Perceptions on mental health of teachers at a public school on the west border of Rio Grande do Sul

Helter Luiz da Rosa Oliveira, Rodrigo de Souza Balk, Susane Graup, Ane Gabrielle Muniz

Abstract


This study seeks to reflect and discuss about the perception that teachers have about the concept of mental health and their own mental health condition. It is an exploratory descriptive study developed in a state high school, in a municipality on the western border of the State of Rio Grande do Sul. A questionnaire was applied containing open and closed questions, with guiding questions. Data analysis was based on content analysis, with the breakdown of responses into categories. 33 female teachers and 7 teachers participated in the study, totaling 40 individuals. Through the analysis of the data it was possible to notice that the teachers of the school present a superficial understanding of the concept of mental health, relating to behavioral and attitudinal actions. They visualize their mental health status as impaired, bringing stress and exhaustion as the main reasons for such a situation, in addition to visualizing influences of routine and work environment, such as professional devaluation and interpersonal relationships as factors of influence on their health status. mental. Such results help a better understanding of the theme among the population addressed, contributing to the development of more effective strategies for improvement and promotion of mental health.

Keywords


Mental Health; School Teachers; Stress Psychological.

References


Albuquerque, G. S. C. et al. (2018). Exploração e sofrimento mental de professores: um estudo na rede estadual de ensino do Paraná. Trabalho, Educação e Saúde, 16 (3), 1287-1300.

Araújo, V. A., Freire, J. M., Oliveira, M. V. M. (2017). Síndrome de Burnout em professores das escolas públicas do município de Buenópolis, MG. Revista de Atenção à Saúde, 15 (52), 5-10.

Araújo, T. M., Pinho, P. S., Masson, M. L. V. (2019). Trabalho e saúde de professoras e professores no Brasil: reflexões sobre trajetórias das investigações, avanços e desafios. Cadernos de Saúde Pública, 35.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo.

Borba, B. M. R. et al. (2017). Síndrome de Burnout em professores: estudo comparativo entre o ensino público e privado. Psicologia Argumento, 33 (80).

Borges, L. D. O., & Argolo, J. C. T. (2002). Estratégias organizacionais na promoção da saúde mental do indivíduo podem ser eficazes. Saúde mental & trabalho: leituras, 5.

Dalcin, L., Carlotto, M. S. (2018). Avaliação de efeito de uma intervenção para a Síndrome de Burnout em professores. Psicologia Escolar e Educacional, 22 (1), 141-150.

Diehl, L., Marin, A. H. (2016). Adoecimento mental em professores brasileiros: revisão sistemática da literatura. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, 7 (2), 64-85.

Diehl, L., Carlotto, M. S. (2014). Conhecimento de professores sobre a Síndrome de Burnout: processo, fatores de risco e consequências. Psicologia em estudo, 19 (4), 741-752.

Duarte, G., Spinelli, L. M. (2019). ESTEREÓTIPOS DE GÊNERO, DIVISÃO SEXUAL DO TRABALHO E DUPLA JORNADA. Revista Sociais e Humanas, 32 (2).

Maslach, C., Jackson, S. E. (1981). The measurement of experienced burnout. Journal of organizational behavior, 2 (2) 99-113.

Gaino, L. V. et al. (2018). Conceito O conceito de saúde mental para profissionais de saúde. SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (Edição em Português), 4 (2) 108-116.

Hirata, G., Oliveira, J. B. A., Mereb, T. M. (2019). Professores: quem são, onde trabalham, quanto ganham. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, 27 (102) 179-203.

Prá, J. R., Cegatti, A. C. (2016). Gênero, educação das mulheres e feminização do magistério no ensino básico. Retratos da Escola, 10 (18).

Santos, G. B. (2009). Os professores e seus mecanismos de fuga e enfrentamento. Trabalho, educação e Saúde, 7 (2) 285-304.

Silva, N. R., Bolsoni-Silva, A. T., Loureiro, S. R. (2018) Burnout e depressão em professores do ensino fundamental: um estudo correlacional. Revista Brasileira de Educação, 23.

Tostes, M. V. et al. (2018). Sofrimento mental de professores do ensino público. Saúde em Debate, 42, 87-99.

World Health Organization (2001). The World Health Report 2001: Mental health: new understanding, new hope.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i4.3060

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356