Breastfeeding: causes and consequences of early weaning

Maria Eduarda Barradas Feitosa, Silvia Emanuelle Oliveira da Silva, Luciane Lima da Silva

Abstract


The objective was to analyze in the scientific evidence the factors to describe and describe the main causes and consequences of early weaning in infants, to highlight the causes and consequences of early weaning and to analyze the benefits of breastfeeding. The research is justified due to the importance of breastfeeding for infants, where early weaning is a predisposing factor for preventable diseases, such as: malnutrition, diarrhea, childhood obesity, among other public health problems, in addition to contributing to the increase infant mortality. This is a bibliographic search, where the bibliographic survey was carried out in the Scientific Electronic Lcibrary Online (SciELO), Virtual Health Library-VHL, Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences (LILACS), Bireme and Brazilian nursing journals. The results and discussions of the study showed that the causes most described by mothers in relation to breast milk are related to a small amount and the suspicion that their milk is weak, and may present physical reasons that end up contributing to early weaning, such as some disease. It is concluded in this way that the factors that influence early weaning do not happen in isolation, but rather, caused by a series of factors.

Keywords


Breastfeeding; Nursing; Early weaning; Infants.

References


Amaral LJX, dos Santos Sales, S, Pinto DPDSR, Cruz GKP, de Azevedo IC, & Júnior MAF. (2015). Fatores que influenciam na interrupção do aleitamento materno exclusivo em nutrizes. Revista gaúcha de enfermagem, 36, 127-134.

Alves TRDM. (2019). Vivências de mães no desmame precoce (Master's thesis, Brasil).

Algarves TR, de Sousa Julião AM, & Costa HM. (2015). Aleitamento materno: influência de mitos e crenças no desmame precoce/breastfeeding: myths and beliefs influence in early weaning. Saúde em Foco, 2(1), 151-167.

Dalmonte GDB, DE Souza JKG, DO FQINI, & Exclusivo AM. Instituto Avançado De Ensino Superior De Barreiras-Iaesb Faculdade São Francisco De Barreiras-Fasb Curso Bacharel Em Enfermagem.

Dominguez CC, da Costa Kerber NP, Rockembach JV, Susin LRO, Pinheiro TM, & da Fonseca Rodrigues E. (2017). Dificuldades no estabelecimento da amamentação: visão das enfermeiras atuantes nas unidades básicas de saúde [Difficulties in establishing breastfeeding: view of nurses working in primary care facilities][Dificultades para establecer la lactancia: visión de las enfermeras de unidades básicas de salud]. Revista Enfermagem UERJ, 25, 14448

Lopes LM. (2017). Desmame precoce. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 01-22.

Margotti E, & Margotti W. (2017). Fatores relacionados ao Aleitamento Materno Exclusivo em bebês nascidos em hospital amigo da criança em uma capital do Norte brasileiro. Saúde em Debate, 41, 860-871.

Oliveira CS, Iocca FA, Carrijo, MLR, & Garcia RDATM. (2015). Amamentação e as intercorrências que contribuem para o desmame precoce. Revista Gaúcha de Enfermagem, 36, 16-23.

Cordeiro Oliveira A, Dias R, Keane Í, Esmeraldo Figueredo F, Dimas de Oliveira J, & Araújo de Jesus Sampaio KJ. (2016). Aleitamento materno exclusivo: causas da interrupção na percepção de mães adolescentes. JournalofNursing UFPE/Revista de Enfermagem UFPE, 10(4).

De Oliveira LC, Cavalcante WDR, & Batista L. (2016). Enfermagem conduta de enfermagem na prevenção do desmame precoce. Simpósio de TCC e Seminário de IC, 1, 943.

Prado CVC, Fabbro MRC, & Ferreira GI. (2016). Desmame precoce na perspectiva de puérperas: uma abordagem dialógica. Texto & Contexto Enfermagem, 25(2), 1-9.

Rocha MG, & Costa ES. (2015). Interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo: experiência com mães de crianças em consultas de puericultura. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, 28(4), 547-552.

Santos PV, de Carvalho MDC, Tapety FI, de Azevedo Paiva A, Fonseca FMNS, & da Silva Brito AK. (2018). Desmame precoce em crianças atendidas na Estratégia Saúde da Família. Revista Eletrônica de Enfermagem, 20.

Santos NTD. (2018). Processo de amamentar: percepção de puérperas que participaram de um grupo de gestantes e casais grávidos.

Sales C, Castanha A, & Aléssio R. (2017). Aleitamento materno: representações sociais de mães em um Distrito Sanitário da cidade do Recife. Arquivos brasileiros de psicologia, 69(1), 184-199.

Silva D, Soares P, & Macedo MV. (2017). Aleitamento materno: causas e consequências do desmame precoce. Unimontes Científica, 19(2), 146-157.

de Souza DR., Diógenes SM, de Oliveira Andrade JS, & Oliveira PCP. (2019). Aleitamento materno e os motivos do desmame precoce no município de Porto Velho/RO. Revista Eletrônica Acervo Saúde, (31), e1087-e1087.

de Souza Baptista S, Alves VH, de Souza RDMP, Rodrigues DP, da Cruz AFDN, & Branco MBLR. (2015). Manejo clínico da amamentação: atuação do enfermeiro na unidade de terapia intensiva neonatal. Revista de Enfermagem da UFSM, 5(1), 23-31.

Souto DDC. (2015). Amamentação de crianças com idade superior a dois anos: experiências maternas.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i7.5071

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com