Profile of the freshman of a municipal school of technical professional education in nursing: product of a professional master's degree

Lutianni Dias Brazolino, Ana Clementina Vieira de Almeida, Lucia Cardoso Mourão, Isabel Cristina de Moura Leite, Raphael Sampaio dos Santos

Abstract


This article aims to describe the process of elaborating and applying a socioeconomic form for those entering a technical nursing course with municipal management; and to present the profile of students looking for the technical school, in order to contribute to the curricular planning of this course and others with similar characteristics. This is a qualitative research that used Institutional Analysis as a theoretical-methodological framework, in the Institutional Socioclinical approach. The data were collected through a form, characterized as a product of the dissertation carried out in the professional master's degree in health education to meet a demand from the 16 professors participating in the intervention research. After applying the form to 82 new students, the results revealed that the students are mostly young women, from public education and from families with a considerable percentage of social vulnerability. It is understood that there is an urgent need to expand discussions on the role of the technical school in the training of health professionals, on regional specificities and on the profile of students, creating inclusive and effective educational strategies aimed at this population. It is considered that the role of teachers goes far beyond the classroom and practice scenarios, where they must be attentive to the social, political, economic and cultural context of students looking for the technical course.


Keywords


Technical Education in Nursing; Teaching; Professional Education

References


Barbier, R. (1985). Pesquisa-ação na instituição educativa. Rio de Janeiro: Zahar.

Brasil. (2012). Resolução n.º 6, de 20 de setembro de 2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Recuperado de http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=11663-rceb006-12-pdf&category_slug=setembro-2012-pdf&Itemid=30192

Coloni, C. S. M., Teixeira, V. M., Moreira, M. C. O., Piotto, R., Góes, F. S. N., & Camargo, R. A. A. (2016). Pedagogical practice in mid-level professional nursing education. Cogitare Enfermagem, 21(1), 1-9. Retrieved from https://pdfs.semanticscholar.org/5cfc/826e78f7989328a535badb0c568314c05434.pdf

Correa, A. K., & Sordi, M. R. L. (2018). Educação profissional técnica de nível médio no Sistema Único de Saúde e a política de formação de professores. Texto & Contexto – Enfermagem, 27(1), e2100016. doi: 10.1590/0104-07072018002100016

Costa, F.C., Borges E. L., & Donoso, M. T. V. (2013). Perfil dos alunos de curso Técnico de Enfermagem de uma escola particular em Minas Gerais. Revista de Enfermagem do Centro Oeste Mineiro, 3(1), 554-568. doi: 10.19175/recom.v0i0.327

Dias, A. P., Seimetz, G., Ferreira, L., Lopes, P. M. A., & Camboin, F. F. (2013). Perfil e perspectivas de alunos na educação profissional técnica de nível médio em enfermagem de uma escola pública do Paraná. FIEP Bulletin On-line, 83, 1-5. Recuperado de http://www.fiepbulletin.net/index.php/fiepbulletin/article/view/2818

Góes, F. S. N., Correa, A. K., Camargo, R. A. A., & Hara, C. Y. N. (2015). Necessidades de aprendizagem de alunos da educação profissional de nível técnico em enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, 68(1), 20-25. doi: 10.1590/0034-7167.2015680103p

L’Abbate, S. (2012). Análise institucional e intervenção: breve referência à gênese social e histórica de uma articulação e sua aplicação na saúde coletiva. Mnemosine, 8(1), 194-219. doi: 10.1590/S1413-81232003000100019

Machado, M. H., Wermelinger, M., Vieira, M., Oliveira, E., Lemos, W., Aguiar Filho, W., . . . Barbosa, C. (2016). Aspectos gerais da formação da enfermagem: o perfil da formação dos enfermeiros, técnicos e auxiliares. Enfermagem em Foco, 7, 15-34. doi: 10.21675/2357-707X.2016.v7.nESP.687

Magalhães, S. M. F., Gabrielloni, M. C., Sanna, M. C., & Barbieri, M. (2017). Educação em enfermagem: conceituando projeto pedagógico na visão de professores. Acta Paulista de Enfermagem, 30(3), 247-253. doi: 10.1590/1982-0194201700038

Mendes, R., Pezzato, L. M., & Sacardo, D. P. (2016). Pesquisa intervenção em promoção da saúde: desafios metodológicos de pesquisar “com”. Ciência & Saúde Coletiva, 21(6), 1737-1746. doi: 10.1590/1413-81232015216.07392016

Monceau, G. (2013). A socioclínica institucional para pesquisas em educação e em saúde. In: S. L’Abbate, L. C. Mourão, & L. M. Pezzato (Orgs.), Análise Institucional e Saúde Coletiva no Brasil (pp. 91-103). São Paulo: Hucitec.

Monceau, G. (2015). Técnicas socioclínicas para a análise institucional das práticas sociais. Psicologia em Revista, 21(1), 197-217. doi: 10.5752/P.1678-9523.2015V21N1P197

Moreira, M. A., & Nardi, R. (2009). O mestrado profissional na área de ensino de Ciências e Matemática: alguns esclarecimentos. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, 2(3), 1-9. doi: 10.3895/S1982-873X2009000300001

Mourão, L. C., & Soussume, T. N. (2015). Réflexions sur les actions du programme HIPERDIA dans les centres de santé: implications des professionnels. Diversitates International Journal, 7(2), 34-43. Recuperado de http://www.diversitates.uff.br/index.php/1diversitates-uff1/article/view/103

Oliveira, S. R., Batista, S. S. S., & Almeida, I. B. P. (2020). Teorias e práticas curriculares na educação profissional e tecnológica. Research, Society and Development, 9(1), e16711807. doi: 10.33448/rsd-v9i1.1807

Pereira, A. C. S., Prazeres, I. C. L., Rezende, W. L., Silva, L. A., & Paulino, V. C. P. (2015). “O que é a enfermagem?”: concepções de acadêmicos de enfermagem sobre o que significa ser enfermeiro. Itinerarius Reflectionis, 11(1), 1-20. doi: 10.5216/rir.v11i1.34037

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J, & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. Santa Maria: UFSM. Recuperado de https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1

Rosa, A. H., & Aquino, F. J. A. (2019). A evasão escolar na educação profissional técnica de nível médio: um olhar profundo sobre dois grandes vilões – a ausência de informações e a falta de identidade do ensino técnico. Research, Society and Development, 8(7), e40871151. doi:10.33448/rsd-v8i7.1151

Savoye, A. (2007). Análise institucional e pesquisas históricas: estado atual e novas perspectivas. Mnemosine, 3(2), 181-193.

Souza, J. S. (2019). História da educação profissional, o ensino médio e sua conjuntura política. Research, Society and Development, 8(8), e23881207. doi: 10.33448/rsd-v8i8.1207

Vieira, S. L., Silva, G. T. R., Fernandes, J. D., Bião e Silva, A. C. A., Santana, M. S., & Santos, T. B. S. (2014). Des-interesse no ensino profissionalizante na produção do Seminário Nacional de Diretrizes para a Educação em Enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, 67(1), 141-148. doi: 10.5935/0034-7167.20140019.

Yin, R. K. (2015). Estudo de caso: planejamento e métodos (5a ed). Porto Alegre: Bookman.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i6.3401

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com