Work process in urgent and emergency hospital: health impacts within the community of nurses

André Ribeiro de Castro Júnior, Marcos Augusto de Paula Santos, Rebeca Milena Damascena Dourado, Fernanda Tambone de Almeida, Tâmara Sena Santos, Bruna Michelle Belém Leite Brasil, Aline Tomaz de Carvalho, Cleide Gomes Bezerra

Abstract


Objective: to identify scientific evidence regarding the relationship between work in urgency and emergency and the illness of nurses. Method: This is an integrative review, which carefully followed the six recognized stages. The research being carried out in virtual libraries and databases, during the second quarter of 2019. using the Health Sciences and Medical Subject Headings (Decs / MeSH) Descriptors: Nurse; Emergency nursing; Professional Exhaustion, in its English versions, associated through the Boolean operator AND to the aforementioned descriptors.  Results: make it evident that the urgency and emergency sector requires greater dedication from the nursing professional, resulting in stressful situations, and important challenges related to the health risks inherent to the patient's condition. Such a routine interferes with the worker's life, ranging from routine stress to pain as a physical sign of exhaustion or injuries as a result of this exhausting work. Conclusions: It points to the different meanings of nurses' exposure to stressful environments, which generate anxieties, which are hospital urgencies and emergencies.


Keywords


Nurse; Nursing in emergency; Professional exhaustion.

References


Avelino, F. V. S. D., Leite, A. R. F., Fernandes, M. A., Avelino, F. P. D., et al (2013). Estresse em enfermeiros do setor de urgência e emergência. Revista de Enfermagem da UFPI. 2(3)4-10.

Bernardes, A., Maziero, V. G. E. L., Hetti, L. B., Baldin, M. C. S., & Gabriel, C. S. (2014). Supervisão do enfermeiro no atendimento pré-hospitalar móvel. Rev. Eletr. Enf. 16(3), 635-43.

De Oliveira, F. P., Mazzaia, M. C., &Marcolan, J. F. (2015). Sintomas de depressão e fatores intervenientes entre enfermeiros de serviço hospitalar de emergência. Acta Paulista de Enfermagem. 28(3), 209-215.

De Oliveira, L. P. S., & Araújo, G. F. (2016). Características da síndrome de burnout em enfermeiros da emergência de um hospital público. Revista Enfermagem Contemporânea. 5(1), 34-42.

Freitas, J. C. B., Lima, E. C. A., Vieira, E. S., Feitosa, R. M. M., et al (2015). Estresse do enfermeiro no setor de urgência e emergência. Revista de enfermagem UFPE. 9(10),1476-1483.

Garcia, G. Y. C., Santos, D. N., & Machado, D. B. (2015). Centros de Atenção Psicossocial Infantojuvenil no Brasil: distribuição geográfica e perfil dos usuários. Cad Saúde Pública. 31(12):2649-2654.

Kolhs, M., Olschowsky, A., Barreta, N. L., et al (2017). A enfermagem na urgência e emergência: entre o prazer e o sofrimento. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online. 9(2), 422-431.

Maurício, L. F. S., Okuno, M. F. P., Campanharo, C. R. V., & Lopes, M. C. B. T. (2017). Prática profissional do enfermeiro em unidades críticas: avaliação das características do ambiente de trabalho. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 25:e2854.

Medina, E. U., & Barría, P. R. M. (2010). Systematic Review and its Relationship with Evidence-Based Practicein Health. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 18(4),824-831.

Mendes, K. D. S., Silveira, R. C. C. P., & Galvão, C. M. (2008). Integrative literature review: a research method to incorporate evidence in health care and nursing. Texto contexto - enferm. 17(4),758-764.

Minayo, M. C. Z. (2014). O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14 ed. São Paulo(SP): Hucitec.

Morais Filho, L. A., Jussara, G. M., Mara, A. D. O. V., Kenya, S. R., et al (2016). competência Legal do enfermeiro na urgência/emergência. Enfermagem em Foco. 7(1):18-23.

Oliveira, C. A. S., Sousa, S. M. A., Dias, R. S., Silva, L. D. C., et al (2016). Impacto do trabalho na vida familiar dos enfermeiros de um hospital de urgência e emergência. Nursing. 19(223),1499-1504.

Pereira, D. S., Araújo, T. S. S. L., Góis, C. F. L., Júnior, J. P. G., et al (2013). Estressores laborais entre enfermeiros que trabalham em unidades de urgência e emergência. Revista Gaúcha de Enfermagem. 35(1),55-61.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Ribeiro, R. M., Pompeu, D. A., Pinto, M. H., Ribeiro, R. C. H. M., et al (2015). Estratégias de enfrentamento dos enfermeiros em serviço hospitalar de emergência. Acta Paulista de Enfermagem. 28(3),216-223.

Rodrigues, L. G. M., Queiroz, J. C., Oliveira, L. C., Lucídio, C. O., et al (2015). Ocorrência do estresse em enfermeiros no ambiente hospitalar. Journal of Nursing UFPE. 9(4),8054-8058.

Rodrigues, R. T. F. (2012). Enfermagem na segurança do paciente no período transoperatório de cirurgia bariátrica: revisão integrativa da literatura [dissertação]. São Paulo: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem.

Silva, A. P., Munari, D. B., Brasil, V. V., Chaves, L. D. P,, et al (2016). Trabalho em equipe de enfermagem em unidade de urgência e emergência na perspectiva de kurt lewin. Ciência, Cuidado e Saúde. 11(3),549-556.

Silva, D. S., Bernardes, A., Gabriel, C. S., Rocha, F. L. R., & Caldana, G. (2014). A liderança do enfermeiro no contexto dos serviços de urgência e emergência. Rev. Eletr. Enf. 16(1),211-9.

Simões, J. S., Otani, M. A. P., & Siqueira Jr, A. C. (2015). Estresse dos profissionais de enfermagem em uma unidade de urgência. REGRAD-Revista Eletrônica de Graduação do UNIVEM-ISSN. 13.8(1),75-95.

Veloso, L. U. P., Laurindo, L. M. B., Sousa, L. R. P., et al (2016). Prevalência de ansiedade em profissionais de enfermagem de urgência e emergência. Revista de enfermagem UFPE. 10(11),3969-3976.

Versa, G. L. G. S., Murassaki, A. C. Y., Inoue, K. C., Melo, W. A., et al (2012). Estresse ocupacional: avaliação de enfermeiros intensivistas que atuam no período noturno. Rev. Gaúcha Enferm. 33(2),78-85.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5087

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com