The teaching of Visual Arts and the inclusion process of adolescents with autism spectrum disorder: reality and perspectives

Ronilson Ferreira Freitas, Rosilene Dolci Aparecido da Silva, Rosineia Guilherme, Ruth Raquel dos Reis

Abstract


Currently, we live in a world that changes are generated by the advancement of knowledge of technology and communication, which challenges us in the most diverse areas of relationship with human beings. In this context, this study aimed to discuss the reality and perspectives of teaching visual arts and the inclusion process of adolescents with autism spectrum disorder. This is a bibliographic search with exploratory procedures. For the construction of this study, scientific articles published in databases such as SciELO, Lilacs, Google Escolar were used as data sources, in addition to official websites, and books that discuss the theme investigated. After obtaining the material, an exploratory reading of the bibliographic works was carried out, with the objective of verifying which the contents of the articles consulted were related to the research. Finally, an interpretative reading was carried out in which it sought to give a greater meaning to the results achieved with the analytical reading. It was observed that the context of inclusion in Brazil, in spite of the various changes that the legislation has undergone over the years, is still embryonic, and that much needs to be discussed and executed, in order to better the conditions of the insertion of students with autism in the context of inclusive regular school. In art classes, this reality is no different, since many teachers are not prepared to work with students with autism spectrum disorder, as they do not invest in research, much less in teacher education and training to deal with this population, in addition to the lack of investment in school infrastructure and material resources.


Keywords


Visual Arts; Teaching; Inclusion; Autism spectrum disorder; Reality; Perspectives.

References


American Psychiatric Association. (2016). Diagnostic and statistical manual of mental disorders, fifth edition. DSM-V: 2-29.

Backes, B., Zanon, R. B., Bosa, C. A. (2017). Características Sintomatológicas de Crianças com Autismo e Regressão da Linguagem Oral. Psicologia: Teoria e Pesquisa. 33: 1-10.

Barbosa, A. M. (2017). Artes no ensino médio e transferência de cognição. Olh@res. 5(2):77-89.

Brasil. (1961). Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1961. Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília. 1961. Disponível em: . Acesso em: 18 de maio de 2020.

Brasil. (1971). Lei n° 5.692, de 11 de agosto de 1971. Diretrizes e Bases para o Ensino de 1° e 2° Graus, e dá outras previdências. Brasília. 1971. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5692.htm>. Acesso em: 18 de maio de 2020.

Brasil. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília. 1988. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 20 de maio de 2020.

Brasil. (1989). Lei n° 7.853, de 24 de outubro de 1989. Dispõe sobre o apoio às pessoas portadoras de deficiência, sua integração social, sobre a Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência - Corde, institui a tutela jurisdicional de interesses coletivos ou difusos dessas pessoas, disciplina a atuação do Ministério Público, define crimes, e dá outras providências. Brasília. 1989. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7853.htm>. Acesso em: 20 de maio de 2020.

Brasil. (1990). Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Estatuto da Criança e do Adolescente. Brasília. 1990. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm>. Acesso em: 20 de maio de 2020.

Brasil. (1994). Política Nacional de Educação Especial. Brasília: Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Especial, 1994.

Brasil. (1996). Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília. 1996. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2020.

Brasil. (1999). Decreto n° 3.298, de 20 de dezembro de 1999. Regulamenta a Lei no 7.853, de 24 de outubro de 1989, dispõe sobre a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, consolida as normas de proteção, e dá outras providências. Brasília. 1999. Disponível em: . Acesso em 20 de maio de 2020.

Brasil. (2011a). Lei nº 10.172, de 9 de janeiro de 2001. Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Brasília. 2001a. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2020.

Brasil. (2001b) Ministério da Educação, Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica/Secretaria de Educação Especial. 2001b. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2020.

Brasil. (2002a). Conselho Nacional de Educação/Conselho Pleno. Resolução CNE/PC n° 1, de 18 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília. 2002a. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2020.

Brasil. (2002b). Lei n° 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras e dá outras providências. Brasília. 2002b. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2020.

Brasil. (2005). Decreto n° 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Brasília. 2005. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2020.

Brasil. (2006). Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. Brasília. 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2020.

Brasil. (2009). Ministério da Educação. Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). Brasília. 2007a. Disponível em: . Acesso em: 25 de maio de 2020.

Brasil. (2007). Decreto n° 6.094, de 24 de abril de 2007. Dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, pela União Federal, em regime de colaboração com Municípios, Distrito Federal e Estados, e a participação das famílias e da comunidade, mediante programas e ações de assistência técnica e financeira, visando a mobilização social pela melhoria da qualidade da educação básica. Brasília. 2007. Disponível em: . Acesso em: 25 de maio de 2020.

Brasil. (2008a). Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília. 2008a. Disponível em: . Acesso em: 25 de maio de 2020.

Brasil. (2008b). Decreto n° 6.571, de 17 de setembro de 2008. Brasília. 2008b. Disponível em: . Acesso em: 25 de maio de 2020.

Brasil. (2009). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução nº 4, de 2 de outubro de 2009. Institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Brasília. 2009. Disponível em: . Acesso em: 23 de maio de 2020.

Brasil. (2011a). Decreto n° 7.611, de 17 de novembro de 2011. Dispõe sobre a educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências. Brasília. 2011a. Disponível em: . Acesso em: 23 de maio de 2020.

Brasil. (2011b). Decreto n° 7.480, de 16 de maio de 2011. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS e das Funções Gratificadas do Ministério da Educação e dispõe sobre remanejamento de cargos em comissão. Brasília. 2011b. Disponível em: . Acesso em 23 de maio de 2020.

Brasil. (2012). Lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012. Institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista. Brasília 27 de dezembro de 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12764.htm. Acesso em: 05/04/2019.

Brasil. (1989). Lei nº 7.853, de 24 de outubro de 1989. Dispõe sobre o apoio às pessoas com deficiências, sua integração social e pleno exercício de direitos sociais e individuais. (Estatuto da pessoa com deficiência). Brasília 24 de outubro de 1989. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7853.htm. Acesso em: 05/04/2020.

Brasil. (2015). Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a inclusão da pessoa com deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasilia 6 de julho de 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm. Acesso em: 05/04/2020.

Brasil. (2020). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/ images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em: 02 de abril de 2020.

Brasil. (2019). Decreto nº 9.465, de 2 de janeiro de 2019. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções de Confiança do Ministério da Educação, remaneja cargos em comissão e funções de confiança e transforma cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS e Funções Comissionadas do Poder Executivo - FCPE. Brasília. 2019. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2020.

Cabral, C. S., Marin, & A. H. (2017). Inclusão escolar de crianças com Transtorno do Espectro Autista> uma revisão sistemática da literatura. Educ. Rev. 33.

Campos, L. K., & Fernandes, F. D. M. (2015). Perfil escolar e as habilidades cognitivas e de linguagem de crianças e adolescentes do espectro do autismo. Codas. 28(3): 234-243.

Carvalho, S. P., Lima, A. M., Brentani, H., Fock, R. A., Brunoni, D., & Nunes, F. L. S. (2016). Uma contribuição no auxilio do diagnóstico do autismo a partir do processamento de imagens para extração de medidas antropométricas. Revista de informática teórica aplicada. 23(2):100-123.

Cavalheiro, J. M., & Fernandes, V. L. P. (2016). O ensino de artes visuais para alunos com altas habilidades e superdotação. Educação, Artes e Inclusão. 12(2):49-72.

Costa, S. M. S., Barros, C. B. M., Dantas, E. S., Silva, J. C. B., & Coutinho, D. J. G. (2018). Os desafios do professor diante do aluno autista no processo da aprendizagem. In: V Congresso Nacional de Educação. Anais... Juiz de Fora, MG. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2020.

Costa, B. S., Nakandakare, E. B., & Paulino, E. (2018). A inserção do autista no meio acadêmico e profissional de tecnologia da informação. Refas. 4(4).

Couto, C. C. (2017). Percepção dos professores dos professores sobre o autismo em alunos pré-escolares e a rede social institucional. 125 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública, Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Foz do Iguaçu, 2017.

Daniels, A. M., & Mandell, D. S. (2014). Explicando diferenças de idade no diagnóstico do transtorno do espectro do autismo: uma revisão crítica. SAGE. 18(5):583-597.

Fernandes, L. B., Schlesener, A., Mosquera, C., & Teixeira, R. M. (2012). Ensino de arte e autismo: um relato de extensão. Revista Educação, Artes e Inclusão. 5(1).

Ferreira, B. J. S., & Silva, V. R. (2018). Desafios e preconceitos no ensino de artes na educação básica. Revista São Luís Orione. 1(13):71-84.

Ferreira, P. R., Teixeira, E. V. S., & Brito, D. B. O. (2010). Relato de caso: descrição da evolução da comunicação alternativa na pragmática do adulto portador de autismo. Cefac. 13(3):559-567.

Gadia, C. A., Tuchman, R., & Rotta, N. T. (2004). Autismo e doenças invasivas de desenvolvimento. Jornal de pediatria. 80(2):583-594.

Gomes, C. G. S. (2007). Autismo e ensino de habilidades acadêmicas: adição e subtração. Rev. Bras. Ed. Esp. 13(3):345-364.

Gomes, K. B., &Nogueira, S. M. A. (2008). Ensino da Arte na escola pública e aspectos da política educacional: contexto e perspectivas. Ensaio: aval. pol. públ. Educ. 16(61):583-596.

Millan, A. E., & Postalli, L. M. M. (2019). Ensino de Habilidades Rudimentares de Leitura para Alunos com Autismo. Rev. bras. educ. espec. 25(1):133-154.

Neves, L. R. (2017). Contribuições da Arte ao Atendimento Educacional Especializado e à Inclusão Escolar. Rev. bras. educ. espec. 23(4):489-504.

Oliveira, C. R., & Barreto, J. B. M. (2018). Caraterização dos aspectos relacionado á criança; aos cuidados maternos de uma criança com autista: um estudo de caso. Pesquisa em psicologia-analise eletrônicos. p. 61-76.

Pimentel, A. G. L., & Fernandes, D. M. (2014). A perspectiva de professores quanto ao trabalho com crianças com autismo. Audiol Commun Res. 19(2):171-8.

Ramos, J; Xavier, S; Morins, M. (2013). Perturbações do Espectro do Autismo no Adulto e suas Comorbilidades Psiquiátricas. Psicologos. 10(2):09-23.

Reily, L. (2010). O ensino de artes visuais na escola no contexto da inclusão. Cad. CEDES. 30(89):84-102.

Rodrigues, A. S., & Cruz, L. H. C. (2018). Desafios e possibilidades de professores de ciências e biologia na educação inclusiva de alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA). In: Brain Connection. Anais... 2018. Disponível em:< https://brainconnectionbrasil.com/desafios-e-possibilidades-de-professores-de-ciencias-e-biologia-na-educacao-inclusiva-de-alunos-com-transtorno-do-espectro-autista-tea/>. Acesso em: 20 de maio de 2020.

Rinaldo, S. C. O. (2016). Processo educacional de crianças com transtorno do espectro autista na educação infantil: interconexões entre contextos. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, SP.

Sanches, I. R., & Siqueira, L. P. C. (2016). A inclusão escolar e o transtorno do Espectro do Autismo. Comunicação. 23(3):167-183.

Silva, A. S. F. (2018). Os estímulos sensoriais das artes visuais para crianças com transtorno do espectro autista (TEA) na educação infantil: um estudo de caso. In: V Seminário Nacional de Educação Especial e XVI Seminário Capixaba de Educação Inclusiva. Anais... Universidade Federal do Espirito Santos (UEFS). Vitória, ES.

Sousa, P. M. L., & Santos, I. M. S. C. (2020). Caracterização da Síndrome Autista. Psicologia.com.pr. Disponível em: . Acesso em: 18 de maio de 2020.

Santos, E. L. N., & Souza, C. B. A. (2016). Ensino de Nomeação com Objetos e Figuras para Crianças com Autismo. Psicologia: Teoria e Pesquisa. 32(3):1-10.

Zanon, R. B; Backes, B; Bosa, C. A. (2014). Diagnóstico do autismo: relação entre fatores contextuais, familiares e da criança. Revista psicologia: teoria e prática. 19(1): 164-175.

Wuo, A. S. (2019). Education of people with autism spectrum disorders: state of knowledge in dissertations and theses in the Southern and Southeastern regions of Brazil (2008-2016). Saúde Soc. 28(3):210-223.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5289

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com