Microbiological analysis of minimally processed fruits and vegetables marketed in supermarkets in the city of Macapá - Amapá

Antonio Carlos Freitas Souza, Adriana Tavares de Almeida, Maria Josinéia Lima Marques, Jaqueline Freitas Souza

Abstract


This work aimed to evaluate the microbiological quality, identifying the presence of Salmonella sp. and quantifying the most likely number of thermotolerant coliforms at 45 ° C / g in minimally processed fruits and vegetables. Three minimally processed samples of cabbage, pineapple, watermelon and carrot were collected, totaling 42 samples, 21 of which were from fruits and 21 from vegetables and roots, chosen randomly from refrigerated gondolas from 07 supermarkets in the southern area of the city of Macapá and taken to the microbiology laboratory of the Institute of Scientific and Technological Research of the State of Amapá - IEPA. After evaluation, it was observed that out of the 21 fruit samples analyzed, 5 showed results for thermotolerant coliforms above what is allowed by the legislation, which establishes the maximum value of 5x10² NMP / g. Of the 9 vegetable samples, 6 showed values higher than those established by legislation, which is 10² NMP / g for vegetables, and of the 12 roots analyzed, 9 were above the ideal for coliforms, which is 10³ NMP / g for roots, tubers and the like. All samples showed absent results for Salmonella sp., Showing themselves within the standards established by the RDC. It was possible to conclude that the minimally processed cabbage, pineapple, watermelon and carrot samples showed a higher concentration of thermotolerant coliforms than the limits established by RDC No. 12, of January 2, 2001, of ANVISA, indicating contaminations that compromise the quality of these and endanger consumer health

Keywords


Quality Control; Food Microbiology; Coliforms.

References


Bastos, M.S.R. (2006). Frutas minimamente processadas: aspectos de qualidade e Segurança. Embrapa Agroindústria Tropical. [Internet]. Fortaleza, CE. 29 p. Disponível em:< https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Repositorio/frutasminimamenteprocessadas_000fdejd97n02wx5eo0a2ndxyb8wg7w1.pdf>. Acesso em: 07 dez. 2019.

Brasil. (2001). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Aprova o Regulamento Técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Resolução – RDC n°12, 2 jan. 2001. Diário Oficial da União. Disponível em:. Acesso em: 19 de Jun. 2019.

Brasil. (2004). Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Dispõe sobre Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação. Resolução RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004. Diário Oficial da União. Disponível em: < http://portal.anvisa.gov.br/documents/33916/388704/RESOLU%25C3%2587%25C3%2583O-RDC%2BN%2B216%2BDE%2B15%2BDE%2BSETEMBRO%2BDE%2B2004.pdf/23701496-925d-4d4d-99aa-9d479b316c4b>. Acesso em: 15 de Jan. 2020.

Brasil. (2015). Ministério da Saúde – Secretaria de Vigilância em Saúde. Vigitel Brasil 2014: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília: Ministério da Saúde. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2019.

Brasil. (2017). Ministério da Saúde – Secretaria de Vigilância em Saúde. Vigitel Brasil 2016: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília: Ministério da Saúde. Disponível em:. Acesso em: 30 set. 2019.

Brasil. (2018). Ministério da Saúde. Surtos de Doenças Transmitidas por Alimentos no Brasil. [Internet]. Disponível em: < http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/julho/02/Apresentacao-Surtos-DTA-Junho-2018.pdf>. Acesso em: 14 de Nov. 2019.

Cenci, S.A. (2011). Processamento mínimo de frutas e hortaliças: Tecnologia, qualidade e sistemas de embalagem. Rio de Janeiro (RJ): Embrapa Agroindústria de Alimentos. 144 p. Disponível em: . Acesso em: 08 jun. 2020.

Costa, A.L.P., Nascimento, J.F. & Silva-Júnior, A.C.S. (2018) Perfil de resistência de Staphylococcus aureus isolados de pescada amarela (Cynoscion acoupa) comercializada em feira pública. PubVet. 12(5), a84, 1-6.

Ferreira, S. D. (2003). Vegetais minimamente processados: Centralização do Pré-Preparo por uma Empresa de Refeições Industriais. 68 p. Monografia (especialização) – Universidade de Brasília. Centro de Excelência em Turismo. Brasília. 2003. Disponível em:< http://bdm.unb.br/bitstream/10483/242/1/2003_SusanaDiasFerreira.pdf>. Acesso em: 01 de Jun. 2020.

Fonseca, F. G. (2009). Perfil da contaminação de hortaliças minimamente processadas comercializadas no Distrito Federal. 34 p. Monografia (especialização) – Universidade de Brasília. Centro de Excelência em Turismo. Brasília. Disponível em:. Acesso em: 08 dez. 2019.

Jesus, L.M.S., Brito, R.S., Nascimento, J.F., Vieira, T.R., Soares, N.R.M. & Silva Júnior, A.C.S. (2018). Avaliação microbiológica do açaí comercializado no bairro Santa Rita, Macapá-Amapá. Revista Arquivos Científicos (IMMES). 1(2): 21-27.

Lins, A. D. F., Lisbôa, C. G. C., Moraes, M. S., Sampaio, A. C. F. & Quirino, D. J. G. (2015). Análise microbiológica de frutas minimamente processadas servidas em uma Unidade de Alimentação e Nutrição. Artigo Cientifico. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável. 10(4):22-25.

Moretti, C.L. (2017) Manual de processamento mínimo de frutas e hortaliças. [Internet]. Brasília, DF: Embrapa. 531 p., Disponível em: https://www.sisbin.ufop.br/novoportal/wp-content/uploads/2015/03/Manual-de-Processamento-Minimo-de-Frutas-e-Hortalicas.pdf. Acesso em 17 de jan. 2020.

Nascimento, J.F., Barroso, B.S., Costa, A.L.P. & Silva Júnior, A.C.S. (2019). Avaliação microbiológica do Apaiari, Astronotus ocellatus (Agassiz, 1729) (Pisces, Cichlidae) comercializados na Feira do Pescado, Macapá-Amapá. Biota Amazônia. 9(2):47-50.

Palharini, M. C. A., Mursini, J. A. & Pereira, A. R. S. (2012). Processamento mínimo de maracujá. Pesquisa e Tecnologia. 9(2):1-4.

Pinheiro, N. M. S., Figueiredo, E. A. T., Figueiredo, R. W., Maia, G. A. & Souza, P. H. M. (2005). Avaliação da Qualidade Microbiológica de Frutos Minimamente Processados Comercializados em Supermercados de Fortaleza. Revista Brasileira de Fruticultura. 27(1): 153-156.

Santini, T. P. J. (2017). Salmonella sp. e Escherichia coli patogênica em polpas de frutas congeladas e frutas minimamente processadas: ocorrência e susceptibilidade aos agentes antimicrobianos. Campinas, SP: Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos.

Santos V. L. (2014). Avaliação das Boas Práticas de Fabricação em agroindústrias do Distrito Federal – DF. 22 p. Monografia (Graduação em Nutrição) - Universidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição. 2014. Disponível em: < http://bdm.unb.br/bitstream/10483/7813/1/2014_LayslaVieiraSantos.pdf>. Acesso em: 19 jan. 2020.

Santos, R.G., Dias, M.C.D., Porcy, C. & Galeno, N.S. (2016). Identificação de fungos produtores de micotoxinas cancerígenas em pães de sanduíches vendidos no centro comercial de Macapá-AP. Revista da Associação Brasileira de Nutrição. 7(2): 50-55.

Santos, V.L. (2014). Avaliação das Boas Práticas de Fabricação em agroindústrias do Distrito Federal – DF. Monografia (Graduação em Nutrição) - Universidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição. p. 22. Disponível em: http://bdm.unb.br/bitstream/10483/7813/1/2014_LayslaVieiraSantos.pdf. Acesso em: 19 de jan. 2020.

Silva Júnior, A.C.S., Nascimento, J.F., Tostes, E.S.L.& Silva, A.S.S. (2018). Análises microbiológicas de carne bovina moída comercializada em supermercados em Macapá, Amapá. PubVet 12(10): 1-7.

Silva, N., Junqueira, V. C. A., Silveira, N. F. A., Taniwaki, M. H., Santos, R. F. S. & Gomes, R. A. R. (2010). Manual de Métodos de Análise Microbiológica de Alimentos e Água. 4ª Edição.

Silva-Júnior, A.C.S., Barbosa, F.H.F., Proietti-Júnior, A.A., Palha, S.E.M. & Emin, E.T. (2015b). Avaliação microbiológica de pescada branca (Cynoscion spp.) comercializada na feira do pescado, Macapá-AP. Higiene Alimentar, 29 (246/247).

Silva-Júnior, A.C.S., Malcher, E.S.T., Silva, A.S.S., Nascimento, J.F. & Barroso, B.S. (2017a). Perfil de resistência a antimicrobianos de Staphylococcus aureus isolados de queijo manteiga comercializado em feiras públicas da cidade de Macapá, AP. Higiene Alimentar, 31 (274/275).

Silva-Júnior, A.C.S., Silva, A.S.S., Brito, T.P. & Ferreira, L.R. (2015a). Ocorrência de Staphylococcus coagulase positiva e coliformes termotolerantes em Jaraqui, Semaprochilodus brama (Valenciennes, 1850) comercializado na Feira do Pescado, Macapá-AP. Biota Amazônia, 5(1): 32-36.

Silva-Júnior, A.C.S., Silva, A.S.S., Soares, N.R.M., Moraes, G.R., Sousa, C.M. & Nascimento, J.F. (2017b). Caracterização físico-química e avaliação microbiológica de concentrado proteico de peixe (Piracuí) comercializado em feiras livres da Cidade de Macapá-AP. Biota Amazônia. 7(3), 33-36.

Silveira, J. B. (2016). Investigação de Sistemas de Gestão da Segurança de Alimentos em Indústrias de Vegetais Minimamente Processados do Rio Grande do Sul: Embasamento e Proposta de uma Legislação para o Segmento. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Ciência e Tecnologia de Alimentos. Disponível em: . Acesso em: 26 de jan. 2020.

Souza, A. C. S., Souza, J. F. & Mendes, I. G. (2020). Avaliação microbiológica de polpas congeladas de frutas comercializadas em feiras públicas da cidade de Macapá, Amapá. Research, Society and Development, 9(2): 1-10, e191922152.

Souza, A.C.F. & Souza, J.F. (2019). Avaliação microbiológica da água de coco-verde (Cocos nucifera L.) comercializada nos quiosques da Praça do Coco, Cidade de Macapá-Amapá. Biota Amazônia. 9(3): 57-58.

Souza, A.C.F., Soares, N.R.M, Paiva, A.D.C. Souza, J.F. & Mendes, J.T.R. (2020). Avaliação microscópica e microbiológica de farinhas de mandioca, Manihot esculenta Crantz, comercializadas nas feiras do Produtor e do Agricultor na cidade de Macapá, Amapá. Journal of Biology & Pharmacy and Agricultural Management, 16(2):122-136.

Souza, A.C.F., Viana, D.C., Souza, J.F. & Costa, A.L.P. (2020). Análises físico-químicas e microbiológicas da carne moída comercializada em açougues de três bairros da Zona Sul de Macapá – Amapá. Research, Society and Development, 9(3): 182932708, 2020.

Vitorino, L. C., Oliveira, K. B., Moura, L. C. & Furtado, D. C. (2013). Eficiência de sanitizantes no controle microbiano da couve (Brassica oleracea L.) minimamente processada, em função do tempo de armazenamento. Enciclopédia Biosfera. 9(16): 965-978.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i6.3751

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com