Using rich picture as a didactic resource based on visual thinking

Cristiano Tolfo

Abstract


Information representation techniques can promote knowledge through visual thinking, aiding in the teaching and learning of various subjects in different areas of knowledge. Considering this, this article aims to analyze the use of rich picture as a didactic resource for teaching based on visual thinking. The paper presents an experience report that constitutes a qualitative study, in which the rich picture was used as a didactic resource in an undergraduate course taught for a Software Engineering course. The results of the experiment underscore the potential for using rich picture in disciplines that adopt problem-situation analysis as a teaching strategy, as it enables the analysis of complex relationships. The study also highlights that adopting the rich picture as a didactic resource requires prior planning, identifying its suitability to the learning objectives involved and the content of the subject.


Keywords


Higher education; Teaching Strategy; Visual Representation Techniques of Information.

References


Adão, N. M. L., de Melo, A. A., & Grumovski, D. Adaptação do Rich picture (desenho rico) na análise para o desenvolvimento de softwares no curso técnico em Informática. Informática na educação: teoria & prática, 17(1).

Bernardo, V. M., Zuchiwschi, E., Vicente, N. R., Fantini, A. C., Schlindwein, S. L., & Alvesa, A. C. (2010). Questões complexas na agricultura de Santa Catarina: estruturando situações-problema através da abordagem sistêmica. FACEF Pesquisa-Desenvolvimento e Gestão, 12(2).

Bizagi. (2019). BizAgi Process Modeler. Obtido em 17 de Agosto, de http://www.bizagi.com.

Buzan, T. (2009) Mapas Mentais: métodos criativos para estimular o raciocínio e usar ao máximo o potencial do seu cérebro. Rio de Janeiro: Sextante.

Checkland, P. (1999). Systems thinking, systems practice. Chichester: Wiley.

Deus, I. N., & Tolfo, C. (2018). Um relato de uso do pensamento visual para o ensino sobre ecossistemas de inovação. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, 10(2).

Gil, A. C. (2000). Metodologia do Ensino Superior . São Paulo: Editora Atlas.

Kon, A. (2016). Ecossistemas de inovação: a natureza da inovação em serviços. Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace, 7(1).

Novak, J. D., & Cañas, A. J. (2010). A teoria subjacente aos mapas conceituais e como elaborá-los e usá-los. Práxis Educativa, 5(1), 9-29.

OMG. Object Management Group. (2019). Business Process Model and Notation. Retrieved august 17, from http://www.bpmn.org.

Ontoria, A., De Luque, A., & Gómez, J. P. R. (2004). Aprender com mapas mentais. Uma estratégia para pensar e estudar. São Paulo, SP: Madras.

Osterwalder, A., & Pigneur, Y. (2010). Business model generation: a handbook for visionaries, game changers, and challengers. John Wiley & Sons.

Roam, D. (2012). Desenhando negócios: como desenvolver ideias com o pensamento visual e vencer nos negócios. Rio de Janeiro: Elsevier.

Santos, S. G. S., reis, E. C. G., & pinheiro, E. M. (2016). Aplicação da metodologia soft systems para estruturar problemas em um curso de graduação. Humanas Sociais & Aplicadas, 6(17).

Teixeira, C. S., Trzeciak, D. S., & Varvakis, G. (2017). Ecossistema de Inovação: alinhamento conceitual. Florianópolis: Perse. Obtido em 17 de agosto, de http://via.ufsc.br/wp-content/uploads/2017/07/e-book-Ecossistemadeinovacao.pdf

Tolfo, C.. (2017). Mapas conceituais: aplicações no ensino, pesquisa e extensão. 1. ed. São Cristóvão: Editora UFS.

Tolfo, C.. (2019). Mapas mentais: aplicações no ensino, pesquisa e extensão. 1. ed. São Cristóvão: Editora UFS.

UNIPAMPA. Universidade Federal do Pampa, Curso de Engenharia de Software - Campus Alegrete. (2018). Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia de Software. Alegrete, RS. Obtido em 19 de agosto, de http://dspace.unipampa.edu.br/bitstream/riu/100/8/PPC_Engenharia%20de%20Software_Alegrete.pdf.

Wazlawick, R. (2014). Metodologia de pesquisa para ciência da computação. 2ª edição. Rio de Janeiro: Elsevier.Colocar espaço entre uma referência e outra. Lembre que usamos APA.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1663

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356