Science teaching in early childhood education: a systematic review of teaching journals, theses and dissertations

Julio Cesar Souza da Silva, Lucken Bueno Lucas, Daniel Trevisan Sanzovo

Abstract


Science education is an essential field for scientific education for people, and this teaching can and should be started from the earliest age, still in early childhood education, seeking to train critical and scientifically literate people. However, for the occurrence of this training in science, it is necessary the action of teachers prepared in order to allow their students different experiences and knowledge specific to the area. Thus, in order to investigate how science teaching in early childhood education is being handled, as well as teacher training for this endeavor, a systematic review was carried out on articles, theses and dissertations on the theme “science teaching in early childhood education”. Kitchenham's (2004) methodology for systematic literature review was listed as a methodological procedure. The databases listed were journals listed in the Sucupira / CAPES Platform WebQualis, with a survey period from 1996 to 2019 and theses and dissertations listed in the Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations, in the period from 2000 to 2019. As a result, it was found that out of a sample of 3,840 works, only 45 dealt with the theme, of which only 12 addressed the training of teachers for science teaching in early childhood education. This result highlights the need for training proposals for teachers, although there has been a growing interest in it in recent years. Thematic categories were established, from the survey, which may serve as a basis for future research.


Keywords


Science teaching; Child education; Teacher training; Systematic literature review.

References


Alonso, M. I. F. (2018). Educação ambiental na educação infantil: Possibilidades didático pedagógicas em espaços não formais na região de Jahu (Dissertação de mestrado, Universidade do Sagrado Coração, Bauru, SP, Brasil). Disponível em: https://tede2.usc.br:8443/jspui/handle/tede/400

Avero, V. C. R. (2017). Ciências para crianças: trabalhando com o tema sol na educação infantil (Dissertação de mestrado, Unipampa, Bagé, RS, Brasil). Disponível em: http://dspace.unipampa.edu.br:8080/jspui/handle/riu/2381

Barbosa, I. V. (2012). Abordagem de temas em saúde pública por meio de atividades lúdicas com professoras da educação infantil (Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil). Disponível em: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16085

Botega, M. P. (2015). Ensino de ciências na educação infantil: Formação de professores da rede municipal de ensino de Santa Maria, RS, Brasil (Tese de doutorado, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, Brasil). Disponível em: http://repositorio.ufsm.br/handle/1/3547

Brasil, Ministério da educação. (2018). Secretaria de Educação Básica. Parâmetros nacionais de qualidade para a educação infantil. Brasília, DF, 2018.

_____, Ministério da educação. (2017). Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Educação é a Base. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/

_____, Ministério da educação. (2010). Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Disponível em: https://ndi.ufsc.br/files/2012/02/Diretrizes-Curriculares-para-a-E-I.pdf

_____, Ministério da educação e do desporto. (1998). Referencial curricular nacional para a educação infantil (Vol. 3). Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/volume3.pdf

Bybee, R. W. (1995). Achieving scientific literacy. Science Teacher, 62(7), 28-33.

Carvalho, A. M. P. (2006). Critério estruturantes para o ensino das ciências. In: Carvalho, A. M. P. (org.). Ensino de Ciências: Unindo a pesquisa e a prática (pp. 1-18). São Paulo, SP, Brasil: Pioneira Thomson Learning.

Carvalho, P. M. S. (2016). Uma proposta de ensino de ciências direcionada para as crianças de cinco anos de idade da educação infantil, envolvendo a metodologia do ensino de ciências por investigação e o teatro (Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil). Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-ARJGN6

Chassot, A. (2003). Alfabetização científica: uma possibilidade para inclusão social. Revista Brasileira de Educação, 22, 89-100.

Correia, M. M. (2014). Concepções de futuras professoras do ensino básico acerca do ambiente, da educação ambiental, e das estratégias didáticas em educação ambiental. Ensaio, 16(1), 15-29.

Costa, M. C. F. B. (2008). A contribuição de Monteiro Lobato para a (re) construção de concepções e práticas de educação ambiental das professoras de educação infantil (Tese de doutorado, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil). Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3583

Coutinho, F. A., Goulart, M. I. M., Munford, D., & Ribeiro, N. A. (2014). Seguindo uma lupa em uma aula de ciências para a educação infantil. Investigações em ensino de ciências, 19(2), 381-402.

Dias, M. C. (2015). A matinta tem a cor da chuva: ludicidade como estratégia de ensino-aprendizagem para educação ambiental (Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Pará, Belém, PA, Brasil). Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8534

Dominguez, C. R. C. (2006). Desenhos, palavras e borboletas na educação infantil: Brincadeiras com as ideias no processo de significação sobre os seres vivos (Tese de doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil). Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-24032010-160127/

Dominguez, C. R. C.; Trivelato, S. L. F. (2014). Crianças pequenas no processo de significação sobre borboletas: como utilizam as linguagens? Ciência e educação, 20(3), 687-702.

Fagionato-Ruffino, S. (2012). O diálogo entre aspectos da cultura científica com as culturas infantis na educação infantil (Tese de doutorado, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil). Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2278

Fin, A. S. S. (2014). O ensino de ciências na educação infantil: os primeiros passos na ciência (Dissertação de mestrado, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, PR, Brasil). Disponível em: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/888

Fioretti, E. C. Desafios e possibilidades para a formação continuada de professores de crianças de 4 e 5 anos para a literacia científica no município de Amajari, Roraima (Tese de doutorado, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Presidente Prudente, SP, Brasil). Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/157263

Flores, J. F., Rocha Filho, J. B., & Ferraro, J. L. S. (2017). Investigação como princípio na formação de professores de ciências dos anos iniciais. Experiencias no ensino de ciências, 12(3), 80-92.

Freire, P. (1996). Pedagogia da autonomia: Saberes necessários a prática educativa (23 ed.) São Paulo, SP, Brasil: Paz e Terra.

Freitas, N. T. A. (2018). Educação ambiental, consumo e resíduos sólidos no contexto da educação infantil: um diálogo necessário com os professores (Tese de doutorado, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Presidente Prudente, SP, Brasil). Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/154210

Gatti, B. A. (2010). Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação e Sociedade, 31(113), 1355-1379.

Gomes, M. O. (2018) Formação de professores de educação infantil em cursos de Pedagogia: reflexões e indagações. In: Gomes, M. O. Formação de professores na educação infantil: Conquistas e realidades (pp. 13-28). Santos, SP, Brasil: Editora Universitária Leopoldianum.

Hora, M. N. H. S. (2008). Práticas docentes na educação infantil: o entrelace dos saberes disciplinares e pedagógicos nas aulas de ciências naturais (Dissertação de mestrado, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, PE, Brasil). Disponível em: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/5920

Ibernón, F. (2016). Qualidade do ensino e formação do professorado: uma mudança necessária. (S. C. Leite, Trad.). São Paulo, SP, Brasil: Cortez.

Kitchenham, B. A. (2004). Procedures for performing Systematic Reviews. Keele, Reino Unido: Keele University Technical Report.

Lanes, D. V. C. (2011). Ensino de ciências por meio da recreação na educação infantil (Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, Brasil). Disponível em: http://repositorio.ufsm.br/handle/1/6653

Lomba, T. R. (2018). Ciências, ensino de ciências e experimentação: concepções dos alunos de licenciatura em pedagogia (Dissertação de mestrado, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, São José do Rio Preto, SP, Brasil). Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/157364

Lorenzetti, L., & Delizoicov, D. (2001). Alfabetização científica no contexto das séries iniciais. Ensaio, 03(1), 45-61.

Lüdke, M.; André, M. E. D. A. (2012). Pesquisa em educação: Abordagens qualitativas. São Paulo, SP, Brasil: E.P.U.

Magalhães Júnior, C. A. O., & Tomanik, E. A. (2013). Representações sociais de meio ambiente: subsídios para a formação continuada de professores. Ciência e educação, 19(1), 181-199.

Magalhães, H. H. S. R., & Porte, L. H. M. (2019). Percepção de educadores infantis sobre educação alimentar e nutricional. Ciência e educação, 25(1), 131-144.

Marques, A. C. T. L., & Marandino, M. (2019). Alfabetização científica e criança: análise de potencialidades de uma brinquedoteca. Ensaio, 21, 1-25.

Mello, F. T., Mello, L. H. C., & Torello, M. B. F. (2005). A paleontologia na educação infantil: alfabetizando e construindo o conhecimento. Ciência e educação, 11(3), 395-410.

Menezes, M. C. F. (2016). Um diálogo entre a pedagogia freiriana e a educação científica na educação infantil (Tese de doutorado, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil). Disponível em: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24713

Mercadante, M., & Cavalari, R. M. F. (2012). Memória de velhas professoras: a natureza e a relação sociedade-natureza. Ciência e educação, 18(3), 721-736.

Miller, V. M. (2013). Da educação ambiental para a sustentabilidade à sustentabilidade da educação ambiental: os caminhos da creche Escola Mestre Izaldino em Maceió – AL (Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Al, Brasil). Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15688

Miranda, A. C. B., Jófili, Z. M. S., Leão, A. M. A. C., & Lins, M. (2010) Alfabetização ecológica e formação de conceitos na educação infantil por meio de atividades lúdicas. Investigações em ensino de ciências, 15(1), 181-200.

Moreira, A. C. M. (2006). Educação nutricional na educação infantil: o papel da escola na formação de hábitos alimentares das crianças, considerando a problemática da obesidade infantil (Dissertação de mestrado, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP, Brasil). Disponível em: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2715

Nobre, G. L., & Terán, A. F. (2018). A metamorfose da borboleta: noções do conceito na educação infantil. Experiências no ensino de ciências, 13(3), 96-101.

Oliveira, C. B., & Gonzaga, A. M. (2012). Professor pesquisador - educação científica: o estágio como pesquisa na formação de professores para os anos iniciais. Ciência e educação, 18(3), 689-702.

Otsuko, T. M. (2017). Políticas Públicas de educação alimentar e nutricional na educação infantil: um estudo sobre práticas realizadas em um município do interior de São Paulo (Dissertação de mestrado, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Franca, SP, Brasil). Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/152679

Pelizon, M. H. (2007). O ensino de Ciências na educação infantil numa perspectiva cultural e científica: análise de aprendizagens de alunos-professores do Programa de Educação Continuada - Formação Universitária/Municípios (Dissertação de mestrado, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP, Brasil). Disponível em: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1891

Pereira, A. F. (2018). A performance de crianças pequenas em atividades de exploração do mundo em uma instituição de educação infantil: refletindo o vínculo entre educação infantil e ensino de ciências (Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil). Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-B9LL3H

Pienado, S. V. L. (2012). Formação de professores em Corumbá-MS: discussão e análise a partir de um grupo de estudos em educação ambiental (Dissertação de mestrado, Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS, Brasil). Disponível em: https://repositorio.ufms.br:8443/jspui/handle/123456789/1803

Pimenta, S. G. (1999). Formação de professores: identidade e saberes da docência. In Pimenta, S. G. (org.). Saberes pedagógicos e atividade docente (3a ed., pp. 15-34) São Paulo, SP, Brasil: Cortez.

Resolução n. 5. (2009, 17 de Dezembro). Fixa as diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Brasília: Diário Oficial da União, seção1.

Sasseron, L. H., & Carvalho, A. M. P. (2011). Alfabetização científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências, 16, 59-77.

Schwartzman, S., & Christophe, M. (2009). A educação em ciências no Brasil. Disponível em: http://www.iets.org.br/IMG/pdf/iets-educacao_ciencias_br_texto_final.pdf

Silva, A. C. A. (2008). Educação nutricional institucionalizada: conhecimentos e práticas de agentes educacionais e professoras de ensino infantil de 0 a 3 anos (Dissertação de mestrado, (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara, SP, Brasil). Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/88643

Silva, A. C. A., Telarolli Júnior, R. T., & Monteiro, M. I. (2010). Analisando conhecimentos e práticas de agentes educacionais e professores relacionados a alimentação infantil. Ciência e educação, 16(1), 199-214.

Silva, A. M. (2016). A agenda ambiental nas escolas de educação infantil da rede municipal de ensino de Manaus – AM (Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, AM, Brasil). Disponível em: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5242

Silva, F. D. A., & Cunha, A. M. O. (2016). Representações sociais de professores da Educação infantil sobre o desenvolvimento de práticas pedagógicas em meio ambiente. Ciência e educação, 22(4), 1013-1026.

Silva, G. P. (2017). Educação ambiental na educação infantil: tendências de produções acadêmicas de 2004-2014 (Dissertação de mestrado, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara, SP, Brasil). Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/150167

Silva, L. F. R. A. (2012). Concepções norteadoras da prática pedagógica de professoras da educação infantil e uso pedagógico da culinária: possíveis relações (Dissertação de mestrado, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil). Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2628

Silva, R. C. (2016). Atitudes sustentáveis na educação infantil: desafios didáticos-pedagógicos inovadores (Dissertação de mestrado, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, PE, Brasil). Disponível em: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/5301

Silva, T. P. (2016). Mamãe galinha, menina joaninha: representações dos animais no livro infantil e duas possibilidades na educação científica (Dissertação de mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil). Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-06102016-153955/

Souza, C. R. (2008). A ciência na educação infantil - uma análise a partir dos projetos e reflexões desenvolvidas por educadores infantis (Tese de doutorado, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil). Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2216

Tardif, M. (1996). Saberes docentes e formação profissional (17a ed.). Petrópolis, RJ, Brasil: Vozes.

Tavares, T E. S. (2016). Educação ambiental na prática pedagógica dos professores de um Centro Municipal de Educação Infantil de Curitiba (Dissertação de mestrado, Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, PR, Brasil). Disponível em: http://tede.utp.br:8080/jspui/handle/tede/1581

Zequieri, R. C. B. (2007). Ensino de ciências na educação infantil: análise de práticas docentes na abordagem metodológica da Pedagogia Histórico-Crítica (Dissertação de mestrado, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Bauru, SP, Brasil). Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/90857




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i5.3142

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com