Evaluation of work overload in the nursing team and the impact on the quality of care

Carolina de Souza Carvalho Serpa Santos, Daiane Porto Gautério Abreu, Marlise Capa Verde Almeida de Mello, Thicianne da Silva Roque, Laura Fontoura Perim

Abstract


The work overload permeates as constant subjects of debates, causing damage to both professionals and assisted patients. In view of the relevance of the theme, the work aims to: reflect and discuss current perspectives in the context of the assessment of the burden on the nursing team and the impact on the quality of care provided to patients. Theoretical-reflective, descriptive study with a qualitative approach, which was built through the bibliographic exploration of the theme. After reading, two guiding axes were designated to reflect on the theme. It is observed that there is the implementation of health policies related to the theme, as well as instruments that can assist in the assessment of the burden, but it appears that there is a need for a look directed at the worker and his needs, because the burden is associated with losses in terms of patient safety and quality of care. Therefore, it is observed that for a good assistance, with the minimum acceptable errors, it is necessary to hospital institutions that promote working conditions, with efficiency in physical and human resources and cohesive institutional processes for a safe exercise.


Keywords


Workload; Nursing work; Organization and Administration; Patient safety.

References


Almeida, D. M., Lopes, L. F. D., Costa, V. M. F., Santos, R. D. C. T., & Corrêa, J. S. (2017). Avaliação do estresse ocupacional no cotidiano de policiais militares do Rio Grande do Sul. Revista Organizações em Contexto, 13(26), 215-238.

Assis, M. N., Andrade, A. C. R., Rogenski, K. E., Castilho, V., & Fugulin, F. M. T. (2015). Intervenções de enfermagem em pediatria: contribuição para a mensuração da carga de trabalho. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 49, 83-89.

Federal, B. S. T. (1988). Constituição da república federativa do Brasil. Supremo Tribunal Federal.

Brasil, S. F. (1990). Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Diário Oficial da União.

Brasil (2019). Saúde do trabalhador e trabalhadora. Cadernos Atenção Básica, 41.

Castro, C. D. S., Pantoja, E. M. S., Lupselo, S. R., Argenta, M. I., & Anjos, C. T. V. (2018). Fatores que influenciam no cuidado seguro de enfermagem ao paciente. Revista Eletrônica Estácio Saúde, 7(1), 32-39.

Costa, A. E. P., de Lima, C. B., Alves, É. S. R. C., Menezes, P. C. M. (2017) Desgaste profissional em enfermeiros assistenciais: uma análise do serviço público ao privado. Temas em saúde, João Pessoa, 17(2), 80- 89.

Costa, E. C., & dos Santos Sant’ana, F. R. Consequências geradas pelas condições de trabalho do profissional de Enfermagem: uma revisão integrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde/Electronic Journal Collection Health ISSN, 2178, 2091.

Duarte, S. D. C. M., Stipp, M. A. C., Silva, M. M. D., & Oliveira, F. T. D. (2015). Eventos adversos e segurança na assistência de enfermagem. Rev. bras. enfermagem, 144-154.

Ferreira, S. C., Santos, M. J. D. O. L., & Estrela, F. M. (2016). Nursing activities score e o cuidado em uma unidade de terapia intensiva. Arquivos de Ciências da Saúde, 23(1), 63-67.

Francisco, M. S., Azevedo, D. S. B., Campos, M. T. S., & Rodrigues, R. P. (2015). Determinantes e condicionantes da vulnerabilidade da qualidade de vida da equipe de enfermagem na assistência em saúde mental e psiquiátrica. Biológicas & Saúde, 5(18).

Fugulin, F. M. T., Lima, A. F. C., Castilho, V., Guimarães, C. P., Carvalho, A., & Gaidzinski, R. R. (2015). Quadro de profissionais de enfermagem em unidades médico-cirúrgicas de hospitais de ensino: composição e custos. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 49, 48-54.

Karino, M. E., Felli, V. E. A., Sarquis, L. M. M., Lima Santana, L., do Rocio Silva, S., & Campos Teixeira, R. (2015). Workloads and strain processes of nursing workers at teaching hospital. Ciência, Cuidado e Saúde, 14(2), 1011-1018.

Lorenzini, E., Deckmann, L. R., & Silva, E. F. (2015). Dimensionamento de pessoal de enfermagem em centro obstétrico. Revista de Enfermagem da UFSM, 5(4), 661-668.

Macêdo, A. T. S., Sousa, M. T. D., Gomes, R. L. M., Rolim, M. A. B., Bastos, J. E. P., Dantas, R. D. S. A., ... & Sousa Leite, E. (2018). Estresse Laboral em Profissionais da Saúde na Ambiência da Unidade de Terapia Intensiva. Revista de psicologia, 12(42), 524-547.

Magalhães, A. M. M. D., Moura, G. M. S. S. D., Pasin, S. S., Funcke, L. B., Pardal, B. M., & Kreling, A. (2015). Processos de medicação, carga de trabalho e a segurança do paciente em unidades de internação. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 49, 43-50.

Nogueira, L. D. S., Padilha, K. G., Silva, D. V., Lança, E. D. F. C., Oliveira, E. M. D., & Sousa, R. M. C. D. (2015). Padrão de intervenções de enfermagem realizadas em vítimas de trauma segundo o Nursing Activities Score. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 49, 29-35.

Novaretti, M. C. Z., Santos, E. D. V., Quitério, L. M., & Daud-Gallotti, R. M. (2014). Sobrecarga de trabalho da Enfermagem e incidentes e eventos adversos em pacientes internados em UTI. Revista Brasileira de Enfermagem, 67(5), 692-699.

Oliveira, A. C. D., Garcia, P. C., & Nogueira, L. D. S. (2016). Carga de trabalho de enfermagem e ocorrência de eventos adversos na terapiaintensiva: revisão sistemática. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 50(4), 683-694.

Paixão, T. C. R. D., Campanharo, C. R. V., Lopes, M. C. B. T., Okuno, M. F. P., & Batista, R. E. A. (2015). Dimensionamento de enfermagem em sala de emergência de um hospital-escola. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 49(3), 481-487.

Pereira, A.S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_ Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1. Acesso em: 27 mar. 2020

Rodrigues, C. C. F. M., Santos, V. E. P., & Sousa, P. (2017). Seguridad del paciente y enfermería: interfaz con estrés y Síndrome de Burnout. Revista Brasileira de Enfermagem, 70(5), 1083-1088.

Rufino, A. S., Rocha, B. M. M., Castro, J. P. R., Nascimento, J. S. G., & Silva, M. B. (2015). Classificação de pacientes segundo o grau de dependência da equipe de enfermagem. Rev Enferm Atenção Saúde [Internet], 4(2), 5-19.

Santos, J. D., & Rodriguez, S. Y. S. (2015). A percepção do estresse e sobrecarga laboral de profissionais da enfermagem psiquiátrica.

Silva, A. T., Alves, M. G., Sanches, R. S., Terra, F. D. S., & Resck, Z. M. R. (2016). Assistência de enfermagem e o enfoque da segurança do paciente no cenário brasileiro. Saúde em Debate, 40, 292-301.

Siqueira, A. M., Vasconcelos, J., Marchiori, M. T., Lima Ferreira, C. L., & Backes, D. S. (2016). Erros de enfermagem: análise crítica sobre a liderança do enfermeiro. Disciplinarum Scientia Saúde, 17(2), 181-189.

Siqueira, E. M. P., Ribeiro, M. D., Souza, R. C. S., Machado, F. D. S., & Diccini, S. (2015). Correlação entre carga de trabalho de enfermagem e gravidade dos pacientes críticos gerais, neurológicos e cardiológicos. Escola Anna Nery, 19(2), 233-238.

Souza, I. A. S., Pereira, M. O., Oliveira, M. A. F. D., Pinho, P. H., & Gonçalves, R. M. D. D. A. (2015). Processo de trabalho e seu impacto nos profissionais de enfermagem em serviço de saúde mental. Acta Paulista de Enfermagem, 28(5), 447-453.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i5.3201

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com