Traveling exhibitions and the popularization of geosciences

Caiubi Emanuel Souza Kuhn, Flavia Regina Pereira Santos de Siqueira, Livia Halle Najm de Sá, Gustavo Gomes Pereira, Lucas Rafael Delcico Rezende, Daniel Souza Dias

Abstract


The contents linked to geosciences are fundamental for the citizen to be able to make a correct analysis of the Earth system, its variables and limitations, thus allowing conscious decisions to be made to guarantee the sustainability of our planet. Currently, in basic education, geoscientific contents are present in various disciplines such as physics, chemistry, geography and biology. This paper aims to present the results of a multidisciplinary approach performed by an extension project through itinerant exhibitions of rocks, minerals, fossils and archaeological materials. The exhibitions were held at schools and events located in the metropolitan region of Cuiabá, State of Mato Grosso, Brazil. The actions were developed through the Education and Geosciences Extension Project, between the years 2016 and 2018, and directly reached about 5,487 people. Thus, the exhibitions contributed to the process of teaching and learning of students and helped in the process of popularization of science. The developed methodology can be replicated elsewhere or be used as a reference for building similar actions.


Keywords


Extension project, environment, sustainability, society.

References


Almeida C.N., Araújo C. & Mello E.F. (2015). Geologia nas Escolas de Ensino Básico: a experiência do Departamento de Geologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Terr æ Didática, 11(3):150-161.Disponivel em: http://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/. Acesso em: 27 de junho 2019.

Bonito J. & Morgado M. (2017). As Ciências da Terra na disciplina de Ciências Naturais do ensino básico em Portugal. In Terræ Didatica, 13(3):258-270. Disponível em: . Acesso em: 27 de junho 2019.

Cidin, R.C.P.J. & Silva, R.S. (2004). Pegada Ecológica: instrumento de avaliação dos impactos antrópicos do meio natural. Estudos Geográficos 2(1):43-52.

CREA-MT (2017, agosto 16). Projeto “Educação e geociências” desenvolve exposições em escolas. https://www.crea-mt.org.br/portal/clipping/projeto-educacao-e-geociencias-desenvolve-exposicoes-em-escolas/

Ferreira J.M.de B., Ferreira A.C. (2008). A sociedade da informação e o desafio da sucata eletrônica; Revista de Ciências Exatas e Tecnologia, 3(3).

Gazeta Digital (2017). Projeto Geociência faz sucesso em escolas da Capital. [Arquivo de vídeo]. Recuperado de https://www.gazetadigital.com.br/video/36449

Gazeta Digital (2018). Alunos da UFMT passam conhecimentos para estudantes de escola. [Arquivo de vídeo]. Recuperado de https://www.gazetadigital.com.br/video/39626

Guimarães E.M. (2004). A contribuição da geologia na construção de um padrão de referência do mundo físico na educação básica; Revista Brasileira de Geociências. 34(1):87-94.

Globo. Bom dia – MT (2018, agosto 22) Uma aula diferente com fósseis de animais pré-históricos. [Arquivo de vídeo]. Recuperado de https://globoplay.globo.com/v/6963296/

Hipernotícias (2018, junho 20). Exposições itinerantes possibilitam contato entre estudante e a ciência. https://www.hipernoticias.com.br/cidades/exposicoes-itinerantes-possibilitam-contato-entre-estudante-e-a-ciencia/100324

Kuchenbecker M. (2017). Práticas multidisciplinares para o ensino introdutório de Geociências. In: Terræ Didática, 13(3):303-309. Disponível em: . Acesso em: 27 de junho 2019.

Kuhn C.E. S. (2016). Ensino de geociências: exposições itinerantes como ferramenta educacional, Revista Educação, Cultura e sociedade, Sinop/MT/Brasil, v. 6, n. 1, p. 261-274.

Kuhn C.E.S., Pereira G.G., Moreira, R.M. (2016). Educação em geociências, desenvolvimento sustentável e mineração. Corixo - Revista de Extensão Universitária, v. 5, p. 44-57.

Kuhn, C.E.S., Siqueira, F.R.P.S. & Gomes, A.C.F. (2019). Extensão universitária e desenvolvimento do pensamento crítico de estudantes de engenharia de minas e geologia. Research, Society and Development, v. 8, p. 3283730.

ONU BR. Fenômenos naturais deslocaram 19,2 milhões de pessoas em 2015, alerta escritório da ONU. Website das Organizações das Nações Unidas - ONU BR. Disponível em: Acessado em: 04 de maio de 2019.

Pereira A.S., Shitsuka D.M., Parreira F.J., Shitsuka R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1. Acesso em: 21 out. 2019.

Programme for International Student Assessment (PISA). Resumo de resultados nacionais do PISA 2015. Disponível em : Acessado em: 04 de maio de 2019.

Política Nacional de Extensão Universitária (PROEX), Fórum de Pró-Reitores das Instituições Públicas de Educação Superior Brasileiras. Manaus – AM. Maio de 2012.

Reis M.A. F. dos., Carvalho C.V. de A., Carvalho J.V., Rodrigues M.A. da C., Medeiros M. A.M., Villena H.H., Oliveira F.M. de., Dornelas V.R. (2005). Sistema Multimídia Educacional para o Ensino de Geociências: uma Estratégia Atual para a Divulgação da Paleontologia no Ensino Fundamental e Médio, In: ANUÁRIO DO INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS, Vol. 28-1, p. 70-79.

Ruchkys Ú.A., Machado M.M.M., Cachão M. (2012). Programa Rocha Amiga, Iniciativas para Crianças do Ensino Fundamental no Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais - Brasil; In: ANUÁRIO DO INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS. Vol. 35 – 1. p.261-270

Silva D. G. (2018). O ensino de geociências no contraturno escolar decifrando a terra - possibilidades e desafios para inserção das geociências na escola. Campinas, SP : [s.n.], 2018. Dissertação de mestrado – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências.

Vaz J. G., Carneiro V. A. (2014). Escala de Mohs: o grau de dureza dos minerais dos estojos didáticos do acervo da segep - seção de geologia e paleontologia da ueg/ccet. Revista Percurso - NEMO. Maringá, v. 8, n. 2, p. 27- 57, 2016. DOI: 10.4025/revpercurso.v8i2.31382

Universidade Federal de Mato Grosso. (2014). Engenharia de Minas, Projeto Pedagógico de Curso de Graduação 2014 A 2019. Campus Universitário Várzea Grande.

UFMT (2017, agosto 16). Projeto Educação e Geociências realiza exposições em escolas públicas. https://www.ufmt.br/ufmt/site/noticia/visualizar/37020/sinop

UFMT (2018, junho 19). Programa de extensão da UFMT expõe acervo em escola de Cuiabá. https://www.ufmt.br/ufmt/site/noticia/visualizar/41488/Cuiaba

Seduc-MT (2016, setembro 23). Escolas da rede estadual recebem exposição itinerante. http://www.mt.gov.br/-/5007120-escolas-da-rede-estadual-recebem-exposicao-itinerante

TV Universidade – UFMT (2017). Projeto de Educação em Geociência. [Arquivo de vídeo]. Recuperado de youtube.com/watch?v=mXEJ-w2trW0&t=3s




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1861

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com