Contribuições da geologia para o desenvolvimento do turismo na região da Serra dos Alves, distrito de Senhora do Carmo, Itabira (MG)

Raphaela Silva de Oliveira, Juni Cordeiro, Flávia Dark Nascimento, André Luís Rossoni Ferreira, Júlia Maria Souza Brandão, Marina Ferreira de Andrade, Débora Lúcia Gonçalves Ferreira, Alan Passos Cruz, Eliny Rodrigues Fonseca, Giovanna Moura Calazans, José Luiz Cordeiro, Lorena Torres Oporto

Resumen


O turismo é uma atividade econômica que visa a promoção da preservação dos recursos naturais, bem como o desenvolvimento social de uma comunidade, por meio de seus aspectos peculiares, tais como a natureza, a história e os elementos geológicos. Assim, este trabalho visou caracterizar por meio da observação e análise de imagens de satélite os litotipos e as estruturas geológicas ao longo de oito trilhas na região da Serra dos Alves, distrito de Senhora do Carmo, Itabira (MG), destacando as modalidades turísticas que poderiam ser desenvolvidas a partir das características locais. Foram observadas rochas pertencentes ao Supergrupo Espinhaço, representadas por quartzitos e metaconglomerado, além de rochas metabásicas correlacionadas à Suíte Pedro Lessa. Sob a perspectiva estrutural, destaca-se a orientação leste-oeste dos planos de fraturas, responsáveis pela formação de atrativos turísticos. Notou-se, de modo geral, que a região apresenta potencial para o desenvolvimento dos modais: ecoturismo, turismo de aventura e geoturismo, entretanto, mostra-se importante a instituição de políticas públicas, garantindo a preservação da identidade cultural da comunidade, assim como a conservação ambiental.


Palabras clave


Atividades turísticas. Estruturas geológicas. Supergrupo Espinhaço.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


ALMEIDA-ABREU, P.A.; FERNANDES, P.C.O.; KNAUER, L.G.; HARTMANN, M.B.; DONATO, M.T.R.; SCHORSCHER, H.D. Elementos da zona de cisalhamento dúctil da borda oriental da Serra do Espinhaço, Minas Gerais. In: XXIV Cong. Bras. Geol., Anais 2: 1219-1236, Goiânia, 1986.

BENITES, V. M.; CAIAFA, A. N.; MENDONÇA, E. S.; SCHAEFER, C. E.; KER, J. C. Solos e vegetação nos complexos rupestres de altitude da Mantiqueira e do Espinhaço. Floresta e meio ambiente, v. 10, n.1, p.76 - 85, jan./jul. 2003. Disponível em: Acesso em: 04 jun. 2018.

BRASIL. Decreto Federal nº 90.223, de 25 de setembro de 1984. Cria, no Estado de Minas Gerais, o Parque Nacional da Serra do Cipó e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 25 de setembro de 1984. Disponível em: Acesso em: 01 jun. 2018.

BRASIL. Decreto Federal nº 98.891, de 26 de janeiro de 1990. Dispõe sobre e criação da Área de Proteção Ambiental no Estado de Minas Gerais, e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 26 de janeiro de 1990. Disponível em: Acesso em: 20 mai. 2018.

BRASIL. Ministério do Turismo. Marcos conceituais. Brasília: Ministério do Turismo, 2010. Disponível em: < http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/o_ministerio/

publicacoes/downloads_publicacoes/Marcos_Conceituais.pdf> Acesso em: 02 mai. 2018.

BRAZ, G.S. Trilhas interpretativas: um turismo sustentável. Itabira: FUNCESI, 2005. Monografia.

BUENO, C; PARDO, F. L.; REIFF, F.; VINHA, V. Ecoturismo responsável e seus fundamentos. 1ª edição. Rio de Janeiro: Technical Books, 2011.

DIAS, R. Turismo sustentável e meio ambiente. São Paulo: Atlas, 2012.

FERREIRA, R.A. A Serra do Cipó e seus vetores de penetração turística: um olhar sobre as transformações socioambientais. Belo Horizonte: UFMG, 2010. Dissertação de Mestrado. Disponível em: Acesso em: 19 mar. 2018.

FOSSEN, H. Geologia estrutural. São Paulo: Oficina dos textos, 2012.

GOMES, B.M.A; SANTOS, A.C. Turismo em Minas Gerais: uma análise a partir da Nova Economia Institucional. In: XLV Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER). Londrina: UEL, 2007. Disponível em: Acesso em: 20 mar. 2018.

GROSSI-SAD, J. H.; MOURÃO, M.A.A.; GUIMARÃES, M.L.V. & KNAUER, L.G. Geologia da Folha Conceição do Mato Dentro, Minas Gerais. Projeto Espinhaço em CD-ROM (Textos, Mapas e Anexos). Belo Horizonte, COMIG - Companhia Mineradora de Minas Gerais. p. 2533-2693. CD-ROM.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Carta Internacional ao Milionésimo. 2010. Disponível em: Acesso em: 22 mar. 2018.

INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE (ICMBio). Mapa temático e dados geoestatísticos das UCs. 2015. Disponível em: < http://www.icmbio.gov.br/portal/servicos/geoprocessamento/51-menu-servicos/4004-downloads-mapa-tematico-e-dados-geoestatisticos-das-uc-s.html>. Acesso em: 22 mar. 2018.

LIMA, E.R.V. Erosão do Solo: Condicionantes e modelagem matemática. Cadernos do Logepa, vol.3, n.1, 2003. Disponível em:

logepa/article/view/10981>. Acesso em: 21 mai. 2018.

LOPES, L. S. O.; ARAÚJO, J. L.; CASTRO, A. J. F. Geoturismo: estratégia de geoconservação e de desenvolvimento local. Caderno de Geografia, v 21, n. 35, 2011. Disponível em:

/2414>. Acesso em: 15 mar. 2018.

MADEIRA, J. A. (Coord.). Plano de Manejo: Parque Nacional da Serra do Cipó e Área de Proteção Ambiental Morro da Pedreira. Brasília: ICMBio, 2009. Disponível em:< http://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/docs-planos-de-manejo/parna_serra_do_cipo

_pm_encarte1e2.pdf> Acesso em: 20 mar. 2018.

MOREIRA, A. G. Perspectivas para o turismo sustentável no povoado de Serra dos Alves em Itabira/MG: percepção e diagnóstico. Itabira: FUNCESI, 2005. Monografia.

OLIVEIRA, R. S.; CORDEIRO, J. S. Análise dos Atrativos Naturais da Serra dos Alves, Senhora do Carmo, Itabira, MG, Brasil: uma contribuição para o desenvolvimento do turismo sustentável. Revista Turismo em Análise – RTA, v. 28, n. 2, p. 206-223, maio/ago., 2017. Disponível em: . Acesso em: 11 jul. 2018.

PACIULLO, F. V. P. Estruturas primárias. Geologia Estrutural. Rio Claro: UNESP, 2011. Disponível em:

Aulas_Teoricas_files/Estruturas_Primarias_paciullo.pdf> Acesso em: 22 ago. 2018.

PADILHA, A.V; VIEIRA, V. S; HEINECK, C. A (Coord.). Programa Levantamentos Geológicos Básicos do Brasil. Itabira, Folha SE. 23-Z-D-IV. Estado de Minas Gerais. Escala 1:100.000. Brasília: CPRM, 2000. CD-ROM.

PINHEIRO, A. F. Uma análise dos fatores favoráveis à prática do turismo de aventura no município de Quixadá – CE. In: Anais... II Seminário Internacional de Turismo Sustentável. Fortaleza: UFCE, 2008.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRA. 2004. Documento interno: Dossiê de Tombamento - conjunto urbano da Serra dos Alves.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRA. 2014. Documento interno: Plano Municipal de Turismo 2014-2017.

ROSA, L. D. A importância da atividade turística para o desenvolvimento do povoado de Serra dos Alves, Itabira/MG. Itabira: FUNCESI, 2007. Monografia.

SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL (CPRM). Base de dados litológicos e de geodiversidade do Estado de Minas Gerais. Escala 1: 1.000.000. Brasília, 2004. CD-ROM.

SILVA, J. R. B da. Contribuições da Geologia para o desenvolvimento sustentável do turismo no município de Estância Turística de Paraguaçu Paulista (SP). Rio Claro: UNESP, 2004. Dissertação de Mestrado. Disponível em:

handle/11449/92789> Acesso em: 19 mar. 2018.

SUGUIO, K. Rochas sedimentares. São Paulo: Edgard Blücher, 1980


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Base de Dados e Indexadores: BaseDiadorimSumarios.orgDOI CrossrefDialnetScholar GoogleRedibDoajLatindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional