Agroecological practices in plants adopted by family farmers of the agricultural field fomento in Codó, Maranhão

Luciana dos Santos Oliveira, Álvaro Itaúna Schalcher Pereira, Oswaldo Palma Lopes Sobrinho, Sebastião Alves Craveiro, Rosinete dos Santos Xavier, Aldemir da Guia Schalcher Pereira

Abstract


In pursuit of a sustainable production system, agroecology emerges as a viable alternative for family farmers. Aiming at intensifying agroecological production, the objective of this work was to evaluate the practices of agroecological bases applied to vegetable cultivation at the Association of Small Producers of Campo Agrícola Fomento, located in the municipality of Codó, Maranhão. The research was developed between April and July 2018. Two types of procedures were adopted, where the first involved the case study method in descriptive research with quantitative and qualitative observation, in which the data collection instruments were performed through the application of semi-structured questionnaires, interviews, visits and conducting participatory meetings. The second procedure was adopted the extension practice to which educational lectures were held with the themes: composting and natural defenses. According to the questionnaire analyzes, when asked about the meaning of an agricultural system based on agroecology, 56% of respondents said they did not know and 44% said they knew the definition. The agroecological practices used by family farmers are organic fertilization, intercropping, mulching, and crop rotation. Thus, farmers do not classify their garden as organic but rather as an agro-ecological vegetable garden, because they use sustainable practices in the production of their vegetables, but sometimes when necessary use the use of chemical inputs.


Keywords


Agroecology; Family farming; Sustainability.

References


Azevedo, P. F., Faulin, E. J. (2005). Comercialização na agricultura familiar. In: Souza Filho, H. M., Batalha, M. O. (Orgs.). Gestão integrada da agricultura familiar. São Carlos: Edufscar.

Bezerra Neto, F., Andrade, F. V., Negreiros, M. Z., & Santos Júnior, J. J. S. (2003). Desempenho agroeconômico do consórcio cenoura x alface lisa em dois sistemas de cultivo em faixas. Horticultura Brasileira, 21, 635-641.

Bezerra F. R. (2009). Agroecologia: uma nova ciência para apoiar a transição a agriculturas mais sustentáveis. Brasília: p. 30.

Caporal, F. R., Costabeber, J. A., & Paulus, G. (2009). Agroecologia: ciência do campo da complexidade. Brasília.

Cardoso, E. L., Fernandes, A. H. B. M., & Fernandes, F. A. (2009). Análise de solos: finalidade e procedimentos de amostragem. Corumbá: Embrapa Pantanal, Embrapa Pantanal. Comunicado Técnico, 79, p.5.

Cecílio Filho, A. B., & May, A. (2002). Produtividade das culturas de alface e rabanete em função da época de estabelecimento do consórcio. Horticultura Brasileira, 20, 501-504.

Corrêa, T. M., Resende, F. V.; Oliveira, P. S. R. (2001). Cobertura morta de solo e parcelamento da adubação nitrogenada e potássica em alho proveniente de cultura de tecidos. Horticultura Brasileira, 19, 601-604.

Craveiro, S. A., Lopes Sobrinho, O. P., Santos, F. I. O., Oliveira, L. dos S., Pereira, A. I. S. (2019). Diagnóstico situacional sobre o uso de agrotóxicos por agricultores familiares do campo agrícola Fomento em Codó, Maranhão, Brasil. Revista Saúde e Meio Ambiente – RESMA.

FAO – Food and Agriculture Organization of The United Nations. (2001). Global inventory of NH3, emissions from mineral fertilizers and animal manure applied to croplands and grasslands. Rome. Disponível em: . Acesso em: 01 de jan. de 2020.

Ferreira, J. M. S., Warwick, D. R. N., & Siqueira, L. A. (1998). A cultura do coqueiro no Brasil, 2. Ed. rev. e ampl. Brasília: EMBRAPA – SPI; Aracaju: EMBRAPA – CPATC, p.292.

Guedes, Z. M., & Martins, J. C. V. (2011). Agroecologia e Gênero: Perspectiva Socioambiental no Assentamento Mulunguzinho em Mossoró-RN. Revista Verde, 5: 66-76.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades. (2018). Disponível em: Acesso em: 12 de fev. 2020.

Kessler, N. C. H. (2012). Reaproveitamento de resíduo orgânico doméstico por alunos do 5º ano do ensino fundamental. Especialização em Ensino de Ciências, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Medianeira. Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR. p.32.

Lopes Sobrinho, O. P., Pereira, A. I. S., Castro Junior, W. L., Oliveira, L, S., Xavier, R. S., Silva, T. T., Silva, L. F. B., Costa, D. A. S., & Cantanhede, E. K. P. (2017). Compostagem de resíduos orgânicos provenientes do restaurante do IFMA - Campus Codó. Revista Nativa, 5(1), 491-496.

Lopes, P. R. (2014). A biodiversidade como fator preponderante para a produção agrícola em agroecossistemas cafeeiros sombreados no Pontal do Paranapanema. Tese de Doutorado em Ecologia Aplicada – Interunidades) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba, p.172.

Maia Neto, J. M. (1988). Efeito da cobertura morta sobre o comportamento de cultivares de alface (Lactuca sativa L.) no município de Mossoró. Mossoró: [s.n.], Coleção Mossoroense, série B, 515, p.16.

Marouelli, R. P. (2003). O desenvolvimento sustentável da agricultura no cerrado brasileiro. Pós-Graduação - Especialização em Gestão Sustentável da Agricultura Irrigada, com área de concentração em Planejamento Estratégico. Brasília-DF.

Medeiros, J. L. (1998). Cultivo orgânico de hortaliças – sistema de produção. CPT – Centro de Produções Técnicas, p. 154.

Meirelles, L. R., & Rupp, L. C. D. (2005). Agricultura Ecológica - Princípios Básicos. Disponível em:< http://www.centroecologico.org.br/agricultura.php>. Acesso em: 19 mar. 2020.

Moles, R., Foley, W., Morrissey, J., & O’regan, B. (2008). Practical appraisal of sustainable development-Methodologies for sustainability measurement at settlement level. Environmental Impact Assessment Review, 28, 144–165.

Padilha Junior, J. B., & Mendes, J. T. G. (2006). Apostila de comercialização de produtos agrícolas, p.128.

Pereira, A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed.UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1. Acesso em: 31 março 2020.

Pinheiro, J. B., Carval, A. D. F., & Vieira, J. V. (2010). Manejo do nematoide-das-galhas (Meloidogyne spp.) em cultivos de cenoura na região de Irecê – BA. Brasília, Embrapa Hortaliças, Comunicado Técnico, 77, p.7.

Prestes, M. T. (2007). Efeitos de diferentes doses de esterco de gado no desenvolvimento e no balanço nutricional de mudas de Angico. Disponível em: . Acesso em: 25 mar. 2020.

Ribeiro, V. M., & Hinterholz, B. (2011). Feira agroecológica: uma alternativa para comercialização de produtos oriundos da agricultura familiar orgânica no município de Medianeira-PR: O caso da AAFEMED. Synergismus Scyentifica, 6, 1-1.

Santos, H. G. dos.; Jacomine, P. K. T.; Anjos, L. H. C. dos.; Oliveira, V. A. de.; Lumbreras, J. F.; Coelho, M. R.; Almeida, J. A. de.; Araujo Filho, J. C. de.; Oliveira, J. B. D. E.; & Cunha, T. J. F. (2018). Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 5. ed. rev. e ampl. Brasília, DF: Embrapa, 355p.

Severino, L. F. (2011). Biodiversidade e Agricultura Familiar. 2011. Disponível em: http://blogdorancho.com/2010/06/16/biodiversidade-e-agricultura-familiar/>. Acesso em 13 mar. 2020.

Silva, C. F., Santos, E. A. V., & Silva, M. O. (2017). Fertilização agrícola utilizada por agricultores no município de Jaçanã-RN. In: II Congresso Internacional da Diversidade do Semiárido, Campina Grande-PB. Anais… II CONIDIS. Campina Grande-PB: Ed. Realize, v. 1.

Sousa, R. A., & Azevedo, J. R. (2017). Agricultura Familiar e Agroecologia: perfil da produção de base agroecológica no povoado Juçaral, Chapadinha-MA. In: V Congresso Online - Agronomia, Anais... CONVIBRA.

Trenkel, M. E. (2010). Slow-and controlled-release and stabilized fertilizers: an option for enhancing nutrient efficiency in agriculture. 2nd ed. Paris: International Fertilizer Industry Association, p.163.

Valente, A. S. O., Oliveira, E. C. P., & Vieira, T. A. (2017). Práticas agroecológicas em sistemas de uso da terra em uma comunidade rural na Amazônia Oriental, Brasil. Espacios (Caracas), 38:1-9.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i6.3340

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com