Prevalence of prostatic changes in the elderly

Cenir Gonçalves Tier, Roberta Hilgert Recart, Letice Dalla Lana, Bruna Sodré Simon, Raquel Pötter Garcia, Bruna Gomes Furtado

Abstract


Objective: To identify the prevalence of prostate alteration types in the elderly, diagnosed by biopsy. Method and Materials: Cross-sectional and documentary research conducted between July and October 2016 on 230 medical records of the elderly who performed prostate biopsy in a public Pathology Laboratory in the West Region of Rio Grande do Sul. Year and type of change were analyzed as variables. Data were tabulated in Excel spreadsheet and submitted to statistical analysis. Results: The prevalence of benign prostatic hyperplasia was 123 (53%) and adenocarcinoma was 107 (46%). Conclusion: The prevalence of adenocarcionama increased in 2015, but in the period analyzed the largest number of cases are elderly people with Benign Prostatic Hyperplasia. It is noted the importance of performing of the diagnostic examination, given the high numbers of prostate alterations, and the need to development actions aimed at strengthening the National Policy for Integral Attention to Men's Health.


Keywords


Elderly; Prostatic diseases; Men's health; Nursing.

References


Bibiano, A. M. B., Moreira, R. S., Tenório, M. M. G. O. & Silva, V.L. (2019). Fatores associados à utilização dos serviços de saúde por homens idosos: uma revisão sistemática da literatura. Ciênc. saúde coletiva, 24(6), 2263-2278.

Brasil. (2003). Estatuto do idoso: lei federal nº 10.741, de 01 de outubro de 2003. Brasília: Ministério da Saúde. Disponivel em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.741.htm. Acesso em 24 de março de 2020

Brasil. (2009). Política Nacional de Saúde do Homem. Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil. (2019). Câncer de próstata. Ministério da Saúde. Instituto nacional de câncer (INCA). Brasília: Ministério da Saúde. Disponivel em: https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-prostata. Acesso em 24 de março de 2020

Brasil. Lei n. 10.289, de 20 de setembro de 2001. Dispõe sobre a Instituição do Programa Nacional de Controle do Câncer de Próstata. Legislação Federal. Brasília: Ministério da Saúde; 2001.

Brasil.(2013). Instituto brasileiro de estatística e geografia (IBGE). Brasília: Ministério da Saúde. Disponível em http://www.ibge.gov.br/home/. Acesso em 24 de março de 2020

Castro, H. A. S., Iared, W., Shigueoka, D. C., Mourão, J. E. & Ajzen, S. (2011). Contribuição da densidade do PSA para predizer o câncer da próstata em pacientes com valores de PSA entre 2,6 e 10,0 ng/ml. Radiol Bras, 44(4), 205–209.

Costa, T. B. & Moura, V. F. (2013). O significado do toque retal da próstata para o homem: enfermeiro na promoção da saúde. Rev. pesqui. cuid. Fundam, 5(4), 537- 546.

Crippa, A. & Dall’oglio M. (2013) Como Diagnosticar e Tratar Doenças da Próstata. RBM, Dez., 70(12), 47-56.

Czorny, R. C. N., Pinto, M. H., Pompeo, D. A., Bereta, D., Cardoso & L. V., Silva, D.M. (2017). Fatores de risco para o câncer de próstata: população de uma unidade básica de saúde. Cogitare Enfermagem, 22(4).

Dantas, A. S., Moura, S. G., Alburquerque KF, Gerônimo VS, Andrade J. H. & Dantas MS. (2018). Representações sociais de agentes comunitários de saúde acerca do câncer de próstata. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online, 10(1): 145-152.

Farias Filho, R. F., Rocha, A. S., Costa, A. M. C. B., Ricardo, F. I. S., Sousa, G. S. & Santos, T. C. (2017). Hiperplasia prostática benigna: revisão de literatura. R. Interd, 10(1), 200-204.

Krüger, F. P. G.& Cavalcanti, G. (2018). Câncer de Próstata no Brasil: Revisão Integrativa. Revista Brasileira de Cancerologia, 64(4), 561-567.

Makki, H., Reckziegel, J. C. L., Agostinetto, L. & Pereira, R. C. (2018). Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem: elaborando estratégias de educação em saúde. Revista UNIPLAC, 6(1), e18.

Pereira, A.S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1. Acesso em: 24 março 2020.

Santo Ribeiro, E. E., de Carvalho, M. R., Caminha, J. M., Gomes, I. S & Silva Melo, S. S. (2019). Práticas de enfermagem na promoção da saúde do homem: revisão integrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, (26), e460.

Santos, C. L. & Lamounier, T. A. C. (2013) Aspectos clínicos e laboratoriais do câncer de próstata. Acta de Ciências e Saúde, 02(01), 32-49

Santos, E. G. A, Souza, J. C., Santos, A. L. S., Santos, M. I. P. O. & Oliveira, T. N. C. (2017) Perfil clínico-epidemiológico de idosos submetidos à quimioterapia antineoplásica atendidos em um hospital de referência oncológica do estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saúde, 8(2), 45-54.

Silva, W. B. (2011). Explorando o conhecimento dos usuários de duas unidades de saúde da família sobre a hiperplasia benigna prostática. [Trabalho de conclusão de curso]. Campina Grande/Paraíba: Universidade Estadual da Paraíba.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i5.3102

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com