Didactic engineering on the National Program for Access to Technical Education and Employment in Youth and Adult Education in the Prison System

Rannyelly Rodrigues de Oliveira, Evangeline de Albuquerque Alves, Francisco Régis Vieira Alves

Abstract


This research reports a didactic experience in the National Program for Access to Technical Education and Prison Employment through the professional qualification course of Cleaning and Conservation Agent. It was observed that the prison system encompasses a reframed educational scenario in the modality of Youth and Adult Education (EJA). So that allows the prisoner to reintegrate into society. This paper aimed to describe the didactic and cognitive obstacles present in the EJA of the prison system, envisaging a didactic situation from an active methodological perspective. Didactic Engineering was adopted as the methodological course. Finally, it is possible to understand, in this context, the existence of didactic and cognitive obstacles that, despite hindering the teaching and learning process, do not prevent the realization of a potentially significant didactic situation for the students, such that a learning that develops have relevance in your life outside of school.


Keywords


Didactic Engineering; Pronatec Prison; Youth and Adult Education.

References


Ávila, T. G. (2013) Os desafios de ensinar e de aprender no sistema prisional. trabalho de conclusão de curso: especialização em educação de jovens e adultos. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 56p. Disponível em: Acesso em: 05.mar.2019.

Borges, T. S.; Alencar, G. (2014) Metodologias ativas na promoção da formação crítica do estudante: o uso das metodologias ativas como recurso didático na formação crítica do estudante do ensino superior. Cairu em Revista, ano 03, n. 04, p. 119-143, ISSN 22377719.

Brasil. (2009) Resolução n. 3 de 11 de março de 2009. Dispõe sobre as diretrizes nacionais para a oferta de educação nos estabelecimentos penais. Ministério da educação – MEC. Disponível em: Acesso em: 04.set.2018.

Brasil. (2010) Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação Câmara de Educação Básica. Resolução nº 2, de 19 de maio de 2010. Ministério da Educação – MEC. Disponível em: Acesso em: 04.set.2018.

Brasil. (2000) Parâmetros Curriculares Nacionais. Ministério da Educação – MEC. Disponível em: Acesso em: 05.mar.2019.

Brasil. (2017). Lei de Diretrizes e Base da Educação. Senado Federal. Mesa Biênio 2017-2018. Brasília. Coordenação de Edições Técnicas Disponível em: Acesso em: 05.mar.2019.

Brasil. (2018) MEC e PRONATEC incentivam capacitação em sistema prisional. Ministério da Educação – MEC. Disponível em: , acesso em: 03.set.2018.

Brasil. Departamento Penitenciário Nacional – DEPEN. Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Disponível em: Acesso em: 07.abr.2019.

Brito, G. S.; Lueders, J. (2017) Formação Docente em Metodologias Ativas na Educação de Jovens e Adultos a Distância no SESI/SC. Anais do EDUCERE (XIII Congresso Nacional de Educação). Disponível em: Acesso em: 05.mar.2019.

Ceará. (2014) Censo Penitenciário do Estado do Ceará. Governo do Estado do Ceará. Secretária da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará. Disponível em: Acesso em: 11.fev.2019.

Ceará. (2012) Plano estadual de educação nas prisões do Estado do Ceará. Governo do estado do Ceará. Secretaria de educação do estado. Secretaria da justiça e cidadania. Disponível em: Acesso em: 11.fev.2019.

Conexia Educação (2018). Metodologias ativas: o que são e como aplicar na sua sala de aula. Blog Conexia Educação. Disponível em: Acesso em: 07.abr.2019.

Duarte, W. E.; Menezes, R. O. (2017) Obstáculos didáticos no ensino de matemática. III COLBEDUCA – Colóquio Luso-brasileiro de Educação. Florianópolis/SC. Disponível em: Acessado em: 08.abr.2019.

Garcia, A. (2017) Aprendizagem ativa é mais antiga do que você imagina. A pedra: educação, tecnologia e movimento “open”. Disponível em: Acesso em: 07.abr.2019.

Grayling, A C.; Londres, B. C.; Oxford, S. A. C. (1996) A epistemologia. Tradução de Paulo Ghiraldelli Jr. Epistemology. Bunnin and others (editors); The Blackwell Companhion to Philosophy. Cambridge, Massachusetts: Blackwell Publishers Ltd. Disponível em: Acesso em: 07.abr.2019.

Guimaraes, R. S.; Barlette, V. E.; Guadagnini, P. H. (2015) A engenharia didática da construção e validação de sequências de ensino: um panorama com foco no ensino de ciências. Polyphonía, v. 26 (1), jan./ jun. Disponível em: Acesso em: 30.jan.2019.

Houaiss. (2019) Dicionário Eletrônico. São Paulo: Editora Objetiva.

Julião, E. F. (2007) PGM 3 – Educação profissional para jovens e adultos privados de liberdade. EJA e Educação Prisional, Salto para o Futuro, Boletim 06, p.33-37. Disponível em: Acesso em: 04.set.2018.

Meirelles, E.; et al. (2014) Educação por trás das grades: Os desafios para garantir o direito de estudar a adultos e adolescentes em conflito com a lei. Nova Escola. Disponível em: Acesso em: 04 NOV. 2018.

Paiva, J. (2007) PGM 5 – Conteúdos e Metodologia: A Prática Docente no Cárcere. EJA e Educação Prisional, Salto para o Futuro, Boletim 06, p.49-59. Disponível em: Acesso em: 04/09/2018.

Pereira, A.S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1. Acesso em: 06 out. 2019.

Pessanha, M. (2018) Obstáculos cognitivo-epistemológicos e modelos explicativos no estudo sobre a estrutura da matéria nas aulas de física. Investigações em Ensino de Ciências, v. 23 (2), p. 383-405. Disponível em:

Pinheiro, A. F. R. (2017) O sistema carcerário brasileiro como obstáculo à ressocialização do preso. Âmbito jurídico. Disponível em: Acesso em: 05.mar.2019.

Pommer, W. M. (2013) A Engenharia Didática em sala de aula: elementos básicos e uma ilustração envolvendo as equações diofantinas lineares. São Paulo: 72p. Disponível em: disponível em: Acesso em: 06.jan.2019.

Santos, M. J. C. (2011) As metodologias - Engenharia Didática e Sequência Fedathi: aliadas a teoria de Piaget. Anais do XIII CIAEM-IACME, Recife, Brasil. Disponível em: Acesso em: 30.jan.2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1761

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com