Study of knowledge on Science Fair in the Minutes of BDTD and CAPES: significant aspects to the process of teaching and learning in High School

Eliaquim Barbosa Pereira, José Vicente Lima Robaina

Abstract


This article aims to analyze significant aspects with the Science Fair event in public schools in the city of Alto Alegre, Roraima (RR), from the perspective of high school students and teachers. We sought to answer the problem: What are the significant aspects with the Science Fairs event, in public schools in the city of Alto Alegre (RR), from the perspective of high school teachers and students? The methodology is exploratory, qualitative and quantitative, therefore, mixed; a bibliographic analysis was also carried out. The search was based on the databases: Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations (BDTD) and CAPES Theses and Dissertations Catalog. As a result, we observed that the number of theses and dissertations on this topic is still very small. When the filters are made, this number decreases significantly, and when joining the four terms of the research, no related studies appears in any searched databases. Thus, it is clear that the issue of Science Fairs in the school context needs to be worked with more emphasis, as scientific production is very important and significant, considering the learning of students within schools.


Keywords


Science Fair; Science teaching; High School; Knowledge building.

References


Assunção, TV, Almeida, RO & Almeida, MP. (2017). Perspectivas epistemológicas de Ciência e as feiras de ciências. Anais do XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC). Florianópolis, SC, Brasil.

Bezerra Neto, ML. (2015). Construção de uma Feira de Ciências que visa a integração de atividades de iniciação científica e tecnologia para o Ensino Médio a partir de questões ambientais e da prática social. Dissertação (Mestrado Profissionalizante em Ensino em Ciências) – Universidade de Brasília, Brasília.

Campos, DCF. (2017). Um modelo referencial para gestão da qualidade dos serviços de Feira de Ciências. Dissertação (Mestrado em Gestão Pública) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Francisco, W & Castro, MC. (2017). Relações com o saber constituídas por estudantes durante visitação a uma feira de Ciências. Rede Latino-Americana de Pesquisa em Educação Química – ReLAPEQ. (1)1.

Gonzatti, SEM. et al. (2017). Análise de objetos de estudo escolares em uma Feira de Ciências: (possíveis) transgressões metodológicas e epistemológicas. Anais do XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC). Florianópolis, SC, Brasil.

Guijarro, MEC. (2017). A popularização da ciência e da tecnologia ambiental em feiras de ciências realizadas em escolas de Ensino Médio de Bauru. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental) – Universidade do Sagrado Coração. Bauru: USC.

Izackson, RNR. (2016). Feira de Ciências: ferramenta para formação da aprendizagem científica de estudantes no ensino médio. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Federal do Amazonas. Manaus: UFAM.

Lima, MLO. (2018). Feira de Ciências: interdisciplinaridade no Ensino de Biologia para o Ensino Médio. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências de Matemática) – Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará. Fortaleza: UFC.

Machado, SS, Blanco, AJV, Barros, VFA & Cardoso, EB. (2014). O Aluno

pesquisador. Congresso Ibero Americano de Ciência Tecnologia, Inovação e Educação.

Mancuso, R. (2012). Importância dos Centros de Ciências no contexto da educação científica no Brasil. In: BORGES, R. M. R., IMHOFF, A. L. & BARCELLOS, G. B. (org.). Educação e cultura científica e tecnológica: centros e museus de ciências no Brasil. Porto Alegre: EDIPUCRS, 103-113.

Pereira, BAI. (2019). A presença de indicadores da alfabetização científica em trabalhos de feiras de ciências. Dissertação (Mestrado em Ensino) – Universidade Federal do Pampa. Bagé: UNIPAMPA.

Pereira, AS, Shitsuka, DM, Parreira, FJ & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Porfiro, LD. (2018). História e memórias de Feiras de Ciências em espaços

escolares recurso eletrônico. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica. Goiânia: PUC-Goiás.

Rolan, CV. (2016). Feira de Ciências e Mostras Científicas: Debates e propostas sobre seus conceituais. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências e Tecnologia em Educação) – Instituto Federal Sul-Rio-Grandense. Pelotas: IFSul.

Santiago, MFC. (2016). Iniciação científica no Ensino Médio: Saberes Necessários À Formação Na Educação Básica. Dissertação de Mestrado / Programa de Pós Graduação em Ensino – PPGE da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN. PAU DOS FERROS – RN.

Silva, JRR. (2019). Percepção de alunos do ensino médio quanto ao uso das metodologias ativas no ensino de ciências. Tese (Doutorado em Educação em Ciências) – Instituto de Ciências Básicas da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Souza, KR & Kerbauy, MTM. (2017). Abordagem quanti-qualitativa: superação da dicotomia quantitativa-qualitativa na pesquisa em educação. Educação e Filosofia, Uberlândia, (31)61, 21-44.

Xavier, LA. (2019). Feira de Ciências: uma Proposição Metodológica para articular Teoria-Prática utilizando o Diagrama V. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Física) – Universidade Federal do Espirito Santo. Vitória: UFES.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i7.4823

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com