Development evaluation of alface Vanda in relation to the use of chemical fertilizer and organic compost

Raimundo Nonato dos Santos Veras, Diego Souza Lima, Jailson Alves Carvalho, Alisson de Souza Reis, Marcio Rogério Silva

Abstract


The horticulture is very used in the familiar agriculture in the Brazil, Para state, in which the main part of production is used for family consumption. The lettuce more cultivated is Vanda (Lactuca sativa L.) and the family use own labor. The main objective this paper was evaluable the development of lettuce cv Vanda cultivated in beds with organic compounds and chemistry fertilization (NPK). The radicular system, plant height and production of mass fresh were evaluated. The best results in relation of roots development were in the lettuce cultivated with organic compound in the proportion of 5 kg/m2 due it characteristics as a soil conditioner. The better results in relation fresh mass production and height of plant were obtained with use of chemistry fertilization (NPK), in which this result was obtained mainly by addiction of 10 g/m2 of the extra nitrogen as cover fertilizer. Statistical analyzes showed that difference between height of plant cultivated with chemistry fertilizer and organic compound were similar. In relation of roots development the difference was statistically significant.


Keywords


familiar agriculture; organic compounds; chemistry fertilization (NPK).

References


ALMEIDA T. B. et. al. Avaliação nutricional da alface cultivada em soluções nutritivas suprimidas de macronutrientes. Biotemas, v. 24, n. 2, p. 27-36, 2011. Disponível em: < https://periodicos.ufsc.br/index.php/biotemas/article/view/2175-7925.2011v24n2p27/17819>. Acesso em: 10 de março de 2018.

CAETANO, et al. A cultura da alface: perspectivas, tecnologias e viabilidade. Niterói: PESAGRO-RIO, 23 p., 2001.

CARVALHO, K.S. Alface americana submetida à adubação nitrogenada e tensões de água no solo em ambiente protegido. Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Agrárias e Tecnológicas, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, Rondonópolis, 2003.

COOPER, M. et al. Compostagem e reaproveitamento de resíduos orgânicos agroindustriais: teórico e prático. Piracicaba: ESALQ - Divisão de Biblioteca. 2010.

DANTAS, A.M. Materiais Orgânicos e Produção de Alface Americana. Brasília: Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, 2011.

Disponível em: . Acesso em: 06 dezembro de 2017.

FILGUEIRA, F.A.R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 2ed. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, 2003.

HENZ, G.P. & SUINAGA, F. Tipos de Alface Cultivados no Brasil. Brasília DF: Embrapa Hortaliças, 2009.

INSTITUTO DA POTASSA & FOSFATO. Manual internacional de fertilidade do solo. 2 ed. Piracicaba: POTAFOS, 1998. Disponível em: < http://brasil.ipni.net/ipniweb/region/brasil.nsf/0/40A703B979D0330383257FA80066C007/$FILE/Manual%20Internacional%20de%20Fertilidade%20do%20Solo.pdf>. Acessado em: 4 de abril de 2018.

JASSE, M.E.C. et al. Efeito residual da adubação com compostos orgânicos enriquecidos em nutrientes e com diferentes graus de decomposição no cultivo da alface em sistema orgânico. Horticultura Brasileira. 28: S2942-S2947. 2010. Disponível em: < http://www.abhorticultura.com.br/eventosx/trabalhos/ev_4/A2886_T4963_Comp.pdf>. Acessado em: 15 de abril de 2018.

KIEHL, E.J. Fertilizantes orgânicos. São Paulo: Editora Agronômica Ceres, 492p., 1985.

KIEHL, E.J. Preparo do composto na fazenda. Casa da Agricultura, Campinas: v.3, n.3, p.6-9, 1981.

MAIA, R. E. Efeito de diferentes doses de vermicomposto na produção de mudas de alface, Altamira – Pará. ALTAMIRA - PA, 2009.

MAKISHIMA, N. et al. Projeto horta solidária: cultivo de hortaliças. Jaguariúna SP: Embrapa Meio Ambiente, 2005.

MARCHESINI, A. et al. Long-term effects of quality-compost treatment on soil. Plant and Soil, Dordrecht, v. 106, p. 253-261, 1988. Disponível em: . Acessado em: 5 de maio de 2018.

MASSUKADO, L.M. Compostagem: nada se cria, nada se perde; tudo se transforma. Brasília: Editora IFB, 2016.

MATOS, F.A.C. et al. Alface - Saiba como cultivar hortaliças para colher bons negócios. Brasília DF: Série Agricultura Familiar, Coleção Passo a Passo Alface. SEBRAE, 2011. Disponível em: < https://bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/E3D05C5BC28A430A83257984003EA3D8/$File/NT00047306.pdf>. Acessado em: 12 de maio de 2018.

NETO, S.E. et al. Rentabilidade da produção orgânica de alface em função do ambiente. Revista Ciência Agronômica, v. 43, n. 4, p. 783-791, out-dez, 2012. Disponível em: < http://ccarevista.ufc.br/seer/index.php/ccarevista/article/view/1837>. Acesso em: 20 de janeiro de 2018.

PAULINO, M.A.O. et al. Manejo da água no cultivo de alface irrigado pelo sistema de microaspersão. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada v.3, n.1, p.22–29, 2009. Disponível em: . Acesso em: 16 de janeiro de 2018.

QUEIROZ, J.P. et al. Estabilidade fenotípica de alfaces em diferentes épocas e ambientes de Cultivo. Revista Ciência Agronômica, v. 45, n. 2, p. 276-283, abr-jun, 2014. Disponível em: http://ccarevista.ufc.br/seer/index.php/ccarevista/article/view/1913>. Acesso em: 05 de fevereiro de 2018.

RIMA, J.A.H. et al. Adição de ácido cítrico potencializa a ação de ácidos húmicos e altera o perfil protéico da membrana plasmática em raízes de milho. Ciência Rural, v. 41, n. 4, p. 614- 620, 2011. Disponível em: . Acesso em: 12 de fevereiro de 2018.

SALA, F.C. & COSTA, C.P. ‘PIRAROXA’: Cultivar de alface crespa de cor vermelha intensa. Horticultura Brasileira, Brasília, v.23, n.1, p.158-159, jan-mar. 2005. Disponível em: . Acesso em: 18 dezembro de 2017.

SANTOS, H.S. et al. Efeito residual da adubação com composto orgânico sobre o crescimento e produção de alface. Pesq. agropec. bras., Brasília, v. 36, n. 11, p. 1395-1398, nov. 2001. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/%0D/pab/v36n11/6813.pdf>. Acesso em: 15 dezembro de 2017.

SILVA, G. S. et al. Viabilidade econômica do cultivo da alface crespa em monocultura e em consórcio com pepino. Ciênc. agrotec., Lavras, v. 32, n. 5, p. 1516-1523, set./out., 2008.

SOUZA, R. B.; ALCÂNTARA, F. A. Circular Técnica. Adubação no sistema orgânico de produção de hortaliças. Brasília, DF. Julho de 2008.

TEIXEIRA, N.T. Adubação orgânica e organo-mineral e algas marinhas na produção de alface. Revista Ecossistema v.29, n.1 jan-dez 2004. Disponível em: . Acesso em: 12 de dezembro de 2017.

WUTKE, E.B. et al. Bancos Comunitários de Sementes de Adubos Verdes: Informações Técnicas. Brasília: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i1.618

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356