History of Mathematics in Basic Education: A Study of Undergraduate Students Graduating in Mathematics

Letícia Sousa Carvalho, Mariana Feiteiro Cavalari

Abstract


Researchers in Mathematics Education have pointed out the importance of including History of Mathematics (HM) classes in Basic Education. However, some studies indicate that HM has not been widely implemented by teachers at this stage of education. One of the reasons for this may be a teachers' general lack of knowledge surrounding HM, of the specific material on HM, or of the ways of presenting it in mathematics classes. Given this fact, we conducted research at a federal university located in south Minas Gerais, Brazil, to analyze the concepts surrounding the use of History of Mathematics in Basic Education for Mathematics undergraduates who are studying to become licensed teachers. These students had at least one class subject that addressed HM. The study was conducted by collecting data via an online questionnaire that was answered by 26 undergraduate students from the university. We identified that all participants understand that HM should be used in math classes. Furthermore, they provided justifications as to why HM should be introduced at this level of education. The students also understood that HM can be used to introduce, contextualize, or explain content, or it can be used in conjunction with investigative activities. We identified that future teachers understand that "students who do not like history", "lack of time", and "lack of preparation or insecurity surrounding the use of History of Mathematics in their future classes" may be some of the challenges that they will have to face in order to teach math classes using HM.


Keywords


History of Mathematics; Mathematics Teaching; Undergraduates in Mathematics

References


Balestri, R. D. (2008). A participação da história da matemática na formação inicial de professores de matemática na ótica de professores e pesquisadores. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina.

Brasil. (2018). Base Nacional Comum Curricular. Brasília. Ministério da Educação.

Brasil. (1998). Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília. Ministério da Educação.

Brolezzi, A. C. (1991). A arte de contar: uma introdução ao estudo do valor didático da História da Matemática. 78 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Díaz, O. R. T. (2011). A atualidade do livro didático como recurso curricular. Tradução de Maria Susley Pereira. Linhas Críticas, Brasília, DF, 17(34):609-624.

Feliciano, L. F. (2008). O uso da História da Matemática em sala de aula: o que pensam alguns professores do ensino básico. 171 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática). Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

Fiorentini, D. & Lorenzato, S. (2006). Investigação em Educação Matemática: percursos teóricos e metodológicos. Campinas, SP. Autores Associados.

Fossa, J. A. (2008). Matemática, história e compreensão. Revista Cocar, Belém, 2(4):7-16. Disponível em .

Goldenberg, M. (2001). A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em ciências sociais. 5.ed. Rio de Janeiro. Editora Record.

Mendes, I. A. (2006). A investigação histórica como agente da cognição matemática na sala de aula. In: Mendes, I. A.; Fossa, J. A.; Valdés, J. E. N. A História como um agente de cognição na Educação Matemática. Porto Alegre. Editora Sulina, p. 79-136.

Miguel, A. (1993). Três estudos sobre história e educação matemática. 346 f. Tese (Doutorado em Educação) -Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

Miguel, A. (1997). As potencialidades pedagógicas da História da Matemática em questão: argumentos reforçadores e questionadores. Zetetiké, Campinas, 5(8):73-105.

Miguel, A. & Miorim, M.A. (2008). História na Educação Matemática: propostas e desafios. 1º edição. Belo Horizonte: Autêntica. 200p. (Coleção Tendências em Educação Matemática).

Miguel, A.; Brito, A. J.; Carvalho, D. L. & Mendes, I. A. (2008). História da Matemática em atividades didáticas. São Paulo. Livraria da Física. p. 105- 178.

Moron, C. F. (1999). As Atitudes e concepções dos professores de educação infantil com relação a matemática. Zetetiké, Campinas, 7(11):87-102.

Pereira, E. M. (2016). A História da Matemática nos livros didáticos de Matemática do Ensino Médio: conteúdos e abordagens. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências)-Universidade Federal de Itajubá, Itajubá.

Ponte, J. P. (1992). Concepções dos Professores de Matemática e Processos de Formação. Educação Matemática: Temas de Investigação. Lisboa: Instituto de Inovação Nacional e Secção de Educação e Matemática. Disponível em < http://hdl.handle.net/10451/2985>.

Santos, M. R. (2017). Compreensões de professores do ensino médio acerca da utilização da História da Matemática no ensino de Matemática. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências) – Universidade Federal de Itajubá, Itajubá.

Souto, R. M. A. (1997). História e Ensino da Matemática: um estudo sobre as concepções do professor do ensino fundamental. 191 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) -Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

Valdés, J. E. N. (2006). A história como elemento unificador na educação matemática. In: Mendes, I. A.; Fossa, J. A. & Valdés, J. E. N. A História como um agente de cognição na Educação Matemática. Porto Alegre. Editora Sulina. p. 15-78.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i4.872

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com