The Importance of Straw No-Tillage System for Soil Restructuring and Organic Matter Restoration

Pedro Emílio Amador Salomão, Werner Kriebel, Arthur Amaral dos Santos, Ana Clara Esteves Martins

Abstract


The chemical, physical and biological conditions of the soil are extremely important to obtain satisfactory agricultural production. The no-tillage system (SPD) contributes to minimize soil loss in the crop, ensuring the stability of its aggregates by minimal soil tillage and overlapping the soil with a vegetable layer. The present work aims, through a review of available literature, to show that the no-tillage system promotes soil restructuring through the action of organic matter built by crop residues from the crop rotation process. Aiming to minimize problems in agricultural production as the beginning of the erosive process, the SPD uses conservation techniques to promote soil decompression and increase the biodiversity of the production system through the diversity of species provided by the crop rotation and succession process. Thus, the no-tillage system increases the natural fertility of the soil by decomposing organic matter and intercropping with leguminous plants that increase the concentration of nitrogen (N) in the soil. Thus, it can be concluded that SPD provides numerous short, medium and long term benefits, enabling the solution of environmental problems found in the area of agricultural production, making the system more sustainable. In this work a bibliographical revision about the theme is made.


Keywords


agricultural production; SPD; organic matter; crop rotation; biodiversity.

References


Adams, G. A. (2016). Influência de diferentes tipos de plantas sobre a estrutura do solo em plantio direto. UFFS. Cerro Largo, RS.

Amado, T.J.C., Mielniczuk, J., Fernandes, S.B.V., & Bayer, C. (1999). Culturas de cobertura, acúmulo de nitrogênio total no solo e produtividade de milho. Revista brasileira de ciência do solo. Campinas. 23(3): 679-686 (jul./set. 1999).

Alvarenga, R. C., Cabezas, W. A. L., Cruz, J. C., & Santana, D. P. (2001). Plantas de cobertura de solo para sistema plantio direto. Embrapa Milho e Sorgo-Artigo em periódico indexado (ALICE). (Autores, a informação está incompleta: como assim, periódico indexado? Qual o volume, número e paginas?)

Araújo, A.G., Junior, R. C., & Siqueira, R. (2001). Mecanização do plantio direto: problemas e soluções. IAPAR (Autores, a informação está incompleta: como assim, periódico indexado? Qual o volume, número e páginas?)

Bertol, I., Cogo, N. P., & Levien, R. (1997). Erosão hídrica em diferentes preparos do solo logo após as colheitas de milho e trigo, na presença e na ausência dos resíduos culturais. Revista brasileira de ciência do solo. Campinas. 21(3): 409-418. (jul./set. 1997).

CASTROFILHO, C. D., Muzilli, O., & Podanoschi, A. L. (1998). Estabilidade dos agregados e sua relação com o teor de carbono orgânico num Latossolo Roxo distrófico, em função de sistemas de plantio, rotações de culturas e métodos de preparo das amostras. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 22(3), 527-538.

Castrofilho, C.D., Muzilli, O., & Podanoschi, A.L. (1998). Estabilidade dos agregados e sua relação com o teor de carbono orgânico num Latossolo Roxo distrófico, em função de sistemas de plantio, rotações de culturas e métodos de preparo das amostras. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 22(3): 527-538.

Cardoso, F.P. (2003). Plantio direto: ano 2000. R. Agric, 78(1): 165-168.

Correa, L. A., & Cruz, J. C. (1987). Plantio direto. Embrapa Milho e Sorgo-Artigo em periódico indexado (ALICE). (Autores, a informação está incompleta: como assim, periódico indexado? Qual o volume, número e paginas?)

Denardin, J.E., Kochhann, R.A., Faganello, A., Denardin, N., & Wietholter, S. (2012). Diretrizes do Sistema Plantio Direto no contexto da agricultura conservacionista. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 15.

Denardin, J. E. (2014). Manejo da cultura de soja para terras baixas. In Embrapa Trigo-Artigo em anais de congresso (ALICE). In: REUNIÃO DE PESQUISA DA SOJA DA REGIÃO SUL, 40., 2014, Pelotas. Atas e resumos... Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2014..

Darolt, M. R., & SKORA NETO, F. (2002). Sistema de plantio direto em agricultura orgânica. Revista Plantio Direto, 70(1).

ESPÍNDOLA, J. A. A., GUERRA, J. G., & de Almeida, D. L. (1997). Adubação verde: Estratégia para uma agricultura sustentável. Embrapa Agrobiologia-Documentos (INFOTECA-E).

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Rotação de culturas – Paraná 2007.

Denardin, J. E., Kochhann, R. A., Faganello, A., DENARDIN, N., & WIETHOLTER, S. (2012). Diretrizes do Sistema Plantio Direto no contexto da agricultura conservacionista. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 15.

Hernani, L., & De Melo Filho, G. A. (2009). Sistemas produtivos utilizados em lavouras conduzidas em" Plantio Direto" na região dos cerrados. Embrapa Agropecuária Oeste-Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E).

FEBRAPDP – Federação Brasileira de Plantio Direto na Palha. Área de plantio direto no Brasil. Disponível em:. Aceso em 12/10/2019.

Fiorin, J. E. (2008). Ciclagem de nutrientes e produtividade de grãos em sucessões de culturas sob sistema plantio direto (Doctoral dissertation, Universidade Federal de Santa Maria).

Fiorin, J. E. (2007). Rotação de culturas e as plantas de cobertura de solo. Informativo Fundacep, (02), 1-8.

Fidelis, R. R., Rocha, R. N. C., Leite, U. T., & Tancredi, F. D. (2003). Alguns aspectos do plantio direto para a cultura da soja. Bioscience Journal, 19(1).

Hernani, L. C., Kurihara, C. H., & SILVA, W. D. (1999). Sistemas de manejo de solo e perdas de nutrientes e matéria orgânica por erosão. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 23(1), 145-154.

Indice Brasileiro De Geografia E Estatística. Censo agropecuário – 2017. Disponível em: . Aceso em: 01/10/2019

Junior, R. C., de Araújo, A. G., & Llanillo, R. F. SISTEMA PLANTIO DIRETO NO SUL DO BRASIL: Fatores que promoveram a evolução do sistema e.

Júnior, L. A. Z., Lana, R. M. Q., Carvalho-Zanão, M. P., & Guimarães, E. C. (2010). Variabilidade espacial de atributos químicos em diferentes profundidades em um Latossolo em sistema de plantio direto. Revista Ceres, 57(3), 429-438.

Lawton, K., Coelho, M. A., & Crisóstomo, L. A. (1978). Movimento e perdas por lixiviacao de nutrientes so luveis aplicados a solos do Estado do Ceara, Brasil. Ciência agronômica.

Lima Lázaro, R. D., da Costa, A. C. T., da Silva, K. D. F., Sarto, M. V. M., & Júnior, J. B. D. (2013). Produtividade de milho cultivado em sucessão à adubação verde. Pesquisa Agropecuária Tropical, 43(1).

Muzilli, O. (2002). Manejo da matéria orgânica no sistema plantio direto: a experiência no Estado do Paraná. Informações agronômicas, 100, 6-10.

Muzilli, O., & FUNDAÇÃO CARGILL. (1985). Fertilidade do solo em plantio direto. Atualização em plantio direto.

Mantovani, E. C. (1987). Máquinas e implementos agrícolas. Embrapa Milho e Sorgo-Artigo em periódico indexado (ALICE).

Melhorança, A. L. (2002). Tecnologia de dessecação de plantas daninhas no sistema plantio direto. Embrapa Agropecuária Oeste-Circular Técnica (INFOTECA-E).

Motter, P., & ALMEIDA, H. D. (2015). Plantio direto: A tecnologia que revolucionou a agricultura brasileira. Foz do Iguaçu: Parque Itaipu.

de Oliveira, T. K., de Carvalho, G. J., & de Souza Moraes, R. N. (2002). Plantas de cobertura e seus efeitos sobre o feijoeiro em plantio direto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 37(8), 1079-1087.

Roloff, G., Lutz, R. A., & Mello, I. (2011). Validação do Índice de Qualidade Participativo (IQP) do Plantio Direto. Boletim Técnico. FEBRAPDP.

de Silva, R. L., & De Maria, I. C. (2011). Erosão em sistema plantio direto: Influência do comprimento de rampa e da direção de semeadura. Revista Brasileira de Engenharia Agricola e Ambiental-Agriambi, 15(6).

Seixas, J., Roloff, G., & Ralisch, R. (2005). Tráfego de máquinas e enraizamento do milho em plantio direto. Ciência Rural, 35(4), 794-797.

Teixeira, C. M., de Carvalho, G. J., de Andrade, M. J. B., Silva, C. A., & Pereira, J. M. (2009). Decomposição e liberação de nutrientes das palhadas de milheto e milheto+ crotalária no plantio direto do feijoeiro. Acta Scientiarum. Agronomy, 31(4), 647-653.

Kochhann, R. A., & Denardin, J. E. (2000). Implantação e manejo do sistema plantio direto. Embrapa Trigo.

Kluthcouski, J., Cobucci, T., Aidar, H., Yokoyama, L. P., de Oliveira, I. P., Costa, J. D. S., ... & Magnabosco, C. D. U. (2000). Sistema Santa Fé-Tecnologia Embrapa: integração lavoura-pecuária pelo consórcio de culturas anuais com forrageiras, em áreas de lavoura, nos sistemas direto e convencional. Embrapa Arroz e Feijão-Circular Técnica (INFOTECA-E).

Rodrigues, J. P., Salomão, P. E. A., Freitas, S. D. J., Rodrigues, W. P., Struiving, T. B., & Vale, P. (2019). Effect of growth regulators on maturity of fruit and quality of coffee drin. Research, Society and Development, 8(6), 17861026.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1870

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356