Early Childhood Education and Ethnomathematics: A Study on the Emergence of Rationalities

Sabrina Monteiro, Ieda Maria Giongo

Abstract


This article aims to analyze the productivity of a learning situation entitled “The Earth as a Peppercorn”, made with the children of four and five years of a kindergarten. Based on a theoretical-methodological framework in the field of ethnomathematics, the study is part of a Master's dissertation. Methodologically, the qualitative research relied on ethnographic approaches. The research materials, analyzed through Discursive Textual Analysis, were composed of class recordings and material produced by the children. The results allowed the emergence of mathematical comparisons about distance, size and proportion of the stars.


Keywords


Early Childhood Education; Ethnomathematics; Solar System; Astronomy.

References


André, M. E. D. A. de. (1998). Etnografia da prática escolar. 2ª ed. São Paulo: Papirus Editora.

Araujo, D. A.; Giongo, I. M. (2016). Saberes de cubadores de terra e a matemática escolar: um estudo na perspectiva da etnomatemática. Perspectivas da Educação Matemática. Mato Grosso do Sul: Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, v. 9, n. 21, p. 1253 – 1272.

Barbier, R. (2004). A pesquisa-ação. Brasília (DF): Liber Livro.

Bortoli, G.; Marchi, M. I.; Giongo, I. M. (2014). Entrecruzamentos do pensamento etnomatemático e da história da matemática: Possibilidades para uma prática pedagógica. Zetetiké. Campinas: Unicamp, v. 22, n. 41, p. 59 – 82.

Bogdan, R.; Biklen, S. (1994). A investigação qualitativa em educação. Porto/Portugal: Porto Editora.

Carvalho, M.; Bairral, M. A. (Org.). (2012). Matemática na Educação Infantil: investigações e possibilidades de práticas pedagógicas. Rio de Janeiro: Vozes.

Cimadon, E. (2018). Geometria Espacial e Educação Infantil: possibilidades para o ensino a partir de uma proposta etnomatemática. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas da Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado.

Costi, A.(2018). Processos produtivos, Anos Iniciais do Ensino Fundamental e ensino de Matemática: um estudo etnomatemático. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas da Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado.

D’Ambrosio, U. (1986). Da realidade à ação – reflexões sobre educação e matemática. 3. ed. Campinas – SP: Editora da Universidade Estadual de Campinas.

D’Ambrosio, U. (1990). Etnomatemática. São Paulo: Ática.

D’Ambrosio, U. (2015). Etnomatemática – Elo entre as tradições e a modernidade. 5. Ed. Belo Horizonte: Autêntica.

Freire, M. (1983). A paixão de conhecer o mundo: relato de uma professora. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Loizos, P. (2008). Vídeo, filme e fotografias como documentos de pesquisa. In: BAUER, M.

W.; GASKELL. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Petrópolis, RJ: Vozes.

Lüdke, M.; André, M. E. D. A. (1986). Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU.

Malaguzzi, L. (1999). Histórias ideias e filosofia básica. In: Edwards, C.; Gandini, L.; Forman, G. As cem linguagens da criança. Porto Alegre: Artes Médica.

Moraes, R. (2003). Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência & Educação. Bauru: Faculdade de Ciências, v. 9, p. 191-211.

Moraes, R.; Galiazzi, M. do C. (2007). Análise Textual Discursiva. Ijuí: Ed. Unijuí.

Monte, M. T. (2015). Nas velas da etnomatemática: Rotas e aventuras numa prática pedagógica. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas da Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado.

Moreira, M. A. (2011). Metodologias de Pesquisa em Ensino. São Paulo: Editora Livraria da Física.

Rinaldi, C. (2012). Diálogos com Reggio Emilia: escutar, investigar e aprender. São Paulo: Paz e Terra.

Rodrigues, N. I. (2010). Matemática, Educação Infantil e Jogos e Linguagem: um estudo etnomatemático. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas do Centro Universitário UNIVATES, Lajeado.

Silva, J. S. d. (2011). O planejamento no enfoque emergente: uma experiência no 1º ano do Ensino Fundamental de 9 anos. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre.

Smole, K. S.; Diniz, M. I.; Cândido, P. (2003). Figuras e formas. Porto Alegre: Artmed.

Smole, K. C. S. (2000). A matemática na Educação Infantil: A teoria das inteligências múltiplas. Porto Alegre: Artmed.

Souza, A. S. de. (2015). Trabalhando com Unidades de medidas e Estimativas na Educação Infantil. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas do Centro Universitário UNIVATES, Lajeado.

Wanderer, F. (2014). Observatório da Educação In: Tendências no Ensino da Matemática. In: Munhoz, A. V.; Giongo, I. M. (orgs.). Educação Matemática, Etnomatemática e Práticas Pedagógicas. Lajeado: EVANGRAF. p. 9-21.

Wanderer, F.; Knijnik, G. (2008). Discursos Produzidos por Colonos do Sul do País Sobre a Matemática e a Escola de seu Tempo. Revista Brasileira de Educação, v. 13, n. 39, set/dez.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1702

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com