Permanent education to promote pediatric patient safety: an integrative review

Vanessa Teles Luz Stephan Galvão, Geilsa Soraia Cavalcanti Valente, Claudia Maria Messias, Elida Gabriela Serra Valença Abrantes, Jéssica do Nascimento Rezende, Elaine Antunes Cortez

Abstract


This article aims to investigate the scientific production about the use of permanent education to promote the safety of pediatric patients. It is an integrative review of articles from the ADOLEC, LILACS, BDENF and SciELO and PubMed databases published between 2015 and 2019. Permanent Health Education (EPS) is a strategy that incorporates new reflections in the work environment and is based on meaningful learning to transform professional practices. Considering that the occurrence of adverse events in health care is a worldwide concern, the expansion of actions, such as the introduction of educational strategies in the professional environment, can be an important measure to promote child safety. Regarding the results, 04 studies met the inclusion criteria of the research emerging as empirical categories: Approaches to Pediatric Patient Safety and contributions of Permanent Education in favor of Pediatric Patient Safety. It was concluded that EPS, through the use of active learning methodologies, can sensitize professionals to safe practices in favor of the child, however, studies on this theme are still scarce.


Keywords


Patient Safety; Pediatric Nursing; Education Continuing; Teaching; Nursing teaching.

References


Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2017). Boletim segurança do paciente e qualidade em serviços de saúde nº 15: incidentes relacionados à assistência à saúde – 2016. Disponível em:http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271855/Boletim+Segurança+do+Paciente+e+Qualidade+em+Serviços+de+Saúde+nº+15/bb637392-4973-4e7f-8907-a7b3af1e297b

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2018). Boletim segurança do paciente e qualidade em serviços de saúde nº 18: incidentes relacionados à assistência à saúde – 2017. Disponível em:http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/3074203/Boletim+Segurança+do+Paciente+e+Qualidade+em+Serviços+de+Saúde+n+18-+Incidentes+Relacionados+a+Assistência+a+ Saúde+-+2017/9ce866ad-3d59-4a1c-88dc-641b8fda323b

Araújo, F. L., Manzo, B. F, Costa, A. C. L., Corrêa, A. R., Marcatto, J. O., & Simão, D. A. S. (2017). Adesão ao bundle de inserção de cateter venoso central em unidades neonatais e pediátricas. Revista Escola de Enfermagem da USP, 51, Artigo e03269. DOI: https://doi.org/10.1590/s1980-220x2017009603269

Brum, A. K. R., Fernandes Filha, M. L. F. S., Rocha, R. M., & Ferreira, S. C. M. (2016). Gerenciamento do cuidado de enfermagem à criança com alergia a proteína do leite de vaca. Revista de Enfermagem UFPE on line, 10(Supl. nº 5), 4404-4407. Disponvel em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11191/12746

Cavalcante, A. K. C. B., Rocha, R. C., Nogueira, L. T., Avelino, F. V. S. D., & Rocha, S.S. (2015). Cuidado seguro ao paciente: contribuições da enfermagem. Revista Cubana de Enfermería [Internet], 31(4). Disponível em: http://www.revenfermeria.sld.cu/ index.php/enf/article/view/907

Costa, T. M. (2016). Cultura de segurança do paciente: percepção da equipe de enfermagem de um hospital pediátrico (Dissertação de Mestrado). Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, Niterói, RJ, Brasil.

Cunha, P. L. P. (2014). Manual de revisão bibliográfica sistemática integrativa: a pesquisa baseada em evidências. Belo Horizonte: Grupo Anima Educação. Disponível em: http://biblioteca.cofen.gov.br/wpcontent/uploads/2019/06/manual_revisao_bibliografica-sistematica-integrativa.pdf

Fagundes, N. C., Range, A. G. C., Carneiro, T. M., Castro, L. M. C, & Gomes, B. S. (2016). Educação permanente em saúde no contexto do trabalho da enfermeira. Revista Enfermagem UERJ [Internet], 24(1), 11349. DOI: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2016.11349

Freire, P. (2019). Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz & Terra.

Gaita, M. C., & Fontana, R. T. (2018). Percepções e saberes sobre a segurança do Paciente Pediátrico. Escola Anna Nery, 22(4), e20170223. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-https://doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2017-0223

Garcia, A. K. A., Fonseca, L. F., Aroni, P., & Galvão, C. M. (2016). Strategies for thirst relief: Integrative literature review. Revista Brasileira de Enfermagem [Internet], 69(6), 1148-55. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0317

Guimarães, E., Zanon, J., Guerra, M., & Colaço, V. (2016). Modelos educacionais aplicados às atividades de educação em saúde na atenção primária. Revista Brasileira de Educação em Saúde, 6(2), 13-20.

Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, & Fundação Oswaldo Cruz. (2014). Documento de referência para o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Brasília: Autor.

Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Fundação Oswaldo Cruz, & Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Coords). (2013). Protocolo de segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2014/julho/03/Protocolo-Medicamentos.pdf

Ministério da Saúde. (2018). Política Nacional de Educação Permanente em Saúde: o que se tem produzido para o seu fortalecimento? (1ª ed. rev.). Brasília: Autor.

Okagawa, F. S., & Cunha, I. C. K. O. (2018). A atuação de enfermeiros de unidades pediátricas hospitalares na Educação em Saúde. Revista Paulista de Enfermagem [Online], 29(1/3), 3-10. Disponível em: http://repen.com.br/revista/wp-content/uploads/2018/11/A-atua%C3%A7%C3%A3o-de-enfermeiros-de-unidades-pedi%C3%A1tricas-hospitalares-na-Educa%C3%A7%C3%A3o.pdf

Pinheiro, G. E. W., Azambuja, M. S., & Bonamigo, A.W. (2018). Facilidades e dificuldades vivenciadas na Educação Permanente em Saúde, na Estratégia Saúde da Família. Saúde em debate, 42(spe4), 187-197. DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042018s415

Ramos, A. C. A. (2017). Educação Permanente e a segurança do Paciente: uma revisão integrativa de literatura. (Monografia - Especialização). Instituto Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Wegner, W., Silva, M. U. M., Peres, M. A., Bandeira, L. E., Frantz, E., Botene, D. Z. A, & Predebon, C. M. (2017). Segurança do paciente no cuidado à criança hospitalizada: evidências para enfermagem pediátrica. Revista Gaúcha de Enfermagem [online], 38(1), e68020. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/19831447.2017.01.68020 .

Wegner, W., Silva, S. C., Kantorski, K. J. C., Predebon, C. M., Sanches, M. O, & Pedro, E. N. R. (2016). Educação para cultura da segurança do paciente: implicações para a formação profissional. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, 20(3), e20160068. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ean/v20n3/1414-8145-ean-20-03-20160068.pdf




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i7.4500

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com