O turismo de base comunitária como perspectiva para a preservação da biodiversidade e aspectos culturais da Serra dos Alves, Itabira (MG)

Débora Lúcia Gonçalves Ferreira, Juni Cordeiro, Giovanna Moura Calazans

Resumen


O turismo de base comunitária corresponde à uma modalidade econômica que tem como premissa desenvolver o turismo local, bem como a valorização da cultura tradicional e a preservação da biodiversidade, proporcionando às comunidades receptoras a geração de benefícios. Neste contexto, este trabalho visou identificar por meio da observação, entrevistas com os proprietários de empreendimentos locais e questionários aplicados aos turistas que visitaram a região, os indicadores-chave, baseados nos pilares da sustentabilidade, que poderão servir como ferramentas auxiliares para o desenvolvimento do turismo comunitário na região da Serra dos Alves, Itabira (MG). Desse modo, os indicadores-chave foram subdivididos nas dimensões sociocultural, econômica, atividade turística e meio ambiente para avaliar o desenvolvimento turístico da região da Serra dos Alves. Destaca-se que na dimensão meio ambiente faz-se necessária a intervenção dos órgãos públicos para a adequação do abastecimento de água da comunidade e eliminação das fontes de poluição dos atrativos turísticos. Para as dimensões econômica e atividade turística, salienta-se como resultados positivos a geração de renda e emprego local, além da ótima impressão geral do lugar percebida pelos turistas, os quais contribuem para o desenvolvimento socioeconômico. Ressalta-se que o emprego de indicadores para avaliar o desenvolvimento da atividade turística de base comunitária mostra-se relevante para que sejam traçadas estratégias de planejamento que conduzam às práticas de desenvolvimento local em bases sustentáveis, contribuindo positivamente para a relação de interdependência existente entre o turismo e o meio ambiente.


Palabras clave


Biodiversidade; Indicadores de sustentabilidade; Turismo sustentável.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


BARROS, M. I. A, de; DINES, M. Mínimo impacto em áreas naturais: uma mudança de atitude. In: SERRANO, C. (org). A educação pelas pedras. São Paulo: Chronos, 2000.

BRAZ, G. S. Trilhas interpretativas: um turismo sustentável. Monografia (Turismo) - FUNCESI, 2005.

BRUNO, M.; ARAÚJO, R. T. N., ROCHA, C. T. V., MELO, D. M. A., SANTOS, R. F. S. Perfil dos visitantes do Parque Municipal Fazenda Lagoa do Nado na região Metropolitana de Belo Horizonte. E-Scientia, Belo Horizonte, vol. 4, n.º 1, p. 12-20, 2011.

BURSZTYN, I; BARTHOLO, R. O processo de comercialização do turismo de base comunitária no Brasil: desafios, potencialidades e perspectivas. Sustentabilidade em Debate. vol. 3, n. 1, p. 97-116, 2012. Disponível em: . Acesso em: 16 mai. 2018.

CORIOLANO, L. N. M. T. Turismo: prática social de apropriação e de dominação de territórios. In: LEMOS, A. I. G.; ARROYO, M.; SILVEIRA, M. L. América Latina: cidade, campo e turismo. CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, São Paulo. 2006. Disponível em: . Acesso em: 13 mar. 2018.

DIAS, R. Turismo sustentável e meio ambiente. São Paulo: Atlas, 2012.

DUTRA, V. C.; SENNA, M. L. G. S.; FERREIRA, M. N.; ADORNO, L. F. M. Caracterização do perfil e da qualidade da experiência dos visitantes no Parque Estadual do Jalapão, Tocantins. Caderno virtual de turismo. Vol. 8, n. 1, p. 104-117, 2008.

FORTUNATO, R. A.; SILVA, L. S. Os conflitos em torno do turismo comunitário na Prainha do Canto Verde (CE). Revista Brasileira de Ecoturismo, São Paulo, v.6, n.1, p. 123-138, 2013. Disponível em: . Acesso em: 16 mai. 2018.

GUIMARÃES, E. P. Estudo dos impactos causados pelo turismo de eventos culturais em localidades turísticas: o caso da Vesperata em Diamantina - MG. Dissertação (Mestrado) - Centro Universitário UNA - UNA, Belo Horizonte, 2006.

IGNARRA, L. R. Fundamentos do Turismo. 2.ed. São Paulo: Editora Thompson, 2003.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Carta Internacional ao Milionésimo. 2010. Disponível em: . Acesso em: 18 mar. 2018.

MAIA, D. M.; FREITAS, B.; PORTUGUEZ, A. P. Um estudo diagnóstico sobre os impactos ambientais do turismo sobre a orla fluvial de Cachoeira Dourada de Minas (MG). Caminhos de Geografia - Revista on line. Uberlândia v. 13, n. 41, mar/2012.

MICHELIN, R. L. Turismo na Preservação dos Recursos Naturais: Vilão ou Solução? O caso do Parque Estadual de Itapuã – RS. In: IV SeminTUR – Seminário de Pesquisa em Turismo do MERCOSUL. Universidade de Caxias do Sul (RS), 2006. Disponível em: . Acesso em: 17 mar. 2018.

MIELKE, E.J.C. Desenvolvimento turístico de base comunitária. Campinas, SP: Alínea, 2009.

MIELKE, E.J.C; PEGAS, F. V. Turismo de Base Comunitária no Brasil. Insustentabilidade é uma Questão de Gestão. Revista Turismo em análise. Vol. 24, n. 1, p. 170-189, 2013. Disponível em: < http://www.revistas.usp.br/rta/article/view/64176/66863>. Acesso em: 14 fev. 2018.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE (MMA) Download de dados geográficos. 2016. Disponível em: . Acesso em: 16 mai. 2018.

MINISTÉRIO DO TURISMO. Turismo de Base Comunitária: diversidade de olhares e experiências e experiências brasileiras Brasília: Ministério do Turismo, 2010. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/sites/default/turismo/programasacoes/regionalizacalizacao_turismo/downloads_regionalizacao/TURISMO_DE_BASE_COMUNITxRIA.pdf>. Acesso em: 16 mai. 2018.

OLIVEIRA, O. F. Indicadores relevantes para a avaliação de turismo sustentável no Município Guajará-Mirim (RO). Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Porto Velho, 2009.

OLIVEIRA, R. S. Contribuições geológicas para o desenvolvimento do turismo sustentável na Serra dos Alves em Senhora do Carmo, distrito de Itabira-MG. Monografia (Engenharia Ambiental) - FUNCESI, Itabira, 2015.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DO TURISMO (OMT). Lo que todo gestor turístico debe saber: guía práctico para el desarrollo y uso de indicadores de turismo sostenible. Madrid: OMT, 1997.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRA. 2004. Dossiê de Tombamento - conjunto urbano da Serra dos Alves. Documento interno.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRA. 2015. Imagem de Satélite. Município de Itabira-MG: área de interesse, região Serra dos Alves. Documento interno.

RUSCHMANN, D.V. M. Turismo e planejamento sustentável: a proteção do meio ambiente. 14 ed. São Paulo: Papiros, 1997.

WEAREING, S.; NEIL, J. Ecoturismo: impactos, potencialidades e possibilidades. 2 ed. Barueri, SP: Manole, 2014.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Base de Dados e Indexadores: BaseDiadorimSumarios.orgDOI CrossrefDialnetScholar GoogleRedibDoajLatindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional