Epidemiological profile of gestational and congenital syphilis in the State of Piaui in the period 2017 to 2020

Cristiano Araújo Borges Marques, Helisson Coutinho Luz, Raimundo Nonato Cardoso Miranda Júnior

Abstract


Objective: To analyze the epidemiological profile of gestational and congenital syphilis in the state of Piauí in the period from 2017 to 2020. Method: This study is a systematic review, based on data in the virtual health library-bvs and PEDro database, using the descriptors: syphilis; gestation; Piauí; epidemiology. The search in the database took place between March and April 2020. Results: In the virtual health library (bvs) database, a total of 45 articles were found on the topic addressed and in the PEDro database, 15 were found. Of these articles, only 07 were selected because they met the inclusion and exclusion criteria. Conclusion: Thus, Piauí needs an improvement in its epidemiological surveillance in order to obtain a reduction in the incidence and mortality rates due to congenital syphilis. It is emphasized that such preventive practices and assistance must involve the entire multidisciplinary health team.


Keywords


Syphilis; Gestation; Piauí; Epidemiology.

References


Barbosa, D. R. M. et al. (2017). Perfil epidemiológico dos casos de sífilis gestacional. Revista de enfermagem UFPE online. Recife. 11(5), p. 1867-74.

Brasil (2015). Ministério da Saúde. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT): Atenção Integral às Pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil (2016). Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais. Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para atenção integral às pessoas com infecções sexualmente transmissíveis. Brasília.

Brasil (2017). Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico Sífilis. Brasília.

Cabral, B. T. V. et al. (2017). Sífilis em gestante e sífilis congênita: um estudo retrospectivo. Revista Ciência Plural. Rio Grande do Norte, 3(3), p. 32-44.

Cardoso, A. R. P. et al. (2018). Análise dos casos de sífilis gestacional e congênita nos anos de 2008 a 2010 em Fortaleza, Ceará, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, Fortaleza. 23(2), p. 563-574.

Costa, C. M. S., & Alencar, J. D. de. (2019). Sífilis Congênita: Uma análise epidemiológica da sífilis congênita no Piauí de 2008 a 2018. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Medicina do Centro Universitário UNINOVAFAPI. Teresina, Piauí.

Domingues, R. M. S. M., & Leal, M. C. (2016). Incidência de sífilis congênita e fatores associados à transmissão vertical da sífilis: dados do estudo Nascer no Brasil. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 32(6).

Guimarães, T. A. et al. (2018). Sífilis em gestantes e sífilis congênita no Maranhão. Arq. Ciênc. Saúde. 25(2), p. 24-30.

Junior, G. B. V. et al. (2018). Análise Epidemiológica dos casos de sífilis congênita, no período de 2007 a 2017 no estado do Piauí. 54° Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.

Lafeta, K. R. G. et al. (2016). Sífilis materna e congênita, subnotificação e difícil controle. Rev. bras. epidemiol., São Paulo, 19(1), p. 63-74.

Moura, M. C. L. et al. (2017). Perfil da incidência de sífilis gestacional no Piauí: Retrato de uma década. Revista Interdisciplinar de Ciências Médicas – Anais. Teresina-PI.

Moura, M. C. L. et al. (2019). Sífilis congênita no Piauí: Um agravo sem controle. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research – BJSCR; 26(3), p. 29-35.

Padovani, C., Oliveira, R. R., & Peloso, S. M. (2018). Sífilis na gestação: associação das características maternas e perinatais em região do sul do Brasil. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, 26.

PAIXÃO, C. M. et al. (2017). Caracterização de casos de sífilis congênita no Piauí de 2012 a 2017. I Congresso norte-nordeste de tecnologias em saúde.

Pereira, R. R. et al. (2018). Perfil epidemiológico da sífilis congênita no estado do Piauí e no município de Parnaíba e os principais fatores causais relacionados.

Pinto V. M., Basso C. R., & Barros C. R. D. S, et al. (2018). Fatores associados às infecções sexualmente transmissíveis: inquérito populacional no município de São Paulo, Brasil. Ciênc. Saúde Coletiva; 23 (7): p. 2423-32.

Sousa, Karinna Alves Amorim de. et al. (2019). Informe Epidemiológico da Sífilis no Piauí. Governo do Estado do Piauí.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i7.3991

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com