Multiple intelligences related to the Common National Curriculum Fields of Experience in Early Childhood Education

Bárbara de Almeida Bassotto, Elsbeth Léia Spode Becker

Abstract


Early childhood education is an important phase in the child's life to develop the matrices of knowledge and to understand it as a culture system in which it is inserted. In this scenario, the teacher will be highlighted with emphasis on the conception of promoting the education of the child. children through activities that consider the lived world of the students, their stories, their family, their colleagues, with whom they live, both at the institution and at home. From this contextualization, it is intended to contribute to the context of early childhood education in order to highlight the possible relationship between the Multiple Intelligences (IM) and the Fields of Experience of the Common National Curriculum (BNCC). The main objective of this article is to describe the Theory of Multiple Intelligences and to relate them to the Fields of Experience of the Common National Curriculum (BNCC). The methodological approach is qualitative and relates the Howard Gardner Multiple Intelligence Theory and the BNCC National Curriculum Fields of Experience (BRAZIL, 2017). It was inferred that the intelligences manifest in all people, and their development is also related to the stimuli that are recommended in the five fields of experience of the Common National Curriculum Base - BNCC (BRAZIL, 2017) and its development of early childhood education.


Keywords


Child; Living space; Skills.

References


Antunes, C. (2012). As inteligências múltiplas e seus estímulos. Campinas: Papirus.

Bassotto, B.; Becker, E. L. S. (2008). A teoria das inteligências múltiplas e sua relação com a Base Nacional Comum Curricular na Educação Infantil. XXII SEPE, Anais [...].

Brasil (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, N° 9394. Diário Oficial da União. Brasília: DF. Recuperado em 22 de junho de 2018, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm.

Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica (2010). Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Secretaria de Educação Básica. Brasília: MEC. Recuperado em 19 de junho, de 2018, de http://ndi.ufsc.br/files/2012/02/DiretrizesCurriculares-para-a-E-I.pdf.

Brasil (2017). Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC.

CALDAS, A do R. (2008). Desistência e resistência no trabalho docente: um estudo das professoras e professores do ensino fundamental da Rede Municipal de Educação de Curitiba. Educar em Revista, (32), 261-262. Recuperado em 28 de setembro, de 2018, de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602008000200019 .

Freire, P. (1997). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra.

Gama, M. C. S. S. (2014). A Teoria das Inteligências múltiplas e suas implicações para Educação. Revista Educação Especial, (50), 665-674. Recuperado em 25 de setembro, de 2018, de http://periodicos.ufsm.br/educaçaoespecial/issue/view/832.

Gardner, H. (1995). Inteligências múltiplas: a teoria na prática. Porto Alegre: Artmed.

Gardner, H. (2001). Inteligências múltiplas: um conceito reformulado. Rio de Janeiro: Objetiva.

Houaiss, A. (2009). Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. São Paulo: Objetiva.

Morin, E. (2004). Os sete saberes necessário a educação do futuro. São Paulo: Cortez.

Piaget, J. (1970). Psicologia e Pedagogia. São Paulo: Forense.

Plano Nacional da Educação. Lei n° 10.172.1.2001. 09 de janeiro de 2001.

Qreirós, V. (2009). A Teoria das Inteligências Múltiplas e Psicopedagogia Institucional: um estudo de caso. Monografia (Especialização em Psicopedagogia) – Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba. Recuperado em 16 de setembro, de 2018, de https://tcconline.utp.br/wp-content/uploads/2012/02/A-teoria-das-inteligencias-multiplas.pdf.

Rizzatti, M. (2016). Cartografia Escolar, geotecnologias e a Teoria das Inteligências Múltiplas: a construção de conhecimentos geográficos no ensino fundamental. Trabalho Final de Graduação (Curso de Geografia-Licenciatura Plena) Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Naturais e Exatas, Departamento de Geociências, Santa Maria, RS.

Silva, T. T. (2007). Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica.

Travasso, L. C. (2001). Inteligências Múltiplas. Revista de Biologia e Ciências da Terra, n° 2. Recuperado em 12 de junho, de 2018, de http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=50010205




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i6.2514

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com