The use of the nursing process as a support tool for the child's care for domiciliary care

Marta Fontana, Luís Felipe Pissaia

Abstract


This study aims to share the experience in the use of the Nursing Process as a support tool for child care in home care. It is a descriptive study, having as a participant a child and his family, who were accompanied at home by a nurse during a few months of the year 2018, thus collecting the data. The results of the study were compiled confirme provides for the Nursing Process, following the steps of History and Physical Examination, Nursing Diagnostics, Prescription or Care Plan, Care Implementation and Nursing Assistance Evaluation. It was considered that the realization of this process saw the collection of effective data about the family, thus leading to a comprehensive and long-term care plan. This study has importance in demonstrating the effective use of the Nursing Process at home, leading to a growing contemporary demand.


Keywords


Nursing Process; Child Health; Nursing care; Home Assistance.

References


ALMEIDA, E. et al. Relato sobre a construção de um protocolo de enfermagem em puericultura na atenção primária. Journal of Nursing UFPE, v. 10, n. 2, 2016.

ALVIM, A. L. S. O processo de enfermagem e suas cinco etapas. Enfermagem em Foco, v. 4, n. 2, p. 140-141, 2013.

ANASTASIOU, L. G. C.; PIMENTA, S. G. Docência na Educação Superior. V.I, São Paulo: Cortez, 2002.

ANDRADE, A. M. et al. Atuação do enfermeiro na atenção domiciliar: uma revisão integrativa da literatura. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 70, n. 1, p. 210-219, 2017.

BENICIO, A. et al. Cuidado à criança menor de um ano: perspectiva da atuação do enfermeiro na puericultura. Journal of Nursing UFPE, v. 10, n. 2, 2016.

BERTUCCI, L. M. Para a saúde da criança. A educação do trabalhador nas teses médicas e nos jornais operários (São Paulo, início do século XX). Mundos do Trabalho, v. 7, n. 13, p. 27-42, 2016.

BRASIL. Caderno de atenção básica: saúde da criança: crescimento e desenvolvimento Brasília. 2012. Disponível em: http://bvsms.saude.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_crescimento_desenvolvimento.pdf. Acesso em: 17 mai 18.

BRASIL. Portal do Ministério da Saúde. 2017. Disponível em: http://portalms.saude.gov.br/saude-para-voce/saude-da-crianca/pre-natal-e-//parto. Acesso em: 17 mai 18.

CAVALCANTI, M. A. F.; NASCIMENTO, E. G. C. Aspectos Intervenientes da criança, da família e dos serviços de saúde na imunização infantil. Rev. Soc. Bras. Enferm. Ped. v. 15, n. 1, p. 31-7, 2015.

COROZOLLA, W.; RODRIGUES, A. G. Intolerância à Lactose e Alergia à Proteína do Leite de Vaca. E o desafio de como diferenciá-las. Disponível em: . Acesso em 11 ago 18.

COSTA, A. M. Importância da implementação da assistência de enfermagem (SAE): uma abordagem bibliográfica: 2000-2012. 2012.

JOHNSON, M. et al. Ligações entre NANDA, NOC e NIC. Elsevier Brasil, 2012.

MATHIÚS, L. A. et al. Aspectos atuais da intolerância à lactose. Rev. Odontol. Araçatuba (Online), v. 37, n. 1, p. 46-52, 2016.

MATTAR, R.; MAZO D. F. C. Intolerância à lactose: mudança de paradigmas com a biologia molecular. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 56, n. 2, p. 230-236, 2010.

PENEDO, M. M.; PINTO, E. S. O. Assistência à saúde da criança na atenção básica. ANAIS SIMPAC, v. 6, n. 1, 2016.

PINHEIRO, J. M. et al. Atenção à criança no período neonatal: avaliação do pacto de redução da mortalidade neonatal no rio Grande do Norte, Brasil. Revista Ciência & Saúde Coletiva, v. 21, n. 1, 2016.

PINHO, G. B. B.; SILVA, J. S. L. G. Cuidado de enfermagem na prevenção e promoção da saúde da criança e adolescente com risco para obesidade. Revista Pró-UniverSUS, v. 7, n. 1, p. 12, 2016.

REICHERT, A. P. S. et al. Orientação familiar e comunitária na Atenção Primária à Saúde da criança. Ciênc. saúde coletiva, v. 21, n. 1, p. 119-127, 2016.

SCHUCHAT, A.; JACKSON, L. A. Princípios de Imunização e Uso de Vacinas. Doenças Infecciosas de Harrison, p. 28, 2015.

SILVA, G. P.; FREIRE, D. C. D.; VALENÇA, M. P. Vivências dos Familiares no Processo de Cuidar de uma Criança Estomizada. Revista Estima, v. 8, n. 2, 2016.

SILVA, S. A.; FRACOLLI, L. A. Avaliação da assistência à criança na Estratégia de Saúde da Família. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 69, n. 1, p. 47-53, 2016.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Intolerância à lactose. 2017. Disponível em: . Acesso em 11 ago 18.

SOUZA, M. F. G.; SANTOS, A. D. B.; MONTEIRO, A. I. O processo de enfermagem na concepção de profissionais de Enfermagem de um hospital de ensino. 2013.

SPARRENBERGER, K. et al. Consumo de alimentos ultraprocessados entre crianças de uma Unidade Básica de Saúde. Jornal de Pediatria, v. 91, n. 6, p. 535-542, 2015.

WILLE, P. T.; BOTTARO, S. M.; CARBONARI, V. Z. Análise da alimentação de crianças de 24 a 72 meses de idade de um município do noroeste do Rio Grande do Sul. Salão do Conhecimento, v. 1, n. 1, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v7i11.576

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com