Indicators of inquiry for the practice of teaching in public schools of Pará

Carlos Jose Trindade da Rocha, Maisa Helena Altarugio, João Manoel da Silva Malheiro

Abstract


This article is the result of a research completed in the master's degree program of a federal public higher education institution of the State of São Paulo. In this section, the objective is to verify if the conceptions of teaching of chemistry of teachers in secondary schools potentiate the indicators for the investigative teaching in public schools in Pará. The nature of the research is qualitative of the content analysis type, composed by the application of a semistructured questionnaire validated by an expert of the area. The subjects surveyed are 18 teachers from 15 state high schools in a municipality of the 8th Regional Teaching Unit. The results obtained reveal a simplistic conception, with the need for continuous training, but with potential indicators of inquiry to develop inquiry. The indicators, most frequently expressed by the same teachers, were: High-order cognitive skills, interest in the technical-investigative field, problem situations; learning to be and discursive interactions with perspectives respectively, for additional knowledge, application, analysis and synthetic capabilities; improvement of practice with investigative characteristics; concern to instigate and guide; understanding and reflections on knowledge and incorporation of teaching and learning as inseparable processes.


Keywords


Inquiry. Chemistry teaching; Indicators of inquiry; Public school.

References


BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

BRASLAVSKY, C. Bases, orientaciones y critérios para el diseño de programas de formación de professores. Revista Iberoamericana de Educación, v.19, p.13-50, 1999.

CARVALHO, A. M P. O ensino de ciências e a proposição de sequências de ensino investigativas. In: CARVALHO, A. M. P. (Org.) Ensino de Ciências por Investigação: Condições para implementação em sala de aula – São Paulo: Cengage Learning, p. 1-20, 2013.

DELORS, J. Educação: um tesouro a descobrir. Porto. ASA/UNESCO. 1996.

DUARTE, R. Pesquisa qualitativa: Reflexões sobre o trabalho de campo. Cadernos de Pesquisa, n. 115. p. 139-154. Março. 2002.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade na Formação de Professores: da teoria à prática. Canoas/RS: Ulbra, 2006.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17ª edição. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987.

GIL-PÉREZ, D. et al. Para uma imagem não deformada do trabalho científico. Revista Ciência & Educação, v.7, n.2, p.125-153, 2001.

LIBÂNEO, J. C. Pedagogia e pedagogos: Inquietações e buscas. Educar. n.17. p 153-176. Ed. da UFPR. 2001.

MARQUES, N. L. R.; ARAUJO, I. S. Investindo na formação de professores de ciências do ensino fundamental: uma experiência em física térmica. Experiências em Ensino de Ciências. 2010. Disponível em: <, http://www.if.ufrgs.br/eenci/artigos/Artigo_ID128/v5_n3_a2010.pdf.> Acesso em: 12 mar. 2018.

MARTINS, T. C. Perspectivas do processo de bolonha: o projeto Tuning América Latina. Seminário Internacional de Educação Superior. Formação e conhecimento. Anais eletrônicos. 2014.

MIZUKAMI, M.G., et al. Escola e aprendizagem da docência. Processos de investigação e formação. São Carlos: Edufscar, 2002.

OQUENDO COTTO, M. El método de inquirir: uma alternativa viable para la enseñanza de la Ciencia desde el nível primário. Educación y Ciencia. 1995. Disponível em: http://educacionyciencia.org/index.php/educacionyciencia/article/view/43/pdf.> Acesso em 02 mar. 2018.

PROYECTO TUNING AMÉRICA LATINA. Site oficial. Disponível em: < http://www.tuningal.org/>. Acesso em: 19 abr. 2018.

PIZARRO, M. V.; LOPES JUNIOR, J. Indicadores de alfabetização científica: uma revisão bibliográfica sobre as diferentes habilidades que podem ser promovidas no ensino de ciências nos anos iniciais. Revista Investigação em Ciências. v.20(1), p. 208-238. 2015.

SASSERON, L. H.; CARVALHO, A. M. P. Alfabetização científica: uma revisão bibliográfica. Revista Investigações em Ensino de Ciências, v. 16, n.1, p.59-77, 2011.

SASSERON, L. H.; CARVALHO. A. M. P. Almejando a alfabetização científica no ensino fundamental: A proposição e a procura de indicadores do processo. Investigações em Ensino de Ciências. v.13. n.3. 2008.

SHUMAN, H.; KALTON, G. Survey methods. Em G. Lindzey, G.; Aranson, E. (Eds.), Handbook of social psychology, New York: Random House. 3ed, vol 1, p.635-697, 1985.

SILVA, R. R.; MACHADO, P. F. L; TUNES, E. Experimentar sem medo de errar. In: Santos, W. L. P. dos; Maldaner, O. A. (Org.). Ensino de Química em foco.Ijuí (RS): Unijui, p. 231-261, 2010.

SUART, R. C.; MARCONDES, M.E.R. A manifestação de habilidades cognitivas em atividades experimentais investigativas no ensino médio de química. Ciências & Cognição, vol 14 (1): 50-74, 2009.

UNESCO. Os sentidos da educação. Projeto regional de educação para a América Latina e o Caribe. Revista: PRELAC, n.2. p.15. 2006.

VAILLANT, D.; MARCELO, C. Ensinando a ensinar: As quatro etapas de uma aprendizagem. (Org.) Denise Vaillant, Carlos Marcelo. – 1. Ed. Curitiba: Ed. UFTPR, 2012.

ZOLLER, U.; DORI, Y.; LUBEZKY, A. Algorithmic and Locs and. Hocs (Chemistry) Exam Questions: Performance and Attitudes of College Students. International Journal of Science Education. 24 (2), p.185- 203, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.17648/rsd-v7i8.319

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com