Factors associated with Burnout Syndrome in nursing professionals

Gabrieli Walascheski dos Santos, Marcia Casaril dos Santos Cargnin, Jerusa Vanusa Groos Tasqueto, Bruna de Oliveira, Ohana Isabel Hausmann

Abstract


To identify the factors associated with Burnout Syndrome in nursing professionals working in hospital care. Quantitative cross-sectional study conducted with 39 professionals that make up the nursing staff of a medium-sized hospital in the northwest region of Rio Grande do Sul / Brazil. Data collection occurred through the use of a self-administered structured questionnaire. Statistically associated with Burnout Syndrome were age and feeling of overload. Chronic stress related to the work environment directly reflects on workers' health, thus causing pathological conditions resulting in serious diseases such as Burnout Syndrome.


Keywords


Occupational stress; Professional exhaustion; Risk; Nursing; Worker's health.

References


Caruso, CC. (2014). Negative impacts of shiftwork and long work hours. Rehab Nurs., 39(1),16-25. Recuperado em 14 de janeiro de https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23780784.

Ezaias GM, Gouvea PB, Haddad MCL, Vannuchi MTO, Sardinha DSS. (2010). Síndrome de Burnout em trabalhadores de um hospital de média complexidade. Revista de Enfermagem UERJ, 18(4),524-9. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.facenf.uerj.br/v18n4/v18n4a04.pdf.

Fernandes LS, Nitsche MJT, Godoy I. (2018). Associação entre Síndrome de burnout, uso prejudicial de álcool e tabagismo na Enfermagem nas UTIs de um hospital universitário. Ciências Saúde Coletiva, 23(1), 203-14. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n1/1413-8123-csc-23-01-0203.pdf.

Ferreira NN, Lucca SR. (2015). Síndrome de burnout em técnicos de enfermagem de um hospital público do Estado de São Paulo. Revista Brasileira de Epidemiologia, 18(1), 68-79. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/rbepid/v18n1/1415-790X-rbepid-18-01-00068.pdf.

Fonseca, TCP, Mello, R. (2016). Síndrome de burnout entre profissionais de enfermagem de unidades intensivas em um hospital público. Revista de Enfermagem UFPE On Line, 10(Supl. 1),296-303. Recuperado em 14 de janeiro de https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/10953.

França, FM, Ferrari, R, Ferrari, DC, Alves, ED. (2012). Burnout e os aspectos laborais na equipe de enfermagem de dois hospitais de médio porte. Rev Lat-Am Enf., 20(5),961-70. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/rlae/v20n5/pt_19.pdf.

França, FM, Ferrari, R. (2012). Síndrome de Burnout e os aspectos sócio-demográficos em profissionais de enfermagem. Revista Acta Paulista de Enfermagem, 25(5),743-748. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/ape/v25n5/15.pdf.

França, FM. (2010). Estudo sobre síndrome de burnout em profissionais de enfermagem em dois hospitais de médio porte no município de Cáceres – MT (Dissertação). Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade de Brasília.

França, TLB, Oliveira, ACBL, Lima, LF, Melo, JKF, Silva, RAR. (2014). Síndrome de burnout: características, diagnóstico, fatores de risco e prevenção. Revista de Enfermagem UFPE On Line, 8(10),3539-3546. Recuperado em 14 de janeiro de https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/10087/10538.

Fuente-Solana, EL, Suleiman-Martos, N, Pradas-Hernández, L, Gomez-Urquiza, JL, Cañadas-De la Fuente, GA, Albendín-García, L. (2019). Prevalence, Related Factors, and Levels of Burnout Syndrome Among Nurses Working in Gynecology and Obstetrics Services: A Systematic Review and Meta-Analysis. International Journal of Environmental Research Public Health, 16(14), E2585. Recuperado em 14 de janeiro de https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31331046.

Lautert L. (1995). O desgaste profissional do enfermeiro. (Tese). Universidad Pontifícia de Salamanca, Faculdade de Psicologia, Salamanca-Espanha. Recuperado em 14 de janeiro de https://lume.ufrgs.br/handle/10183/11028.

Machado VR, Boechat IT, Santos MFR. (2015). Síndrome de Burnout: uma reflexão sobre a saúde mental do educador. Revista Transformar, 7 ed,257-272. Disponível em: http://www.fsj.edu.br/transformar/index.php/transformar/article/view/44.

Mendes, JMR, Wunsch, DS, Machado, FKS, Martins, J, Giongo, CR. (2015). Saúde do trabalhador: desafios na efetivação do direito à saúde. Argumentum, 7(2),194-207. Recuperado em 14 de janeiro de https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5297988.

Meneghini F, Paz AA, Lautert L. (2011). Fatores ocupacionais associados aos componentes da síndrome de Burnout em trabalhadores de enfermagem. Texto contexto Enfermagem, 20(2),225-233. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/tce/v20n2/a02v20n2.pdf.

Moreno, JK, Cardoso, VP, Moura, MGBG, Pinheiro, SJ, Oliveira, LBC, Cunha, ILB, Pennafort, VPS. (2018). Síndrome de Burnout e fatores de estresse em enfermeiros nefrologistas. Revista de Enfermagem UFPE On Line., 12(4),865-71. Recuperado em 14 de janeiro de https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/110252/28618.

Oliveira LPS, Araújo GF. (2016). Características da Síndrome de Burnout em enfermeiros da emergência de um hospital público. Revista Enfermagem Contemporânea, 5(1),34-42. Recuperado em 14 de janeiro de

Organização Mundial da Saúde. (2016). Estresse no ambiente de trabalho cobra preço alto de indivíduos, empregadores e sociedade. Recuperado em 14 de janeiro de https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5087:estresse-no-ambiente-de-trabalho-cobra-preco-alto-de-individuos-empregadores-e-sociedade&Itemid=839.

Rebouças D, Legay LF, Abelha L. (2007). Satisfação com o trabalho e impacto causado nos profissionais de serviço de saúde mental. Revista de Saúde Pública, 41(2),244-250. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/rsp/v41n2/5992.pdf.

Ritter, RS, Stumm, EMF, Kircher, RM. (2009). Análise de Burnout em profissionais de uma unidade de emergência de um hospital geral. Revista Eletrônica de Enfermagem, 11(2),236-48. Recuperado em 14 de janeiro de https://www.fen.ufg.br/revista/v11/n2/v11n2a02.htm.

Rodrigues, CCFM, Santos, VEP, Sousa, P. (2017). Segurança do paciente e enfermagem: interface com estresse e Síndrome de Burnout. Revista Brasileira de Enfermagem,70(5),1083-88. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/reben/v70n5/pt_0034-7167-reben-70-05-1083.pdf.

Sanna, MC. (2007). Os processos de trabalho em Enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, 60(2), 221-224. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/reben/v60n2/a17v60n2.pdf.

Santos AFO, Cardoso CL. (2010). Profissionais de saúde mental: manifestação de stress e burnout. Estudos de Psicologia, 27(1), 67-74. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v27n1/v27n1a08.pdf.

Shahzad, MN, Ahmed, MA, Akram, B. (2019). Nurses in double trouble: Antecedents of job burnout in nursing profession. Pakistan Journal of Medical Sciences, 35(4),934-939. Recuperado em 14 de janeiro de https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6659098/.

Silva RP, Barbosa SC, Silva SS, Patrício DF. (2015). Burnout e estratégias de enfrentamento em profissionais de enfermagem. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 67(1),130-145. Recuperado em 14 de janeiro de http://pepsic.bvsalud.org/pdf/arbp/v67n1/10.pdf.

Silva, FG, Andrade, AP, Ponte, KMA, Ferreira, VES, Sousa, BS, Gonçalves, KG. (2019). Predisposição para síndrome de burnout na equipe de enfermagem do serviço de atendimento móvel de urgência. Enfermagem em Foco, 10(1),40-45. Recuperado em 14 de janeiro de http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/1600.

Silveira ALP, Colleta TCD, Ono HRB, Woitas LR, Soares SH, Andrade VLA, Araújo, LA. (2016). Síndrome de Burnout: consequências e implicações de uma realidade cada vez mais prevalente na vida dos profissionais de saúde. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, 14(3),275-84. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.rbmt.org.br/details/121/pt-BR/sindrome-de-burnout--consequencias-e-implicacoes-de-uma-realidade-cada-vez-mais-prevalente-na-vida-dos-profissionais-de-saude.

Tamayo MR. (2009). Burnout: implicações das fontes organizacionais de desajuste indivíduo - trabalho em profissionais da enfermagem. Psicologia Reflexão e Criticas, 22(3),474-82. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/prc/v22n3/v22n3a19.pdf.

Tavares KFA, Souza NVDO, Silva LD, Kestenber CCF. (2014). Ocorrência da síndrome de Burnout em enfermeiros residentes. Revista Acta Paulista de Enfermagem, 27(3), 260-65. Recuperado em 14 de janeiro em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-21002014000300260&script=sci_abstract&tlng=es.

Torres, ASP, Felicio, JC. (2013). A qualidade de vida no trabalho do enfermeiro em ambiente hospitalar - síndrome de burnout. Revista Intellectus, 25, 76-84. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.revistaintellectus.com.br/ArtigosUpload/25.266.pdf.

Vasconcelos, EM, Martino, MMF. (2017). Preditores da síndrome de burnout em enfermeiros de unidade de terapia intensiva. Revista Gaúcha de Enfermagem, 38(4), e65354. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v38n4/1983-1447-rgenf-38-04-e65354.pdf.

Vidotti, V, Ribeiro, RP, Galdino, MJQ, Martins, JT. (2018). Síndrome de Burnout e o trabalho em turnos na equipe de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 26, e3022. Recuperado em 14 de janeiro de http://www.scielo.br/pdf/rlae/v26/pt_0104-1169-rlae-26-e3022.pdf.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i3.2574

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com