O discurso persuasivo por meio dos slogans de candidatos à presidência do Brasil

Jhonatas Silva Franco, Caio Flávio Stettiner, Alex Paubel Junger, Alexandre Formigoni, Milton Brito Caio, Roberto Padilha Moia

Resumen


O slogan é um recurso comunicacional amplamente utilizado para delimitar em poucas palavras uma ideia ou ideal a ser fixado na memória de seu público-alvo. No caso de candidatos à presidência da república, atua como um importante elemento de persuasão, oferecendo ao eleitor uma oportunidade de conhecer sucintamente o propósito dos postulantes ao cargo máximo do país. O objetivo deste trabalho foi estudar os slogans dos presidentes eleitos e dos derrotados subsequentes nas eleições Brasileiras, a partir de 1989. Através de pesquisa documental, análise bibliográfica e pesquisa de campo com 166 entrevistados, buscou-se traçar um comparativo entre os slogans de cada eleição e analisar seu poder de persuasão sobre ao eleitorado. A análise concluiu que slogans convincentes não necessariamente garantem a vitória de seus candidatos, mas escolhas equivocadas podem ser determinantes na derrota nos pleitos eleitorais


Palabras clave


slogan; marketing; política; eleição; presidente

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


Atlas das eleições presidenciais no Brasil. Sítio na Internet .Disponível em: Acesso em: 18 mai. 2018.

Figueiredo, R. 2000. O marketing político: entre a ciência e a razão. p. 11-41. In: Figueiredo, Rubens (org.) Marketing político e persuasão eleitoral. Editora Fundação Konrad Adenauer, São Paulo, SP, Brasil.

Figueiredo, R. 1994. O que é Marketing Político. Coleção Primeiros Passos, Editora Brasiliense, São Paulo, SP, Brasil.

Flick, U. 2009. Introdução à pesquisa qualitativa. 3ed. Editora Artmed. Porto Alegre, RS, Brasil.

Flick, U., von Kardorff, E., Steinke, I. (Orgs.). 2000. O que é pesquisa qualitativa – uma introdução. In: Pesquisa qualitativa – um manual. (p: 13-29) . Editora Rowohlt. Reinbek, SH, Alemanha.

Gomes, N. D. 2001. Formas persuasivas de comunicação política: propaganda política e publicidade eleitoral. 2ed. Editora Edipucrs. Porto Alegre, RS, Brasil.

Gomes, W. 2004. Transformações da política na era da comunicação. Editora Paulus. São Paulo, SP, Brasil.

Gondin, S. M. G.; Veiga, L. 2001. A utilização de métodos qualitativos na Ciência Política e no Marketing Político. Vol 8 (1) Editora Opinião Pública, Campinas, SP, Brasil.

Günther, H. 2006. Pesquisa quantitativa versus pesquisa qualitativa: Esta É a questão? In: Psicologia: teoria e pesquisa 22: 201-210.

História do Brasil: a Nova República. Sítio na Internet . Disponível em: Acesso em: 11 maio 2018.

Info Escola: a Nova República. Sítio na Internet Disponível em: Acesso em: 11 maio 2018.

Kotler, P. 1975. "Overview of Political Candidate Marketing", in: NA - Advances in Consumer Research 2: 761-770.

Lasswell, H. 1982. A Linguagem da Política. Editora Universidade de Brasília. Brasília, DF, Brasil.

Malanga, E. 1977. Publicidade – uma introdução. Editora Atlas. São Paulo, SP, Brasil.

Manhanelli, C. A. 1992. Eleição é guerra: marketing para campanhas eleitorais. Editora Summus. São Paulo, SP, Brasil.

Martins, J. 1997. Redação publicitária. Editora Atlas. São Paulo, SP, Brasil.

Memorial da Democracia. Disponível em: Acesso em: 22 mai. 2018.

Queiroz, A.; Manhanelli, C. 2009. Breve história dos slogans políticos nas eleições do Brasil Republicano. In: Signos do Consumo 2: 235-253.

Reboul, O. 1975. O slogan. Editora Cultrix. São Paulo, SP, Brasil.

Sá-Silva, J.; Almeida, C.; Guindani, J. 2009. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. In: Revista Brasileira de História & Ciências Sociais 1: 1-15.

Sant'anna, A. 1999. Propaganda, teoria, técnica, prática. Editora Pioneira. São Paulo, SP, Brasil.

Weber, M.H. 2004. Imagem Pública. p. 259-308. In: Comunicação e Política – Conceitos e abordagens. Editora Unesp. São Paulo, SP, Brasil.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Base de Dados e Indexadores: BaseDiadorimSumarios.orgDOI CrossrefDialnetScholar GoogleRedibDoajLatindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional