Analysis of publications on problem solving methodology and themes in the initial training of chemistry teachers

Édila Rosane Alves da Silva, Mara Elisa Fortes Braibante

Abstract


This work presents a bibliographic research in national and international journals in the area of Science Teaching, covering the period from 2007 to 2018, for which we propose to investigate and understand how the articulation of themes and methodology of Science Resolution has been approached. Problems in the initial formation of chemistry teachers. Additionally, it seeks to identify the relationships established between the proposed themes and the methodological strategy of Problem Solving in the different curricular components, as well as the pedagogical, formative and reflexive aspects developed at this level of education. In addition, we examine the types of themes and problems flagged in the literature. The analysis of the results shows a variety of approaches that address these methodological perspectives in Higher Education, as well as pointing to evidence on the development of skills and competences suggested in the normative documents for the professional formation of the teaching career.


Keywords


Teaching by Themes; Nature of the problems; Teacher training.

References


Auler, D. (2002). Interações entre ciência-tecnologia-sociedade no contexto da formação de professores de ciências nos acervos da coleção e coletânea do Repositório Institucional da Universidade Federal de Santa Catarina/ SC. Tese de Doutorado (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC.

Auler, D. (2001) Alfabetização Cientifico-Tecnológica para quê? Revista Ensaio - Pesquisa em Educação em Ciências, vol. 3, n°. 2, p. 122 – 134.

Bogdan, R.C; Biklen, S. K. (1994). Investigação qualitativa em educação. Porto: Porto Editora.

Braibante, M. E. F; Braibante, H. T. S. (2019). Temáticas para o Ensino de Química: contribuições com atividades experimentais. Curitiba: Ed. CRV.

Brasil. (2018). Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Ensino Médio. Homologada pela Portaria n° 1.570, publicada no D.O.U. de 21/12/2017, Seção 1, Pág. 146.

Brasil. (2001). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CES nº 1.303/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Química. Diário Oficial da União.

Brasil. (2000). Ministério da Educação, Secretaria de Ensino Básico. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília, DF.

Brasil. (1998). Secretária de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências Naturais/ Secretária de Educação Fundamental, Brasília, DF.

Brasil. (2015). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Resolução Nº 2, de 1º de julho de 2015.

Brasil. (2013). Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Secretária de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral, Brasília: MEC, SEB, DICEI.

Cachapuz, A. F. (1999). Epistemologia e Ensino de Ciências no Pós- Mudança Conceptual: Análise de um percurso de pesquisa. In Atas do II Encontro Nacional de Pesquisa em Ensino de Ciências.

Cárdenas, F. R; Padílha, K. (2012). La indagación y la enseñanza de las ciências. Educación Química. vol. 23, n°. 4, p. 415 – 421.

Coronel, D. V; Curotto, M. M. (2008). La resolución de problemas como estrategia de enseñanza y aprendizaje. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias. vol. 7, n°. 2, p. 463-479.

Córtez, A. L.G; De La Gándara, M.G. (2006). La construcción de problemas en el laboratorio durante la formación del profesorado: nuna experiencia didáctica. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias. vol. 25, n°. 3.

Cavalcanti, E. L. D; Soares, M. H. F. B. (2009). O uso do jogo de roles (roleplaying game) como estratégia de discussão e avaliação do conhecimento químico. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias. vol.8, n°. 1 p. 255-282.

D’amore, B. (2007). Elementos de didática da matemática. Tradução Maria Cristina Bonami. São Paulo: Editora e Livraria da Física. Tradução de Elementi di didática della matemática.

Delizoicov, D.; Angotti, J. A. (1992). Física. 2. ed. São Paulo: Cortez.

Delizoicov, D.; Angotti, J. A.; Pernambuco, M. M. (2002). Ensino de Ciências: Fundamentos e Métodos. São Paulo: Cortez.

Echeverría, M. D. P; Pozo, J. I. (org.). (1998). Aprender a resolver problemas e resolver problemas para aprender. In: Pozo, J. I. (Ed.). A solução de problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: Artmed.

Fernandes, L. S; Campos, A. F. (2014). Elaboração e aplicação de uma intervenção didática utilizando situação-problema no Ensino de Ligação Química. Experiências em Ensino de Ciências. vol. 9, n°. 1, p. 37 – 49.

Figueira, A. C. M; Rocha, J. B. T. (2012). Açúcares Redutores no Ensino Superior: Atividades Baseadas na Resolução de Problemas. Experiências em Ensino de Ciências. vol. 7, n°. 3, p. 79 – 85.

Freire, P. (1981). Ação Cultural para a Liberdade e Outros Escritos. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Gil-Pérez, D. (1994). Relaciones entre conocimiento escolar y conocimiento científico. Investigación en la Escuela. n°. 23, 17-32.

Gil, A. C. (2017). Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 6 ed. São Paulo, Atlas.

Goi, M. E. J; Santos, F. M. T. (2014). Formação de Professores e o desenvolvimento de habilidades para a utilização da Metodologia de Resolução de Problemas. Investigações em Ensino de Ciências. vol. 19, n°. 2, p. 431 -450.

Lima, F. S. C; Arenas, L. T; Passos, C. G. (2018). A Metodologia de Resolução de Problemas: Uma Experiência para o Estudo das Ligações Químicas. Química Nova. vol. 41, n° 4, p. 468 -475.

Lopes, J. (1994). Resolução de problemas em Física e Química. Lisboa: Texto Editora.

Marcon, D. (2011). Construção do conhecimento pedagógico do conteúdo dos futuros professores da Educação Física. Dissertação de doutoramento (Ciência do Desporto)- Universidade do Porto, Portugual.

Marcondes, M. E. R. et al. (2009). Materiais Instrucionais numa perspectiva CTSA: uma análise de Unidades Didáticas produzidas por professores de Química em formação continuada. Investigações em Ensino de Ciências. vol. 14, n°. 2, p. 281-298.

McDonald, C. V. (2013). An examination of preservice primary teachers’ written arguments in an open inquiry laboratory task. Science Education International. Vol. 24, n° 3, p. 254 -281.

Miguéz, M. (2010). Uma estratégia didáctica alternativa em aulas universitárias de química: potenciando el processo motivacional por el aprendizaje. Revista Educación Química. Vol. 21, n° 4, p. 278 -286.

Mortimer, E. F; Machado, A. H; Romanelli, L. I. (2000). A proposta curricular de química do estado de minas gerais: fundamentos e pressupostos. Revista Química Nova. vol. 23, n°. 2, p. 273-283.

Obaya, A. et. al. (2018). Aprendizaje basado en problemas: ¿en qué tiempo se descompone la leche pasteurizada a temperatura ambiente?. Revista Educación Química. vol. 29, n°. 1, p. 99-109.

Oliveira, V. B; Macedo, M. J. H. (2016). A história das grandes descobertas químicas como ferramenta de contextualização. In Atas do XVIII Encontro Nacional de Ensino de Química.

Pozo, J. I. (Org.). (1998). A solução de problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: Artmed.

Pozo, J. I.; Crespo, M. Á. G. (1998). A Solução de Problemas nas Ciências da Natureza. In: Pozo, J. I. (org). A Solução de Problemas: Aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: Artmed.

Sampaio, A. A. M; Bernardo, D. L; Amaral, E. M. R. (2016). Análise de uma Estratégia de Caso vivenciada por Licenciandos em Química. Revista Química Nova na Escola. Vol. 38, n° 2, p. 173 -180.

Santos, W. L. P. (1992). O Ensino de Química para formar o cidadão: principais características e condições para a sua implementação na escola secundária brasileira. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Campinas, Campinas/ SP.

Santos, W. L. P. (2007). Contextualização no ensino de ciências por meio de temas CTS em uma perspectiva crítica. Revista Ciência e Ensino, v. 01, n. esp.

Santos, W. L. P.; Schnetzler, R. P. (1997). Educação em Química: compromisso com a cidadania. Ijuí: UNIJUÍ.

Schön, D. A. (1992). Formar professores como profissionais reflexivos. In: Nóvoa, A. (Coord.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote.

Silva, P. S; Mortimer, E. F. (2012). O Projeto Água em Foco como uma proposta da Formação no PIBID. Revista Química Nova na Escola. vol. 34, n°. 4, p. 240 – 247.

Silva, F. C. V; Campos, A. F. Almeida, M. A. V. (2017). Situação-problema sobre radioterapia no Ensino Superior de Química: Contextos de uma investigação. Experiências em Ensino de Ciências. vol. 12, n°. 1, p.14 – 25.

Silva, E. R. A.; Goi, M. E. J. (2019). Articulação entre Resolução de Problemas e a temática drogas como proposta metodológica para o Ensino de Química. Revista Contexto & Educação, vol. 34, n°. 107, p. 104-125.

Silva, E. R. A; Braibante, M. E. F. (2018). Aprendizagem baseada em problemas e suas derivações metodológicas: um estudo bibliográfico. In Anais eletrônico do 10° Salão Internacional de Ensino, pesquisa e Extensão – SIEPE.

Tosun, C; Taskesenligil, Y. (2013). The effect of problem-based learning on undergraduate students’ learning about solutions and their physical properties and scientific processing skills. Chemistry Education Research and Practice in Europe. vol. 14, n°. 36, p. 36 -50.

Volpato, V. C; Aguiar, J. A; Reis, J. M. C. (2017). A construção de conhecimentos conceituais, procedimentais e atitudinais: contribuições de uma Oficina Temática sobre Investigação Criminal. Revista ACTIO, Curitiba, vol. 2, n°. 3, p. 249-269.

Watts, M. (1991). The Science of Problem-Solving- A Pratical Guide for Science Teachers. London: Cassell.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1589

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com