The impact of the National Curricular Guidelines on scientific research in Dental schools in Brazil

Thaynan Escariao da Nobrega, Larissa Lima Leôncio, Maronilson Soares Leite, Andresa Costa Pereira, Marco Antonio Dias da Silva

Abstract


This study aimed to compare the type of undergraduate research published in the annals of the Brazilian Society of Dental Research (SBPqO), in the year of insertion of the National Curricular Guidelines (DCN) for Undergraduate Dental Schools, in 2002, and nine years after, in 2011. 1,720 abstracts were evaluated, from the 19th (2002) and 28th (2011) annual meetings of the SBPqO, which were categorized according to the areas of knowledge, the administrative category of the institution of higher education and the units of the Brazilian federation. It was observed that the accession of the DCN did not alter the areas of knowledge studied in the researches, and the Dental Sciences publications still the most present. There was a change in the participation of institutions in the scientific production. In 2002, most of the publications were made by state public institutions (52%). In 2011, the federal public institutions were predominant (40%). There was a better distribution in the scientific participation of the institutions from different regions, due to the reduction of dominance of Southeast region from 77.5%, in 2002, to 56.7% in 2011, and the increase of all the other regions: Midwest (6.0%), Northeast (21.1%), North (1.6%) and South (14.6%). It is concluded that the insertion of DCN might have influenced the distribution of the national scientific research, however, it did not change the technical profile of the research conducted during the undergraduate degree in Dentistry.


Keywords


Teaching; Dentistry; Meeting abstract; Education, dental

References


ABENO. (2016). Contribuições ao aprimoramento das DCN - ABENO, agosto a setembro de 2016. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Odontologia: Minuta 2 para 2ª consulta pública online. Acesso em 30 de abril de 2020, em:

http://www.abeno.org.br/arquivos/downloads/2ConsultaonlineDCNsOdontologia.pdf

Brasil. (2002). Ministério da Educação. CNE Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES 3, de 19 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Odontologia. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, 4 de março de 2002. Seção 1, p. 10. Acesso em 30 de abril de 2020, em http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES032002.pdf.

Carvalho, R. B., Costa, T. B. C., Gomes, M. J., Santos, K. T., & Guerra, S. M. G. (2010). Formação docente em odontologia no Brasil: sugestões de mudanças após as diretrizes curriculares nacionais. RevBrasPesqui Saúde, 12(4), 39-44.

Casotti, E. (2009). Educação em odontologia no Brasil: produção de conhecimento no período 1995-2006. HistCienc Saúde-Manguinhos, 16(4), 999-1010.

Castro, M. G., & Alves, D. A. (2017). Ensino, pesquisa e extensão na Universidade Federal de Viçosa: origem e trajetória institucional (1926–1988). RevBrasEduc, 22(70), 752-73.

Fernandes, D. C., Freitas, D. A., Pedrosa, A. K., & Silva, E. N. (2016). Currículo de Odontologia e as Diretrizes Curriculares Nacionais. RevistPort: Saúde Sociedade, 1(2), 104-15.

Ferraz, D. (2016). Diretrizes Curriculares Nacionais da odontologia e análise dos projetos pedagógicos dos cursos do estado de São Paulo [dissertação de mestrado]. São Carlos (SP). Universidade Federal de São Carlos.

Fonseca, E. P. (2012). As Diretrizes Curriculares Nacionais e a formação do cirurgião-dentista brasileiro. ManagPrim Health Care, 3(2), 158-78.

Freire Filho, J. R., Costa, M. V., Forster, A. C., & Reeves, S. (2017). New national curricula guidelines that support the use of interprofessional education in the Brazilian context: An analysis of key documents. J InterprofCare, 31(6), 754-760.

Gonçalves, N. G. (2015). Indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão: um princípio necessário. Perspectiva, 33(3), 1229-56.

Haddad, A. E., Laganá, D. C., Assis, E. Q., Morita, M. C., Toledo, O. A., Rode, S. M., et al. (2006). A aderência dos cursos de graduação em Odontologia às Diretrizes Curriculares Nacionais In: Brasil. Ministério da Educação. Ministério da Saúde. A aderência dos cursos de graduação em Enfermagem, Medicina e Odontologia às Diretrizes Curriculares Nacionais. 119-152. Acesso em 30 de abril de 2020, em

http://abeno.org.br/arquivos/downloads/download_20111215103241.pdf.

Kyaw Soe, H. H., Than, N. N., Lwin, H., Nu Htay, M. N. N., Phyu, K. L, & Abas, A. L. (2018). Knowledge, attitudes, and barriers toward research: The perspectives of undergraduate medical and dental students. J Educ Health Promot, 7(23).

Maltagliati, L. A. (2011). O Lugar da Pesquisa na Reorganização Curricular em Odontologia: desafios de origem para um debate atual. Saúde Soc, 20(2), 436-47.

Morita, M. C., Kriger, L., Carvalho, A. C. P., & Haddad, A. E. (2007). Implantação das Diretrizes Curriculares Nacionais em Odontologia. Dental Press Editora. ABENO, OPAS, MS. Acesso em 30 de abril de 2020, em

http://abeno.org.br/arquivos/downloads/download_20111109153352.pdf.

Nervo, A. C. S., & Ferreira, F. L. (2015). A importância da pesquisa como princípio educativo para a formação científica de educandos do ensino superior. Educação em Foco, 7, 31-40.

Nóbrega, T. E., Lopes, R. T., Pereira, A. C., & Silva, M. A. D. (2014). As TICs como ferramenta auxiliar no ensino da histologia nos cursos de Odontologia das regiões Nordeste e Centro-Oeste do Brasil. TE&ET, 14, 47-54.

Nóbrega, T. E., Ribeiro, E. C., Oliveira-Júnior, J. K., Pereira, A. C., & Silva, M. A. D. (2018). O uso das TIC como ferramenta de ensino da histologia nos cursos de Odontologia das regiões Sul e Sudeste do Brasil. TE&ET, 22, 63-72.

Puhl, M. J. O conhecimento e o princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. (2016). Rev HISTEDBR On-line, 16(69), 222-32.

Reis, S. M. A. S., Gonçalves, L. C., Tolentino, A. B., Machado, A. C., Gonçalves, A. P., & Ferreira, G. T. (2013). O professor de odontologia da perspectiva de seus discentes. Rev Encontro de PesqEduc Uberaba, 1(1), 169-86.

Silveira, J. L. G. C., & Garcia, V. L. (2015). Mudança curricular em odontologia: significados a partir dos sujeitos da aprendizagem. Interface, 19(52), 145-58.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i8.4804

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com