A leitura das ações do Estado-Providência nas Mensagens do Governo potiguar na Primeira República

Anna Gabriella de Souza Cordeiro

Resumo


No decurso da Primeira República, o Rio Grande do Norte viveu forte influência dos ideais do Estado-Providência, onde a instrução pública figurou como uma das principais medidas adotadas para a realização de um novo processo civilizador, pautado nos ideais positivistas de ordem e progresso, conforme Alfredo Bosi. O corpus documental estudado pertence à categoria das fontes históricas oficiais, de modo que as Mensagens do Governo foram percebidas enquanto produto da Elite Cultural que governava o Estado. Para Jean-François Sirinelli, as Elites Culturais são dotadas de poder, influência e notoriedade. Nesse sentido, objetiva-se pesquisar a atuação do Estado-Providência no desenvolvimento do ensino na Primeira República, a partir das discussões da Elite Cultural presentes nas Mensagens anuais da administração pública potiguar. Em um primeiro momento, o ensino ofertado foi duramente criticado. Entretanto, foi observado que a partir do ano de 1907, este panorama começou a se transformar com a autorização para a Reforma do Ensino e a criação dos Grupos Escolares, o que fomentou um novo impulso progressista que resultou na consolidação da cultura escolar no Rio Grande do Norte, de acordo com os moldes propostos por Dominique Julia. Já no último ano estudado, o ensino foi aclamado pela sua eficiência. Por fim, conclui-se que nas falas das Elites Culturais governantes, a situação da educação ofertada pelo Estado evoluiu consideravelmente no decurso da Primeira República, graças à ação decisiva do Estado-Providência.


Palavras-chave


Instrução pública; Elites Culturais; História da Educação; História Política.

Texto completo:

PDF

Referências


BOSI, Alfredo. Dialética da Colonização. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

BUENO, Almir de Carvalho. Visões de República: ideias e práticas no Rio Grande do Norte (1880-1895). Natal: EDUFRN, 2016.

CASCUDO, Luís da Câmara. História da cidade do Natal. Natal: EDUFRN, 2010.

CHALHOUB, Sidney. Cidade febril: cortiços e epidemias na corte colonial. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, n. 1, p. 9-43, 2001.

LIMA, Nestor dos Santos. Um século de ensino primário. Natal: Typ. da República, 1927.

LYRA, Anderson Tavares de; MORAIS, Maria Arisnete Câmara de. Alberto Maranhão e a educação republicana no RN (1900 – 1913). Anais do VI Encontro Norte e Nordeste de História da Educação – ENNHE. Disponível em: http://www.sbhe.org.br/novo/congressos/viennhe/anais/trabalhos/eixo7/submissao_14712138030771472992105639.pdf, visualizado em 13 de fevereiro de 2018.

REIS FILHO, Casemiro dos. A educação e a ilusão liberal. São Paulo: Cortez e Autores Associados, 1981.

RÉMOND, René (org). Por uma história política. Rio de Janeiro: FGV, 2003.

SIRINELLI, Jean François. Os intelectuais. In: RÉMOND, René. Por uma nova história política. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2003.

__________________. As Elites Culturais. In: RIOUX, Jean-Pierre. Para uma História Cultural. Lisboa: Editora Estampa, 1998.

STAMATTO, Maria Inês Sucupira. A escola da Ordem e do Progresso (Brasil: 1889-1930). Revista da FAEEBA: Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 14, n. 24, jul./dez., 2005.

_______________. A carreira do professor primário (1822 – 1889). Revista da FAEEBA, Salvador, v.1, n.1, p. 83−91, jan./jun. 1992.

Fontes primárias

BRASIL. DECRETO Nº 7, 20 de novembro de 1889. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-7-20-novembro-1889-517662-publicacaooriginal-1-pe.html, visualizado no dia 3 de maio de 2018.

RIO GRANDE DO NORTE. Lei nº 6, de 30 de maio de 1892. Autoriza o Governador do Estado a fazer a reforma do ensino. Leis do Congresso (1892-1895). Natal: Typ. d'A República, 1896. p. 13-15.

RIO GRANDE DO NORTE. Decreto nº 18, de 30 de setembro de 1892. Reorganiza a instrução publica do Estado. Decretos do governo do Estado do Rio Grande do Norte. Natal: Typ. d’A Republica, 1892.

RIO GRANDE DO NORTE. Mensagens, de 1889 a 1930. Disponível em: http://www-apps.crl.edu/brazil/provincial/rio_grande_do_norte, visualizado desde 2016 até 07 de maio de 2018.

SÃO PAULO. Decreto nº 27, 12 de março de 1890. Disponível em: http://www.al.sp.gov.br/norma/?id=137755, visualizado no dia 23 de maio de 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.17648/rsd-v7i9.396

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional