Teaching professionalization in distance licentiate Programs at Federal Institutes in Brazil

Roberta Pasqualli, Marie Jane Soares Carvalho

Abstract


The objective of the text is to analyze the teaching professionalization process to work in distance learning courses in Natural Sciences and Mathematics at the Federal Institutes of Education, Science and Technology (IFs) in Brazil. The phenomenological methodology materialized by (a) locating, among all the IFs in Brazil, the courses object of the research; (b) analyzing their institutional arrangements and, (c) analyzing, collating and reflecting, through ideographic and nomothetic analysis, the phenomenon in question. It is concluded that teacher professionalization is the result of initial and continued conscious training and guided by trajectories that reflect on the training process, the work space and its relationship with the desired world.


Keywords


Teacher professionalization; Teacher formation; Distance Education.

References


Bicudo, M. A. V. (1994). Sobre a Fenomenologia. In: Bicudo, M. A. V., Espósito, V. H. C. (orgs.).Pesquisa Qualitativa em Educação. Piracicaba: UNIMEP.

Brasil. (1990). Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

Brasil. (1996). Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

Cunha, M.I. (2005). O professor universitário na transição de paradigmas. São Paulo: JM Editora.

Cunha, M. I. (2001). Aprendizagens significativas na formação inicial de professores: um estudo no espaço dos Cursos de Licenciatura. Acesso em 21 abril, em http://www.scielo.br/pdf/icse/v5n9/07

Cunha, M.I. & Leite, D. (1996). Decisões pedagógicas e estruturas de poder na universidade. Campinas: Papirus.

Cunha, M. I. (2006). O Bom Professor e sua Prática. Campinas, São Paulo: Papirus.

Cunha, M. I. & Fernandes, C. B. (1994). Formação continuada de professores universitários: Uma experiência na perspectiva da produção do conhecimento. Educação Brasileira, CRUB, 36.

Enricone, D. (2001). Ser professor. Porto Alegre: EDIPUCRS.

Fernandes, C. B. (1998). Formação do professor universitário: tarefa de quem? In: Masetto, M. (Org.). Docência na universidade. Campinas: Papirus.

Fini, L.T. (1994). A situalidade da Psicologia Educacional: adolescência nos cursos de licenciatura na Unicamp. In: Bicudo, M. A.; Espósito, V. H. Pesquisa qualitativa em educação. Piracicaba: UNIMEP.

Huberman, M. (1992). O ciclo de vida profissional dos professores. In: Nóvoa, A. (Org.). Vidas de professores. Portugal: Porto Editora.

Isaia, S. (2005). O professor do ensino superior: no entrelaçamento da trajetória pessoal com a profissional. In: Seminário Internacional da Pessoa Adulta: Saúde e Educação 1. Porto Alegre: PUCRS.

Isaia, S. & Bolzan, D.. (2006). Construção da/para a educação superior. In: Encontro nacional de didática e práticas de ensino. Recife. Anais. UFPE.

Isaia, S.. (2007). Trajetória profissional docente: desafios à professoralidade. In: Franco, M. E. D. P.; Krahe, E. D.. (Ed.). Pedagogia universitária e áreas de conhecimento. Porto Alegre: Edipucrs.

Leite, D. (2000). Avaliação institucional e a produção de novas subjetividades. In: Dias, José & Ristoff, D. (orgs.). Universidade desconstruída: avaliação institucional e resistência. Florianópolis: Insular.

Marafon, Maria Rosa Cavelheiro (2001). Articulação Pós-Graduação e Graduação: desafio para a educação superior. Tese (Doutorado em Educação).

Masetto, M.T.. (1998). Professor Universitário: um profissional da educação na atividade docente. In: Masetto, Marcos Tarciso. (Org.). Docência na universidade. Campinas: Papirus.

Medeiros, R.C.T.. (1994). Professores Universitários e suas primeiras experiências pedagógicas. Acesso em 21 abril, em https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/ index.php/caduc/article/download/6594/4578.

Mocrosky, L. F..(2010). A Presença da Ciência, da Técnica, da Tecnologia e da Produção no Curso Superior de Tecnologia em Fabricação Mecânica. Tese (Doutorado em Educação Matemática).

Pachane, G.. (2001). Políticas de Formação Pedagógica do Professor Universitário: Reflexões a partir de uma experiência. Anped.

Pimenta, S. G. & Anastasiou, L. G. C. (2002). Docência no Ensino Superior. São Paulo: Cortez.

Pimentel, M. G. O professor em construção. Campinas, SP: Papirus, 1993.

Schön, D. (1992) Formar professores como profissionais reflexivos. In: Nóvoa, A. (org.) Os professores e sua formação. Lisboa: D.Quixote.

Silva, J. G.(2003). Educação Médica: Construindo a professoralidade. Tese (Doutorado em Educação).

Santos, B. S. (2002). B. A crítica da razão indolente contra o desperdício da experiência. São Paulo: Cortez.

Vasconcellos, C. (2000). Construção do conhecimento em sala de aula. São Paulo: Libertad.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i6.3566

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com