S. et al. Competências Adquiridas durante os anos de Graduação: um estudo de caso a partir das opiniões de alunos formandos de um curso de Administração de Empresas. In: XXIX ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 2005, Brasília/DF. Anais...Brasília: ENANPAD, 2006.

GODOY, A. S. et al. O desenvolvimento das competências de alunos formandos do curso de Administração: um estudo de modelagem de equações estruturais. Revista de Administração da USP, v. 44, n. 3, p. 265-278, 2009.

GODOY, A. S. et al. Um estudo de modelagem de equações estruturais para a avaliação das competências de alunos do curso de administração. In: ENCONTRO ANUAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 30, 2006, Salvador. Anais...Salvador: ANPAD 2006.

HAIR, J. F. et al. Análise multivariada de dados. 6. ed. Porto Alegre: Bookman, 2009.

KILIMNIK, Z. M.; SANT'ANNA, A. S.; LUZ, T. R. Competências profissionais e modernidade organizacional: coerência ou contradição?. Revista de Administração de Empresas, v. 44, n. SPE, p. 10-21, 2004.

KOLB, D. A. Experiential learning: experience as the source of learning and development Englewood Cliffs. Nova Jersey: Prentice-Hall, 1984.

LE BOTERF, G. De la compétence. Paris: Le Editions d’Organisation, 1994.

LEMOS, A. H. C.; PINTO, M. C. S. Empregabilidade dos administradores: quais os perfis profissionais demandados pelas empresas? Cadernos EBAPE. BR, v. 6, n. 4, p. 1-15, 2008.

LEVY-LEBOYER, C. Gestión de La competências. Barcelona: Gestión, 1997.

LOMBARDI, M. F. S. et al. Competências adquiridas durante o curso de graduação em administração de empresas na ótica dos alunos formandos: um estudo em cinco instituições de ensino superior. RAEP Administração: Ensino e Pesquisa, v. 12, n. 1, p. 119-147, 2011.

MARQUARDT, M.; WADDILL, D. The power of learning in action learning: a conceptual analysis of how the five schools of adult learning theories are incorporated within the practice of action learning. Action Learning: Research and Practice, v. 1, n. 2, p. 185-202, 2004.

MCCLELLAND, D. C. Testing for competence rather than for “intelligence”. American Psychologist, 1973.

OLIVEIRA, A. L.; LOURENÇO, C. D. S.; CASTRO, G. C. Ensino de administração nos EUA e no Brasil: uma análise histórica. Revista Pretexto, v. 16, n. 1, p. 11-22, 2015.

PARRY, S. B. The Quest for Competencies. Training, v. 33, n. 7, p. 48, 1996.

PERRENOUD, P. Ensinar: agir na urgência, decidir na incerteza: saberes e competências em uma profissão complexa. Artmed, 2001.

RAMPAZZO, L. Metodologia Científica para alunos dos cursos de graduação e pós-graduação. 3. ed. São Paulo: Loyola, 2005.

RESENDE, E. O livro das competências. Rio de Janeiro: Qualitymark, v. 23, 2000.

RICHARDSON, M. Fundamentos da metodologia cientifica. São Paulo, 1999.

RUAS, R. et al. Os Novos Horizontes da Gestão: Aprendizagem Organizacional e Competências. 2. reimpressão. Porto alegre: Bookman, 2006.

SANT'ANNA, A. S. O movimento em torno da competência e formação de Administradores: algumas reflexões. Revista de Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação, v. 1, p. 110-124, 2010.

SILVA, A. B. O Contexto social da aprendizagem de gerentes. RAM - Revista de Administração Mackenzie, v. 9, p. 26-52, 2008

SILVA, A. B. et al. Dimensões de um sistema de aprendizagem em ação para o ensino de administração. Administração: ensino e pesquisa, v. 13, n. 1, p. 11-46, 2012.

SONAGLIO, A. L. B.; GODOI, C. K.; SILVA, A. B. Estilos de aprendizagem experiencial e aquisição de habilidades: um estudo com discentes de graduação em administração em instituições de ensino superior. Administração: ensino e pesquisa, v. 14, n. 1, p. 123-159, 2013.

SPENCER, L. M.; SPENCER, S. M. Competence at work: models for superior performance. New York: John Wiley & Sons, 1993.

TAKAHASHI, A. R. W. Descortinando os processos da aprendizagem organizacional no desenvolvimento de competências em instituições de ensino. 2007. 475 f. Tese (Doutorado em Administração) – Programa de Pós- Graduação em Administração, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

YEO, R. The tangibles and intangibles of organizational performance. TeamPerformance Management: Na International Journal, v. 9, n. 8, p. 199-204, 2003.

ZARIFIAN, P. O modelo da competência. Senac, 2003.

ZARIFIAN, P. Objetivo competência: por uma nova lógica. São Paulo: Atlas, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.17648/rsd-v7i1.95

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com