Evaluation of psychosocial and material support variables: impact of the First Step Project in Fortaleza, Ceará, Brazil

Sumara Frota do Nascimento, Marcos Antonio Martins Lima, Jáderson Cavalcante da Silva

Abstract


This article is the result of some findings from a master's dissertation that was completed in 2019 with the objective of evaluating the impacts that the First Step Project develops for young apprentices in the city of Fortaleza/CE, through the variables of material support and psychosocial. Thus, the sample collected for convenience consisted of 74 young people who participated in the First Step Project, in the Young Apprentice modality. It classifies as a study that has a pure purpose, quantitative approach and exploratory level. The results show that the Likert-type evaluation scale of the 19 items has satisfactory quality (Cronbach's α = 0.905 and total item correlation (0.37; 0.649)); measures 4 factors from an explained variance of 62.596%; and its greatest influence comprises factor 2 that deals with the application of the trainee's skills on the pre-professional field.


Keywords


Evaluation of educational programs; First Step Project; Young apprentices; Phase; Significant factors.

References


Abbad, G (1999). Um modelo integrado de avaliação de impacto do treinamento no trabalho: IMPACT. 262 f. (Doutorado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, Brasília.

Abbad, G., Pilati, R. & Andrade, J.E.B. (1999). Percepção de suporte organizacional: Desenvolvimento – validação de um questionário. RAC, 3(2): 29-51.

Abbad,G & Sallorenzo, L. H(2001). Desenvolvimento e Validação de escalas de suporte à transferência de Treinamento. Revista de Administração, São Paulo v. 36, n. 2, p. 33-45.

Abbad, G., Pantoja, M. J. & Pilati, R. (2001). Avaliação de treinamento: o estado da arte e o futuro necessário. In: Encontro anual da ANPAD, 25., 2001, Campinas. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD. 1 CDROM.

Abbad, G. et al (2012). Impacto do treinamento no trabalho: medida em amplitude. In: _________; et al. Medidas de avaliação em treinamento, desenvolvimento e educação. Porto Alegre: Artmed, p. 145-162.

Borges – Andrade, J. E. (2002). Desenvolvimento de medidas em avaliação de treinamento. Estudos de Psicologia, 7 (Número especial), 31-43.

Bourdieu. P. (1996). Razões Práticas: sobre a teoria da ação. Tradução de Mariza Corrêa. Campinas: Papirus.

Bourdieu, P. (1998). O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Bourdieu, P. (2010). Ofício de Sociólogo: metodologia da pesquisa na sociologia. Rio de Janeiro: Vozes.

Bourdieu, P.(2015). Escritos de Educação. Rio de Janeiro: Vozes.

Cano, I. (2002). Introdução à avaliação de programas sociais. Rio de Janeiro: FGV.

Cardoso, A & Uchoa, N. Governo qualifica quase 10 mil jovens através do Primeiro Passo. (2019). 02 de novembro de 2019, https://www.ceara.gov.br/2019/10/04/governo-qualifica-quase-10-mil-jovens-atraves-do-primeiro-passo/

Depresbiteris, L. (1989). O desafio da avaliação da aprendizagem. São Paulo: EPU.

Dias Sobrinho, J. (2002). Universidade e Avaliação: entre a ética e o mercado. Florianópolis: Insular.

Escorza, T. E. (2003). Desde Los Tests Hasta La Investigacíon Evaluativa. Um Siglo. El XX, de intenso desarrollo de la evaluación en educación. Revista Electrónica de Investigación y Evaluación Educativa (RELIEVE), 9 (1), 11-37. Disponível em: . Acesso em: 06 mar. 2019.

Fernandes, D. (s/d). Avaliação de programas e projetos educacionais: das questões teóricas às questões práticas. Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.

Field, A.(2009). Descobrindo a estatística usando o SPSS. Porto Alegre: Artmed.

Hair, J. F. et al. (2009). Análise Multivariada de Dados. Porto Alegre: Bookman.

Kirkpatrick, D. L. (2006). Transformando Conhecimento em Comportamento: use o modelo dos quatro níveis para melhorar seu desempenho. São Paulo: Futura.

Lacerda, E. R. M, & Abbad, G.S. (2003). Impacto do Treinamento no Trabalho: investigando variáveis motivacionais e organizacionais como suas preditoras. Revista de Administração Contemporânea, 7 (4), p. 77-96.

Lima, M. A. M. (2005). Avaliação de programas educacionais em organizações: contrato de avaliação e indicadores de aproveitamento. Fortaleza: UFC.

Lima, M.A.M. (2008). Auto-avaliação e desenvolvimento institucional na educação superior: projeto aplicado em cursos de administração. Fortaleza: UFC.

Nascimento, S.F. (2019). Avaliação de programas educacionais: estudo sobre variáveis de suporte psicossocial e material do Projeto Primeiro Passo. 2019. 112 f. Dissertação. Universidade Federal do Ceará. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/46950. Acesso em: 06 mar.2020.

Nascimento, S.F, Oliveira, F.H.P, & Lima, M.A.M. (2019). Avaliação centrada na administração e sua utilidade para processos decisórios de programas sociais. In: Lima, M.A.M; Silva, D.M. Avaliação e gestão de programas em debate: experiência em ambientes organizacionais e educacionais. Curitiba: CRV.

Tracey, J. B., Tannenbaum, S. I., & Kavanagh Avanagh, M. J. (1995). Applying trained skills on the job: the importance of work environment. Journal of applied psychology, 80, (2), 239-252.

Vianna, H. M. (2000). Avaliação educacional e o avaliador. São Paulo: Ibrasa.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i6.3413

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com