Analysis of impacts on soil use and occupation associated with possible Itabiruçu dam break, Itabira (MG)

Priscila Rhayane da Silva, Rayner Felipe Muller, Juni Silveira Cordeiro

Abstract


The process of beneficiation of minerals generates as a byproduct the tailings, usually disposed in containment dams, which may have a high potential associated risk, causing significant environmental impacts when these structures rupture. Therefore, in 2010, the National Dam Safety Policy was created, which has as one of its instruments the Mining Dams Emergency Action Plan (PAEBM). In the municipality of Itabira (MG) there is an important mining complex, where part of the waste generated during the processing of iron ore is deposited in the Itabiruçu Dam. Thus, this research aimed to examine the PAEBM of this structure, characterizing the flood spot resulting from its possible disruption, and analyze the likely impacts on land use and occupation. For this, the documentary research was used, based on satellite image analysis, the Itabiruçu Dam PAEBM and the map containing the flood spot. With these data, it was possible to identify that the stain resulting from a possible dam rupture would occupy an area of 8.9 km2 of the municipality, including along its route 13.2% of the urban perimeter and 67.6% of the pasture areas, thus causing both environmental and socioeconomic impacts. In addition, it was found that the implemented warning system did not reach in all respects the decibels required by legislation. Thus, it is recommended the development of new research directed to the creation of more efficient alerting techniques and the elimination or minimization of the impacts resulting from an eventual disruption.

Keywords


Tailings dam; Flood stain; Emergency Action Plan

References


Acevedo, C. R. & Nohara, J. J. (2013). Como fazer monografias: TCC, dissertações e teses. 4.ed. rev. atual. São Paulo: Atlas.

Andrade, C. F. (2012). Relevo Antropogênico Associado à Mineração de Ferro no Quadrilátero Ferrífero: Uma Análise Espaço/Temporal do Complexo Itabira (Município de Itabira – MG). Tese (Pós-Graduação do Departamento de Geografia). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG. Belo Horizonte, MG.

Brasil. Lei 6.766, de 19 de dezembro de 1979. Dispõe sobre o parcelamento do solo urbano e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 19 de dezembro de 1979. Acesso em 01 de novembro de 2019 em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6766.htm.

Brasil. Lei 10.257, de 10 de julho de 2001. Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 10 de julho de 2001. Acesso em 15 de setembro de 2019 em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10257.htm.

Brasil. Lei 12.334, de 20 de setembro de 2010. Estabelece a Política Nacional de Segurança de Barragens destinadas à acumulação de água para quaisquer usos, à disposição final ou temporária de rejeitos e à acumulação de resíduos industriais, cria o Sistema Nacional de Informações sobre Segurança de Barragens e altera a redação do art. 35 da Lei no 9.433, de 8 de janeiro de 1997, e do art. 4º da Lei nº9.984, de 17 de julho de 2000. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 20 de setembro de 2010. Acesso em 14 de fevereiro de 2019 em http://www.planalto.gov.br/ ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12334.htm.

Brasil. Lei 12.651, de 25 de maio de 2012. Estabelece normas gerais sobre a proteção da vegetação, áreas de Preservação Permanente e as áreas de Reserva Legal; a exploração florestal, o suprimento de matéria-prima florestal, o controle da origem dos produtos florestais e o controle e prevenção dos incêndios florestais, e prevê instrumentos econômicos e financeiros para o alcance de seus objetivos. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 25 de maio de 2012. Acesso em 25 de outubro de 2019 em http://www.planalto.gov.br/

ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12651.htm.

Brasil. Portaria nº 70.389, de 17 de maio de 2017. Cria o Cadastro Nacional de Barragens de Mineração, o Sistema Integrado de Gestão em Segurança de Barragens de Mineração e estabelece a periodicidade de execução ou atualização, a qualificação dos responsáveis técnicos, o conteúdo mínimo e o nível de detalhamento do Plano de Segurança da Barragem, das Inspeções de Segurança Regular e Especial, da Revisão Periódica de Segurança de Barragem e do Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração, conforme art. 8°, 9°, 10, 11 e 12 da Lei n° 12.334 de 20 de setembro de 2010, que estabelece a Política Nacional de Segurança de Barragens - PNSB. Diário Oficial da União. Acesso em 23 de março de 2019 em http://www.anm.gov.br/acesso-a-informacao/legislacao/portarias-do-diretor-geral-do-dnpm/ portarias-do-diretor-geral/portaria-70-389-de-2017/view.

Bohnert, L. N. (2007). Princípio da Precaução no Direito Ambiental. Acesso em 02 de novembro de 2019 em https://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/3939/Principio-da-Precaucao-no-Direito-Ambiental.

Botelho, J. M & Cruz, V. A. G. (2013). Metodologia Científica. São Paulo: Pearson Education do Brasil.

Defesa Civil Brasil. (2016). Orientações para apoio à elaboração de Planos de Contingência Municipais para Barragens. Acesso em 27 de outubro de 2019 em http://www.sidec.sp.gov.br/PlanoContingencia/1485202470_Orientaes-Planos-Contingencia-Barragens.pdf.

Duarte, A. P. (2008). Classificação das barragens de contenção de rejeitos de mineração e de resíduos industriais no estado de minas gerais em relação ao potencial de risco. 130f. Dissertação (Pós-graduação em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos) - Escola de Engenharia da UFMG, Belo Horizonte, MG.

G1. (2019). Milhares de moradores de Itabira/MG participam de simulado de fuga. Acesso em 01 de outubro de 2019 em https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2019/08/17/

milhares-de-moradores-de itabi ramg-participam-de-simulado-de-fuga.ghtml.

Google. (2019). Google Earth. Versão 7.3.2. Nota (Itabira MG). Acesso em 12 de outubro de 2019 em http://www.google.com/earth/download/ge/agree.html.

Itabira. (2016). Plano Diretor Participativo do Município de Itabira. 2016. Acesso em 30 de setembro de 2019 em http://www.itabira.cam.mg.gov.br/abrir_arquivo.aspx/%20Plano_

Diretor_Participativo_do_Municipio_de_Itabira_?cdLocal=2&arquivo=%7BC18EDD3E-3DCC-D4D4-A361EB63D B46C8E6%7D.pdf.

Lopes, T. (2019). Novo presídio de Itabira pode ter até seis vezes mais vagas. Defato Online. 2019. Acesso em 15 de outubro de 2019 em https://defatoonline.com.br/novo-presidio-pretendido-por-itabira-pode-ter-ate-seis-vezes-mais-vagas/.

Meireles, A. F. C. (2017). Gerenciamento de risco geotécnico e geológico das barragens de rejeito de minério de ferro do Complexo Minerador de Itabira – MG. Trabalho de Conclusão de Curso para obtenção do título de Bacharel em Engenharia Ambiental. Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis de Itabira.

Milonas, J. G. (2006). Análise do processo de reconstituição de amostras para caracterização do comportamento de barragens de rejeito de minério de ferro em aterro hidráulico. Dissertação de Mestrado. Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Universidade de Brasília, Brasília, DF.

Mota, C. V. (2017). Após dois anos, impacto ambiental do desastre em Mariana ainda não é totalmente conhecido. BBC News. 5 de nov. de 2017. Acesso em 20 de outubro de 2019 em https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41873660.

Passarinho, N. (2019). Tragédia com barragem da Vale em Brumadinho pode ser a pior no mundo em 3 décadas. Acesso em 18 de fevereiro de 2019 em https://www.bbc.com/

portuguese/brasil-47034499.

Prefeitura Municipal de Itabira. (2019). Zoneamento Urbano de Itabira. Base de dados geográficos.

Santos, B. M. (2017). Análise computacional do rompimento hipotético da barragem de Tucuruí-PA com o auxílio do software Mike Flood. Dissertação (Pós-Graduação em Engenharia de Barragem e Gestão Ambiental). Universidade Federal do Pará, Tucuruí.

Tetra Tech. (2018). PAEBM. Plano de Ação Emergencial para Barragens de Mineração. RL-TTC-C05556-02-IBC. Julho de 2018.

Vale. (2018). Plano de Ação de Emergência da Barragem do Itabiruçu. Itabira, MG. 73 p.

Vale. (2019). Simulado de emergência de barragens reúne 7.770 moradores de Itabira. Acesso em 20 de setembro de 2019 em http://www.vale.com/brasil/PT/aboutvale/

news/Paginas/simulado-de-emergencia-de-barragens-reune-7-770-moradores-de-itabira.aspx.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i4.2863

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356