A reflection on the mental health of the emergency nurse in the context of the pandemic by Covid-19

Francisco Glauber Peixoto Ferreira, Alexsandro Batista de Alencar, Simony Lima Bezerra, Albertina Antonielly Sydney de Sousa, Carolina Maria de Lima Carvalho

Abstract


Pandemics are events of a collective nature whose main characteristic is the manifestation of an infectious disease, highly transmissible and with great lethality. The clinical spectrum of Covid-19 infection appears to be broad, ranging from asymptomatic infection, or slight changes in the respiratory tract with the presence of rhinorrhea, sneezing, sore throat and cough, to more severe cases of viral pneumonia. The objective was to conduct a reflection on the mental health conditions of nursing teams working in urgent and emergency sectors in the context of the Covid-19 pandemic. As well as, promote through discussion, strategies that can be used in order to prevent psychological damage in these employees. A bibliographic survey was carried out through an exploratory search for scientific productions in the Virtual Health Library (VHL) directed to the following databases: Scientific Eletronic Library Online (Scielo), Latin American and Caribbean Literature in Life Sciences. Health (Lilacs) and International Health Sciences Literature (Medline). In addition, theses and dissertations that had related themes were also used, in addition to guiding protocols as mentioned previously. With this, points were built for reflective discussion based on guiding axes regarding the initial experience with the pandemic, the routine and alternatives of mental health care. The related reflection can raise important points that deserve attention about the mental health care of the nursing team that works directly in the urgent and emergency sectors during this pandemic period.


Keywords


Mental health; Nursing; Urgency/Emergency; Pandemic; Covid-19.

References


Araújo, T. C., Pereira, A., Sampaio, E. S. & Araújo, M. S. S. (2014). Uso da música nos diversos cenários do cuidado: revisão integrativa. Revista Baiana de Enfermagem, 28(1), 96-106. Recuperado em: 18 abril, 2020, de https://portalseer.ufba.br/index.php/enfermagem /article/view/6967

Armengol, J. G. & Lima, T. V. (2020). Los Servicios de Urgencias y Emergencias ante la Pandemia por SARS-CoV-2. Emergencias, 32(3). Recuperado em 15 maio, 2020, de https://medes.com/publication/151480

Arturo, P. P., Burciaga, B., Verónica, L., López, L., Victoria, M., Seañez, M., Orvilia, A. (2013). Resiliencia en el profesional de enfermería que cuida a personas en proceso de morir. Ene ,7(2), 2-5. Recuperado em 19 abril, 2020, de http://ene-enfermeria.org/ojs/index.php /ENE/article/view/280

Bittencourt, R. N. (2020). Pandemia, isolamento social e colapso global. Revista Espaço Acadêmico, 221. Recuperado em 15 maio, 2020, de http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ EspacoAcademico/article/view/52827

Bortoluzzi, T. V. C., Cavalcanti, P. B. & Ely, V. J. M. B. (2020). Quartos de isolamento em unidades de urgência e emergência: sinergia entre legislação e prática?. Arquitetura Revista, 16(1). Recuperado em 23 abril, 2020, de http://www.revistas.unisinos.br/index.php/ arquitetura/ article/view/arq.2020.161.07

Brasil. Ministério da Saúde. Inclui 10 novas práticas integrativas no SUS (2017). Brasília: Ministério da Saúde.

Castiglione, A. O. (1947). História da Medicina. Rio de Janeiro. Companhia Editora Nacional.

Cerqueira, M. A., Araújo, M., Alves, M. E., Santos, C. M. & Rocha, R. B. (2018). Atuação do enfermeiro na utilização do desfribilador em situação de emergência. Biológicas & Saúde, 8(27). Recuperado em 18 maio, 2020, de https://ojs3.perspectivasonline.com.br/ biologicas_e_saude/article/view/1431

Dejours, C. (2015). A loucura do trabalho: estudo de psicopatologia do trabalho. São Paulo: Cortez. Recuperado em 25 abril, 2020, de http://www.psicodebate.dpgpsifpm.com.br/ index.php/periodico/article/view/V5N2A11

Dong, E., Du, H. & Gardner, L. (2020). An interactive web-based dashboard to track COVID-19 in real time. The Lancet infectious. Recuperado em 23 abril, 2020, de https://www.thelancet.com/journals/laninf/article/PIIS1473-3099(20)30120-1/fulltext

Duarte, M. L. C., Glanzner, C. H. & Pereira, L. P. (2018). O trabalho em emergência hospitalar: sofrimento e estratégias defensivas dos enfermeiros. Rev Gaúcha Enferm, 39, 2017-0255. Recuperado em 25 abril, 2020, de https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1983-144720 18000100444&script=sci_arttext

Duarte, F. S. & Mendes, A. M. B. (2015). Da escravidão a servidão voluntária: perspectivas para a clínica psicodinâmica do trabalho no Brasil. Rev Estudos Organiz Soc, 2(3), 68-128. Recuperado em 4 abril, 2020, de https://revistas.face.ufmg.br/index.php/farol/ article/view/2579

Faria, L. B. C., Santos, C. T. B., Faustino, A. M., Oliveira, L. M. A. C. & Cruz, K. C. T. (2019). Conhecimento e adesão do enfermeiro às precauções padrão em unidades críticas. Texto & Contexto Enfermagem, 28. Recuperado em 27 abril, 2020, de https://www.scielo.br /scielo.php?pid=S010407072019000100353&script=sci_arttext&tlng=pt

Felli, V. E. A. (2012). Condições de trabalho de enfermagem e adoecimento: motivos para a redução da jornada de trabalho para 30 horas. Enfermagem em Foco, 3(4), 178-181. Recuperado em 28 abril, 2020, de http://revista.cofen.gov.br/index.php/ enfermagem/article/view/379

Ferreira, C. F., Dias, G. N., Franciscon, I. N. & Oliveira, T. Q. (2014). Pandemias em um mundo globalizado: desafios para o acesso universal à saúde. Recuperado em 27 abril, 2020, de http://sinus.org.br/2014/wp-content/uploads/2013/11/OMS.pdf

Góes, C. W. L. & Ribeiro, K. G. Biodança, saúde e qualidade de vida: Uma perspectiva integral do organismo. (2008). Revista Pensamento Biocêntrico, 10, 44-65. Recuperado em 27 abril, 2020, de http://repositorio.ufc.br/handle/riufc/27608

Gonçalves, J. R. & Simões, J. R. S. (2019). A percepção do enfermeiro no lidar com a morte durante a assistência. Revista JRG de Estudos Acadêmicos, 2(5). Recuperado em 27 abril, 2020, de http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/77

Jönsson, C. & Lencastre, L. (2016). Trauma e religião: um modelo de adaptação psicológica baseado no coping religioso. Psicologia, Saúde & Doenças, 17(1), 32-38. Recuperado em 28 abril, 2020, de http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?pid=S1645-00862016000100005 &script=sci_arttext&tlng=es

Kuster, D. K. & Bisogno, S. B. G. (2010). A percepção do enfermeiro diante da morte dos pacientes. Disc. Scientia. Série: Ciências da Saúde, 11, (1), 9-24. Recuperado em 28 abril, 2020, https://periodicos.ufn.edu.br/index.php/disciplinarumS/article/view/961

Lima, C. M. A. O. (2020). Informações sobre o novo coronavírus (COVID-19). Radiol Bras,53(2). Recuperado em 23 março, 2020, de http://www.rb.org.br/detalhe_artigo. asp?id=3258

Lima, D. S., Filho, J. A. D. L., Gurgel, M. V. S. A., Neto, A. F. A., Costa, E. F. M., Filho, F. X. F. M., Castro, M. V., Diniz, A. G., Borges, G. C. O. & Junior, M. A. F. R. (2020). Recomendações para cirurgia de emergência durante a pandemia do COVID-19. J. Health Biol Sci, 8(1), 1-3. Recuperado em 24 abril, 2020, de https://periodicos.unichristus. edu.br/jhbs/article/view/3176

Loro, M. M., Gollner, R. C. Z., Guido, L. A., Silveira, C. R. & Silva, R. M. (2016). Desvelando situações de risco no contexto de trabalho da Enfermagem em serviços de urgência e emergência. Esc Anna Nery, 20(4). Recuperado em 27 abril, 2020, de https://www.scielo.br /scielo.php?pid=S1414-81452016000400204&script=sci_arttext

Loro, M. M., Zeitoune, R. C. G., Guido, L. A, Silva, R. M. & Kolankiewicz, A. C. B. (2014). Occupational risks and health of nursing workers - seeking evidences. J. res.: fundam. care. Online, 6(4), 16-21. Recuperado em 27 abril, 2020, de https://www.ssoar.info/ssoar/ handle/document/54515

Lopes, G. T. (2006). Manual para elaboração de trabalhos acadêmicos: normas da ABNT – Estilo Vancouver – Bioética.

Machado, M. H., Santos, M. R., Oliveira, E., Wermelinger, M., Vieira, M., Lemos, W., Lacerda, W. F., Filho, W. A., Junior, P. B. S., Justino, E. & Barbosa, C. (2015). Condições de trabalho da enfermagem. Enferm. Foco, 6(14), 79-90. Recuperado em 27 abril, 2020, de http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/695/0

Mauro, M. Y. C., Paz, A. F., Mauro, C. C. C., Pinheiro, M. A. S. & Silva, V. G. (2010). Condições de trabalho da enfermagem nas enfermarias de um hospital universitário. Esc Anna Nery Rev Enferm, 14(1), 13-18. Recuperado em 28 abril, 2020, de https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S141481452010000200006&script=sci_arttext&tlng=pt

Melo, A. A. S., Santos, A. C., Silva, G. P. F. & Conceição, A. A. (2019). O suicídio em profissionais de enfermagem: uma análise bibliográfica da dimensão social dentro de uma perspectiva contemporânea. Revista eletrônica Estácio Recife, 5(1). Recuperado em 25 abril, 2020, de https://reer.emnuvens.com.br/reer/article/view/200

Minayo, M. C. S. (2006). O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 9ª ed. São Paulo: EDUC.

Oliveira, E. H. A. (2020). Coronavírus: prospecção científica e tecnológica dos fármacos em estudo para tratamento da Covid-19. Cadernos de Prospecção, 13(2), 412. Recuperado em 5 maio, 2020, de https://cienciasmedicasbiologicas.ufba.br/index.php/nit/article/view/36153

Oliveira, C. M. & Fontana, R. T. (2012). Violência psicológica: um fator de risco e de desumanização ao Trabalho da enfermagem. Cienc. cuid. Saúde, 11, (2), 243-9. Recuperado em 28 abril, 2020, de http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/ article/view/11951

Organização Pan-Americana da Saúde. (2020). Recuperado em 23 abril, 2020, de https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6101:covid19&Itemid=875

Pereira, D. S., Vieira, A. K. I., Ferreira, A. M., Bezerra, A. M. F. & Bezerra, W. K. T. (2015). Atuação do Enfermeiro Frente à Parada Cardiorrespiratória (PCR). REBES, 5(3), 08-17. Recuperado em 25 março, 2020, de https://editoraverde.org/gvaa.com.br/revista/ index.php/REBES/article/view/3583

Rothan, H. A. & Byrareddy. S. N. (2020). The epidemiology and pathogenesis of coronavirus disease (COVID-19) outbreak. Journal of autoimmunity, 102-433. Recuperado em 25 março, 2020, de https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0896841120300469

Sakai, A. M., Rossaneis, M. A., Haddad, M. C. F. L. & Sardinha, D. S. S. (2016). Sentimentos de enfermeiros no acolhimento e na avaliação da classificação de risco em pronto-socorro. Rev. Rene. 17(2), 233-41. Recuperado em 23 março, 2020, de http://www.periodicos.ufc.br /index.php/rene/article/view/3007

Secretaria de Saúde do Ceará. (2020). Doença pelo novo coronavírus (COVID-19). Inf. Epidem, 18(18), 1-9.

Senhoras, E. M. (2020). Coronavírus e o papel das pandemias na história humana. Boletim de conjuntura, 1(1). Recuperado em 25 março, 2020, de https://revista.ufrr.br/boca/article/ view/Eloi

Silva, J. B. & Muniz, A. M. V. (2020). Pandemia do Coronavírus no Brasil: Impactos no Território Cearense. Revista brasileira de geografia econômica, 9, 17. Recuperado em 27 março, 2020, de https://journals.openedition.org/espacoeconomia/10501

Silva, R. M., Zeitoune, R. C. G., Beck, C. L. C., Martino, M. M. F. & Prestes, F. C. (2016). Efeitos do trabalho na saúde de enfermeiros que atuam em clínica cirúrgica de hospitais universitários. Rev. Latino-Am. Enfermagem, 24, 27-43. Recuperado em 24 março, 2020, de https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010411692016000100370&script=sci_arttext&tlng=pt

Souza-Souza, L. P. S. & Souza, A. G. (2020). Enfermagem brasileira na linha de frente contra o novo Coronavírus: quem cuidará de quem cuida? J. nurs. Health,10. Recuperado em 28 março, 2020, de https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/enfermagem/article/ view/18444

Souza, T. H. A. (2017). Efeito da meditação natural stress relief na ansiedade de estudantes universitários com transtorno de ansiedade social: Ensaio clínico randomizado e controlado. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde. Universidade Federal de Sergipe. Recuperado em 28 abril, 2020, de https://www.acervo.ufs.br/handle/ riufs/3827

Valero-Cedeño, N. J., Mina-Ortiz, J. B., Veliz-Castro., T. I., Merchán-Villafuerte, K. M. & Perozo-Mena, A. J. (2020). COVID-19: La nueva pandemia con muchas lecciones y nuevos retos. Revisión Narrativa. Kasmera, 48-102. Recuperado em 25 março, 2020, de https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1087715

Vieira, G. F. E., & Oliveira, W. A. (2019). Sentimentos do enfermeiro no cotidiano do atendimento pré-hospitalar. Rev. UNINGÁ, 56(6), 45-52. Recuperado em 7 abril, 2020, de http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2604

Vieira, G. C. G., Brida, R. L., Macuch, R. S., Massuda, E. M. & Preza, G. P. (2016). Uso de psicotropicos pelo enfermeiro: sua relação com o trabalho. Cinergis,17(3),191-195. Recuperado em 23 abril, 2020, de https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/ article/view/8118

World Health Organization. (2012). Vaccines against influenza WHO position paper. Wkly Epidemiol. Rec, 87(47), 461-76.

Who Health Organization (WHO). (2013). WHO traditional medicine strategy: 2014-2023.

Zhou, F., Yu, T., Du, R., Fan, G., Liu, Y., Liu, Z et al. (2020). Clinical course and risk factors for mortality of adult inpatients with COVID-19 in Wuhan, China: a retrospective cohort study. The lancet, 18. Recuperado em 15 abril, 2020, de https://www.sciencedirect.com /science/article/pii/S0140673620305663




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i7.4534

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com