Risk factors for depression in the daily Nursing team in the hospital area

Wanderson Alves Ribeiro, Marcelo Viana Marchi, Sabrina Almeida Marins, Thaís Alexandre da Silva Gonçalves

Abstract


Depression can lead the individual to present abnormal changes in mental function, which can be understood as a prolongation of negative feelings. The nursing team is among the group most prone to mental health problems, among which depression, as they are in close contact with people, accompany suffering, physical and psychological pain, the expectation of improvement or the decline in the state of health. patient health. This is a bibliographic research with a qualitative approach, with the objective of describing risk factors for depression in the daily life of the nursing team in the hospital. After the association of all descriptors, 132 articles were found, 109 were excluded and 23 were selected. After the reflective reading, three categories emerged: Contributing factors for the depression of the nursing professional and Consequences of depression for the nursing professionals and The nursing team, self-medication and suicide. Depression can also be influenced by nursing professionals with low family income. The lower the pay, the higher the prevalence of depression. The professional, in his daily practice, expects the recognition of those who are close to him, but not always the desirable happens, with feelings of incompetence, incapacity, discouragement, impotence and suicidal ideation. It is concluded that it is relevant to examine the factors that can contribute to stress, which will result in healthy environments and with better working conditions in order to prevent adverse reactions that can have consequences not only on the health and well-being of professionals, but also on professional performance and quality of care provided to the patient.


Keywords


Depression; Nursing; Occupational Health.

References


Alves, A., Carvalho, V. C. S., Santos, M. S., Oliveira, J. A. A., Gomes, M. F. P.. Reticena, K, O. et al. (2019). Depressão entre profissionais de enfermagem no contexto hospitalar: uma revisão de literatura. Brazilian Journal of Surgery Clinical Research, São Paulo, 27(3), 141-146.

Bordignon, M., & Monteiro, M. I. (2016). Violence in the workplace in Nursing: consequences overview. Rev Bras Enferm;69(5),939-42.

Gherardi-Donato, E. C. S., Cardoso, L., Teixeira, C. A. B., Pereira, S. S., & Reisdorfer, E. Associação entre depressão e estresse laboral em profissionais de enfermagem de nível médio. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2015; 23(4):733-40

Costa, C. S., Normann, K. A. S., Tanaka, A. K. S. R., & Cicolella, D. A. (2018).A influência da sobrecarga de trabalho do enfermeiro na qualidade da assistência. Revista Uningá, Maringá, 55(4), 110-120.

Jacques, J. P. B. et al. (2015). Geradores de estresse para os trabalhadores de enfermagem de centro cirurgico. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde. 36(1)25-32.

Rocha, P. R., & David, H, M. S. L. (2015). Padrão de consumo de álcool e outras drogas entre profissionais de saúde: retrato de alunos de cursos lato sensu de uma instituição pública. SMAD, Rev. Eletrônica Saúde Mental Álcool Drog. (Ed. port.), 11(1) 42-48.

depressão: o que você precisa saber. Organização Pan-Americana da Saúde Brasil, 2017. Disponível em:

. Acesso em: 13 nov. 2019.

Fernandes, M. A., S, M. D., & Silva, J. S. Transtornos mentais associados ao trabalho em profissionais de enfermagem: uma revisão integrativa brasileira. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, Teresina, 16(2), 218-224.

Magnago, T. S. B. S., Prochnow, A., Urbanetto, J. S., Greco, P. B. T., Beltrame, M., & Luz, E. M. F. 2015. Relação entre capacidade para o trabalho na Enfermagem e distúrbios psíquicos menores. Texto Contexto Enferm.; 24 (2)362- 70.

Furlan, J. A. S., Stancato, K., Campos, J. G. C., & Silva, M. E. (2018). O profissional de enfermagem e sua percepção sobre absenteísmo. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 20, 31.

Pascoal, L. M., Lopes, M. V. O., Chaves, D. B. R., Beltrão, B. A., Silva, V. M., & Monteiro, F. P. M. (2015). Impaired gas exchange: accuracy of defining characteristics in children with acute respiratory infection. Rev Lat Am Enfermagem. 23(3):49.

GOMES, J. F. (2018). ORDEM Alerta Ministério da Saúde para suicídios entre enfermeiros. Observador, jul. Disponível em: . Acesso em: 17 dez. 2019.

Luz, A. A., Lima, D. F., Borges, A. A., Pereira, V. O. S., Alves, M. G., & Dalri, M. C. B. (2018). Sintomas depressivos em Enfermeiros do Serviço Hospitalar Privado. Id on Line Revista Multidisciplinar e de Psicologia, 12(41): 169-191.

Silva, N. C., Ferreira, J. V. B., Albuquerque, T. C., Rodrigues, M. R., & Medeiros, M. F. (2016). Transtornos à saúde mental relacionados à intensa rotina de trabalho do enfermeiro: uma revisão bibliográfica. Revista Eletrônica Estácio Saúde. 5(2).

Santos, A. S., Monteiro, J. K., Dilélio, A. S., Sobrosa, G. M. R., & Borowki, S. B. V. (2017). Contexto hospitalar publico e privado: impacto do adoecimento mental de trabalhadores da saúde. Trabalho, Educação e Saúde. 15(2) 421-438.

Lucas, S. M. G., & Romano, R. 2015. Assédio moral nas relações de trabalho: implicações psicológicas. ReCaPe - Revista de Carreiras e Pessoas São Paulo. 5 (3).

Garro, I. M. B., Camilo, S. O., & Nobrega, M. P. S. S. (2016). Depressão em Graduandos de Enfermagem. Acta Paul Enferm.19(2)162-167.

Almeida, L. N., Silva, J., Félix, A., & Rocha, R. A. M. 2015. O suicídio no Brasil: Um desafio às Ciências Sociais. REBELA – Revista Brasileira de Estudos Latinos-Americanos. 5(3)..

Fernandes, D. M., & Marcolan, J. F. Trabalho e sintomatologia depressiva em enfermeiros da Estratégia de Saúde da Família. S mad. Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (edição em Português).13(1)37-44.

Neves, Ú. (2019). Enfermagem é uma das principais categorias a sofrer com o suicídio. Portal PEBMED. Disponível em: . Acesso em: 17 dez. 2019.

Oliveira, F. P., Mazzaia, M. C., & Marcolan, J. F. 2015. Sintomas de depressão e fatores intervenientes entre enfermeiros de serviço hospitalar de emergência. Acta Paulista de Enfermagem, São Paulo, 28(3), 209-15.

Pereira, I. F. et al. Depressão e uso de medicamentos em profissionais de enfermagem. Arquivos de Ciências da Saúde, [S.l.], 24(1), 70-74, mar. 2017. ISSN 2318-3691.

Ferreira, L. A. L., & Ferreira, L. L. (2015). Depressão no trabalho da Enfermagem: revisão sistemática de literatura. Universitas Ciênc Saúde.; 13(1),41-8.

Bittar, C. M. L., & Gontijo, I. L.(2015). Automedicação entre as trabalhadoras de Enfermagem de um Hospital de Uberaba-MG. Ver Eletr Gestão Saúde.6(2):1229-38.

Silva, D. S. D., Tavares, N. V. S., Alexandre, A. R. G., Freitas, D. A., Brêda, M. Z., Albuquerque, M. C. S. et al. Depressão e risco de suicídio entre profissionais de Enfermagem: revisão integrativa. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 49(6), 1027-1036.

Wang, S. M., Lai, C. Y., Chang, Y. Y., Huang, C. Y., Zauszniewski, J. A., & Yu, C. Y. (2015). The relationships among work stress, resourcefulness, and depression level in psychiatric nurses. Arch PsychiatrNurs.; 29(1),64-70.

Perry, L., Lamont, S., Brunero, S., Gallagher, R., & Duffield, C. The mental health of nurses in acute teaching hospital settings: a cross-sectional survey. BMC Nurs [Internet]. 14:15.

Cano-Langreo, M., Cicirello-Salas, S., López-López, A., & Aguilar-Vela, M. (2015). Marco actual del suicidio e ideas suicidas en personal sanitario. Med Segur Trab.; 60 (234),198-218.

Silva, A. C. S. et al. (2020). Fatores desencadeadores de depressão e suicidio entre profissionais de enfermagem: revisão de literatura. Mostra Interdisciplinar do curso de Enfermagem, [S.1] 5(1).

Ribeiro, W. A.; Coutinho, V. V. A., Morais, M. C., Souza, D. M. S., Couto, C. S., Oliveira, L. S., Souza, H. L. R., & Santos, J. A. M. (2019). Evidências e repercussões do estresse vivenciado pelos enfermeiros da unidade de terapia intensiva: um estudo das publicações brasileiras. Revista Pró-UniverSUS.; 10 (1), 61-65.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5287

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com