Learning for Projects in Fundamental Teaching: strategy for understanding food pyramid

Ana Paula Santos de Lima, Phillip Vilanova Ilha, Rodrigo Couto Corrêa da Silva, Félix Alexandre Antunes Soares

Abstract


This study aims to assess the knowledge of the food pyramid for school year the students of final grades of primary school, as well as a proposal for how learning designs can influence the acquisition of these concepts by students. This is a case study in the city of Santa Maria / RS, with students from 6th to 9th grade of a public state school, totaling 158 students. The students answered two questions about the food pyramid be imagined. In both responses, found a better result on the 6th and 8th grade, but students' understanding of the 6th year achieved a marked improvement in post-test, and this could indicate that the projects developed by teachers in these two groups have obtained best meaningful learning by students.


Keywords


Food; Basic Education; Teaching Strategies; Teaching-Learning.

References


ABREU, E. S. et al. Alimentação mundial – uma reflexão sobre a história. Revista Saúde e Sociedade, São Paulo, v.10, n.2, p. 3-14, 2001. Disponível em:. Acesso em: 17 abril de 2018.

ARAÚJO, U. F. Temas Transversais e a Estratégia de Projetos. São Paulo: Moderna, 2003.

BARBOSA, R. M. S., COSTA, R. S., & SOARES, E. A. Guias alimentares para crianças: aspectos históricos e evolução. Revista de Nutrição, Campinas, v.19, n.2, p.255-263, 2006. Disponível em: . Acesso em: 21 agosto 2018.

BRASIL. Guia alimentar para a população brasileira: promovendo a alimentação saudável. Ministério da saúde. Brasília, Distrito Federal, Brasil, 2008. Disponível em: . Acesso em: 05 julho de 2018.

BRASIL. Guia alimentar para a população brasileira. (2a ed.) Ministério da Saúde. Brasília, Distrito Federal, Brasil, 2014. Disponível em: . Acesso em: 08 julho de 2018.

HERNANDEZ. F., & VENTURA, M. A Organização do Currículo por Projetos de Trabalho: o conhecimento é um caleidoscópio. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

LANZILLOTTI, H. S.; COUTO, S. R. M. & AFONSO, F. M. Pirâmides alimentares: uma leitura semiótica. Revista de Nutrição, Campinas, v.18, n.6, p. 785-792, 2005. Disponível em: Acesso em: 08 janeiro de 2018.

MOREIRA, M. A. A organizadores prévios e aprendizagem significativa. Revista Chilena de Educación Científica, Santiago, v.7, n.2, p. 23-30, 2008. Disponível em: . Acesso em: 05 janeiro de 2018.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem significativa: um conceito subjacente. Aprendizagem Significativa em Revista/Meaningful Learning Review, Porto Alegre, v.1, n.3, p.25-46, 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 janeiro de 2018.

NOGUEIRA, N. R. Pedagogia dos Projetos: etapas, papéis e atores. (2a ed.) São Paulo: Editora Érica, 2006.

OLIVEIRA, C. L.; & MOURA, D. G. de. Metodologia de projetos em ambientes não formais de aprendizagem: indício de eficácia no processo de ensino de biologia. In: V ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS. Anais V ENPEC. Bauru, São Paulo: 2005. Disponível em:. Acesso em: 28 março de 2018.

OLIVEIRA, C. L. Significado e contribuições da afetividade, no contexto da Metodologia de Projetos, na Educação Básica. 2006. Dissertação (Mestrado em Educação Tecnológica). CEFET-MG. Belo Horizonte, MG, Brasil. Disponível em:

. Acesso em: 05 março de 2018.

PEIRCE, C. S. Semiótica. São Paulo: Perspectiva, 2003.

PELIZZARI, A. et al. Teoria da aprendizagem significativa segundo Ausubel. Revista PEC, Curitiba, v.2, n.1, p. 29-42, 2002.

PERONEO, D. S. Algumas reflexões sobre o ensino e a aprendizagem de ciências nos anos iniciais. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências) - Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS, Brasil. Disponível em: . Acesso em: 15 março de 2018.

PHILIPPI, S. T. et al. Pirâmide alimentar adaptada: guia para escolha dos alimentos. Rev. nutr., campinas, v.12, n.1, p. 65-80, 1999. Disponível em: . Acesso em: 21 julho de 2018.

PIAGET, J. Biologia e Conhecimento. (2a ed.) Petrópolis: Vozes,1996.

REYES, J. A. C. El factor nutricional en el desempeño escolar. Diseño de campaña informativa. 2017. 152 f. Trabalho de Conclusão de Curso – Universid de Guayaquil. Guayaquil, Equador. Disponível em: . Acesso em: 29 out. de 2018.

ROLANDO, B. Y. E.; JAVIER, C. G. M. La alimentación y el proceso de aprendizaje. 2018. 82 f. Trabalho de Conclusão de Curso - Universidad Técnica de Cotopaxi. Latacunga. Equador. Disponível em: . Acesso em: 30 out. de 2018.

SOARES, B. R. et al. Atitudes relativas ao consumo alimentar de escolares da zona sul de São Paulo/SP. Disciplinarum Scientia. Santa Maria, v. 18, n. 2, p. 323-337, 2017. Disponível em: . Acesso em: 29 out. de 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i1.636

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356