From epistemology to teacher practice in children education: report of a didactic sequence

Joseane da Silva Miller Rodrigues, Noemi Boer

Abstract


This article aims to present a didactic sequence (SD) that was developed in a Pre-Kindergarten class at a private school in Santa Maria, RS. The study was conducted in the second half of 2018, with thirteen children in the 4-year-old age group. As an investigative approach, the study is characterized as an action research and constitutes a cut-off of the Master's Dissertation in Teaching Humanities and Languages, elaborated by the first author. The theoretical framework is based on documents related to Early Childhood Education, research focus and authors such as: Morin (1999 and 2011); Nóvoa (2009); Oliveira (2011 and 2014); Cancian & Goelzer (2016); Rinaldi (2017), among others. With the report of this experience, it was possible to observe that in Early Childhood Education, it is necessary to take into account attentive listening of what children indicate they want to know at every moment, as open channels to learn it. For this, it requires the teacher an educational intentionality with the children, to know how to progress to reach them, harmonizing teaching and learning.


Keywords


Child education; Didactic sequence; Child.

References


Barbosa, M.C.S. (2016). Três notas sobre formação inicial e à docência na educação infantil. In: Cancian, V.A., Gallina, S.F.S. & Weschenfelder, N. (2016). Pedagogias das infâncias, crianças e docências na educação infantil. (Vol. 2. pp. 131-140). Brasília, DF: MEC/SEB.

Barbosa; M.C.S.; Cancian, V.A.; Weshenfelder, N.V. (2018). Pedagogo generalista- professor de educação infantil: implicações e desafios da formação. Educação e Contemporaneidade, 27 (51), 45-67.

Bardin, L (2015). Análise de conteúdo. (4a. ed.) Lisboa: Edições 70.

Brasil. (2010). Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares nacionais para a educação infantil. Secretaria de Educação Básica. Brasília, DF: MEC, SEB. Recuperado de: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=9769 -diretrizescurriculares-2012&category_slug=janeiro-2012-pdf&Itemid=30192.

Brougère, G. (2001). Brinquedo e cultura. (4a. ed.). São Paulo, SP: Cortez.

Cancian, V., & Goelzer, J. (2016). Práticas pedagógicas na Educação Infantil: do lugar da impossibilidade ao lugar da possibilidade. In: Cancian, V., Gallina, S. & Weschenfelder, N. Pedagogias das infâncias, crianças e docências na educação infantil (Vol. 2. pp. 161-177). Brasília, DF: MEC/SEB.

Carnavas, P. (2009). A caixa de Jéssica. São Paulo, SP: FTD.

Edwards, C., Gandini, L. & Forman, G. (1999). As cem linguagens da criança: a abordagem de Reggio Emilia na educação da primeira infância. Porto Alegre: Artmed.

Freire, P. (2018). Pedagogia do oprimido. (65a. ed.). Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Ferreiro, E. (1996). Alfabetização em processo. (11a. ed.). São Paulo, SP: Cortez.

Gatti, B. (2010). Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação e Sociedade, 31(113), 1355-1379.

Gobbi, M. (2010). Múltiplas linguagens de meninos e meninas e a educação infantil. In: Anais do I Seminário Nacional: Currículo em Movimento. (p. 1-19) Belo Horizonte, MG.

Goelzer, J. & Löffler, D. (2016). E se o chapéu da chapeuzinho não fosse vermelho? Um olhar sobre as linguagens infantis. In: Cancian, V. A.; Gallina, S. F.S.; Weschenfelder, N. Pedagogias das infâncias, crianças e docências na educação infantil. (Vol.2, pp. 227-239). Brasília, DF: MEC/SEB.

Mantovani, S. & Peroni, R. M. (1999). Uma profissão a ser inventada: o educador da primeira infância. Pro-posições, 10 (1), 75-98.

Minayo, M. C. de S. (Org.). (2013). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. (33a. ed.). Petrópolis, RJ: Vozes.

Morin, E. (1991). Introdução ao pensamento complexo. Lisboa: Instituto Piaget.

Morin, E. (2011). Sete saberes necessários à educação do futuro. (2a. ed.). São Paulo, SP: Cortez.

Nóvoa, A. (2009). Professores: imagem do futuro presente. Lisboa: EDUCA.

Oliveira, Z. (Org.). (2014). O trabalho do professor na educação infantil. (2a. ed.). São Paulo, SP: Biruta.

Oliveira, Z. (2011). Educação Infantil: fundamentos e métodos. (7a. ed.). São Paulo, SP: Cortez.

Oliveira, M. M. de. (2013). Sequência didática interativa no processo de formação de professores. Petrópolis, RJ: Vozes.

Oliveira-Formosinho, J. (Org.). (2007). Pedagogia (s) da infância: dialogando com o passado, construindo o futuro. Porto Alegre: Artmed.

Rinaldi, C. (2017). Diálogos com Reggio Emilia: escutar, investigar e aprender. São Paulo, SP: Paz e Terra.

Salles, F. & Faria, V. L. B. (2012). Currículo na educação infantil: diálogo com os demais elementos da proposta pedagógica. (2a. ed.). São Paulo, SP: Ática.

Thiollent, M. (2011). Metodologia da pesquisa-ação. (18a. ed.). São Paulo, SP: Cortez.

Vigotsky, L. S. (2003). Psicologia pedagógica. Porto Alegre: Artmed.

Zabala, A. (1998). A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i6.969

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356