Profile of the main exogenous intoxications in the state of piauí: epidemiological analysis of a decade

Carlos Eduardo Dias Pereira, Rayslana Lorena Chagas Ribeiro, Maria Helena Rodrigues Mesquita Britto

Abstract


The objective of this study was to describe the epidemiological profile of exogenous poisoning reported in Piauí - Brazil between 2007 and 2017, observing its impact on society. For this, a research with exploratory, epidemiological and descriptive appraisal with cross-sectional, quantitative and retrospective approach was developed, data collection was done on the DATASUS platform between these years, thus all available notifications were evaluated. The variables age, sex and toxic agent were studied, recording 8,210 reported poisoning cases. The results obtained with this research indicate that the sex most affected by poisoning is female 4879 notifications during this period and the most affected age is 20-39 years, with 3218 cases. Drugs are among the leading causes of poisoning 4023 records, highlighting a public health problem, and the rational use of medications. Thus, there is a need for campaigns, especially among young and female adults, related to suicide prevention in the state of Piauí, becoming more relevant work on this subject, helping to create public policies with the aim of reduction of this alarming number.


Keywords


Epidemiology; Classification; Toxic Substances.

References


Carvalho, F.S., Mororó, W.M., Alencar, Y.C.A., Sette, R.B.T., & Sousa, M.N.A. (2017). Intoxicação exógena no estado de Minas Gerais, Brasil. Revista eletrônica da Fainor, 10(1):172-184.

Klinger, I.E., Schimdt, D.C., Lemos, D.B., Pasa, L., Possuelo, L.G., & Valim, A.R.M. (2016). Intoxicação exógena por medicamentos na população jovem do Rio Grande do Sul. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, 1(1):44-52.

Mathias, T.L., Guidoni, C.M., & Girotto, E. (2019). Tendências de eventos toxicológicos relacionados a medicamentos atendidos por um centro de informações toxicológicas. Revista Brasileira de epidemiologia, 22(1):1-13.

Mota, D.M., Vigo, A., & Kuchenbecker, R.S. (2018). Recomendações de códigos da CID-10 para vigilâncias de reações adversas e intoxicações a medicamentos. Revista Ciências e Saúde Coletiva, 23(9):3041-3054.

Oliveira, F.F.S., & Suchara, E.A. (2014). Perfil epidemiológico das intoxicações exógenas em crianças e adolescentes em município do Mato Grosso. Revista Paulista de Pediatria, 32(4):299-305.

Ramos, T.O., Colli, V.C., & Sanches, A.C.S. (2017). Indicadores epidemiológicos das intoxicações exógenas em crianças menores de 5 anos na região de Araçatuba – SP. Rev. Inter. v. 10, n. 03, p. 86-100.

Rangel, N.L., & Francelino, E.V. (2018). Caracterização do perfil das intoxicações medicamentosas no Brasil, durante 2013 a 2016. Revista Multidisciplinar e de Psicologia, 12(42):121-135.

Silva, L.H., Viana, A.C., Mendes, W.P., Silva, A.L., & Carvalho, L.S. (2017). Intoxicação exógena por medicamentos: aspectos epidemiológicos dos casos notificados entre 2011 e 2015 no maranhão. Revista ReonFacema, 3(2):477-482.

Vieira, L.P., Santana, V.P.T., & Suchara, E.A. (2015). Caracterização de tentativas de suicídio por substâncias exógenas. Caderno saúde coletiva, 23(2):118-123.

Veloso, C., Monteiro, C.F.S., Veloso, L.U.P., Figueiredo, M.L.F., Fonseca, R.S.B., Araújo, T.M.E., & Machado, R.S. (2017). Violência autoinfligida por intoxicação exógena em um serviço de urgência e emergência. Revista Gaúcha de enfermagem, 38(2).

Vanzella, S., & Hillesheim, A.C. (2016). Perfil de pacientes com intoxicações exógenas notificadas no estado de Santa Catarina. [Enfermeira da Unidade de terapia intensiva do Hospital São Paulo, Xanxerê-SC, Especialista em auditoria de enfermagem pela SEMSUPEG; Pós Graduanda em urgência e emergência pela UNOCHAPECÓ.

Zambolim, C.M., Oliveira, T.P., Hoffmann, A.N., Vilela, C.E.B., Neves, D., Anjos, F.R., Soares, L.M., Tiburzio, L.S., Cardoso, L.A.F., Murad, M.B., Magalhães, M.G., Oppermann, P.E.R., & Guimarães, S.J. (2008) Perfil das intoxicações exógenas em um hospital universitário. Revista Médica de Minas Gerais, 18(1):5-10.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i3.2318

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com