Characterization of biosafety vertical public cemetery located in Santa Barbara (Minas Gerais)

Alef Soares Ferreira, Rodolpho de Melo Aquino, Juni Silveira Cordeiro

Abstract


The most widely used form of burial since the Middle Ages are traditional cemeteries which, in addition to demanding extensive areas for burial of bodies, consist of potential sources of pollution, given the presence of necrochorume. In this context, aiming to eliminate the problems associated with the scarcity of physical space verified in the traditional cemetery, a biosecurity vertical cemetery was implanted in the municipality of Santa Barbara (MG). Thus, this work aimed to characterize this model of burial and to evaluate the relationship between vertical and horizontal cemeteries. The methodology used was the analysis of documents related to the construction and operation of horizontal and vertical cemeteries, as well as field research to observe the operation of the system associated with the biosecurity vertical cemetery. It was noted that the vertical cemetery uses ecological materials for the manufacture of locules, tombstones and ossuary urns, which do not allow the passage of gases or leakage of liquids from the decomposition of bodies. In addition, the biosecurity vertical cemetery has a central for the treatment of gases involving the absorption, dissociation and adsorption steps, returning them to the environment again without odors. It is noteworthy that with the implementation of the vertical cemetery model, the useful life of the space was extended to over 50 years, and in the traditional model the service life was at most 2 years. Finally, it is necessary to search for new technologies that minimize the negative environmental impacts triggered by cemeteries.


Keywords


Necrochorume; Environmental impact; Environmental pollution; Necropolis; Sustainability.

References


Albertin, R.M; Mondini, J.M; Porto, V.O.P; Angeoletto, F; Silva; F. F. & Angelis, B.L.D. (2013). Análise e identificação dos impactos ambientais da implantação e operação de cemitério vertical. Revista Agroambiente on-line, vol. (7), n.1, p. 112-118.

Brasil. Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). Resolução nº 335, de 3 de abril de 2003. Dispõe sobre o licenciamento ambiental de cemitérios. Publicação DOU de 28 de maio de 2003. http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=359. Acesso em: 20 abr 2019.

Campos, A. P. S. (2007). Avaliação do potencial de poluição no solo e nas águas subterrâneas decorrente da atividade cemiterial. 141 p. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública). Universidade de São Paulo, Faculdade de Saúde Pública, São Paulo.

Carneiro, V. S. (2009). Impactos causados por necrochorume de cemitérios: meio ambiente e saúde pública. Anais… XV Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, XVI Encontro Nacional de Perfuradores de Poços e Feira Nacional da Água. Natal, Rio Grande do Norte. Acesso em 10 maio de 2019, em https://aguassubterraneas.abas.org/asubterraneas/

article/view/21956.

Cemitério Campo Santo. (2019). Campo Santo Familiar. Acesso em 22 outubro de 2019, em https://www.cemiteriocamposanto.org.br/campo-santo-familiar/index.html.

Gerhardt, T.E; Silveira, D.T. (2009). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Ed. da UFRGS.

Google. (2019). Google Earth. Versão 7.1.5.1557. 2017. Nota (Santa Bárbara - MG). Disponível em: . Acesso em: 29 mai. 2019.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (2010). Carta Internacional ao Milionésimo. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2019.

Kemerich, P. D. C.; Bianchini, D. C. & Fank, J. C. A. (2014). questão ambiental envolvendo os cemitérios no Brasil. Revista do Centro de Ciências Naturais e Exatas – UFSM, Santa Maria, RS. v.13, n.2, p.3777-3785, edição especial.

Marconi, M. A. & Lakatos, E. M. (2011). Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório publicações e trabalhos científicos. 7. ed. 6. reimpr. São Paulo: Atlas.

Matos, B.A. (2001). Avaliação da Ocorrência e do Transporte de Microrganismos no Aqüífero Freático do Cemitério de Vila Nova Cachoeirinha, Município de São Paulo. 172 p. Tese (Doutorado em Geociências). Instituto de Geociências, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Minayo, M. C. S. (2001). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes.

Nogueira, C. O. G; Costa Júnior, J. E. V & Coimbra, L. A. B. (2013). Cemitérios e seus impactos socioambientais no Brasil. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, v. 9, n. 11, p. 331-344.

Olabuenaga, J. I. R. & Ispizua, M. A. (1989). La descodificacion de la vida cotidiana: métodos de investigacion cualitativa. Bilbao, Universidad de deusto.

Pacheco, A. (1986). Os cemitérios como risco potencial para as águas de abastecimento. Revista do Sistema de Planejamento e de Administração Metropolitana, São Paulo, v. 4, n. 17, p. 25-37.

Pacheco, A. (2012). Meio Ambiente & Cemitérios. Editora Senac, São Paulo.

Paiva, O. M. (1975). Métodos de pesquisa nas relações sociais. Editora da Universidade de São Paulo - SP.

Palma, S. R. & Silveira, D. D. (2011). A saudade ecologicamente correta: a educação ambiental e os problemas ambientais em cemitérios. Revista Monografias Ambientais REMOA/UFSM. Santa Maria, RS. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), v.2, n. 2, p. 262-274.

Pessotto, W. & Alves, A. (2018). Cemitérios como agente poluidores: conhecendo suas tipologias e novas tecnologias que amenizam essa relação. Revista Infinity, v. 3, n. 1, p. 113-133.

Prefeitura de Santa Bárbara. (2017). Cemitério vertical biosseguro pronto para sepultamentos. Acesso em 12 março de 2019, em http://www.santabarbara.mg.gov.br/detalhe-da-materia/info/cemiterio-vertical-biosseguro-pronto-para-sepultamentos/48453.

Santa Bárbara. Decreto nº 3.445, de 08 de novembro de 2017. Dispõe sobre o regulamento do Cemitério Municipal de Santa Bárbara. Acesso em 03 de março de 2019, em http://transparencia.santabarbara.mg.gov.br/abrir_arquivo.aspx/Decreto_3445_2017?cdLocal=5&arquivo={C381AADD-D31D-75A5-DAD1-AABE3D8E1EEA}.pdf.

Vergara, S. C. (1998). Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. 2. ed. São Paulo: Atlas.

Vilatec. (2015). Cemitério Vertical: o sistema Eco No-Leak para sepultamento. Acesso em 12 outubro de 2019, em http://vilatec.com.br/produtos/cemiterio-vertical/.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i3.2427

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com