Análisis experimental de la influencia de ceniza de cascara de arroz sin queima controlada como una adición mineral al hormigón

Sâmara Ferreira dos Santos, Luana de Almeida Moreira, Ladir Antonio Silva Junior

Abstract


This research consists of the evaluation of the rice husk ash (RHA) without controlled burning potential in the partial replacement of cement in the concrete fabrication. In an environmental context, the manufacture of cement makes the cement industry one of the largest emitters of carbon dioxide in the world. RHA is used in mortars and concretes, due to its pozzolanic property, with the objective of cement consume reduction in the concreto blends and, consequently, increase the sustainability of civil construction activities. The objective of this research consisted of 10%, 15% and 20% of cement (by weight) replacement by the RHA. Posteriorly, the RHA workability, the uniaxial compressive strength and the durability of the concrete were evaluated. The methodology consisted of an experimental program. Characterization tests of the RHA and the concrete constituent aggregates were carried out. Besides, structural viability of the concrete with RHA were evaluated. B.E.T and laser granulometry tests were carried out in the concrete with RHA and the cement. The RHA used in this research presented much larger particle size and specific surface area when compared with Portland cement. Due to this fact, the irregular surface and porosity of the RHA, the concrete with RHA had its workability affected in the fresh condition. Slumptest were carried out and the results were null for concretes with 10% and 15% of RHA. In case of default concrete trace, the result of slumptest was equal to 80 mm.  The obtained results indicate that the RHA without controlled burning used in this research presents low pozollanic property. However, the specimens prepared with the RHA presented a percentage of uniaxial compressive strength gain at 28 days of age greater than the default concrete. At 56 days, the concrete trace with replacement of  10% of RHA achieved the characteristic strength adopted in the research. However, the result obtained was still below the characteristic strength of the default concrete. Regarding the durability tests, the specimens with the RHA presented higher water absorption content in all traces at 28 days of age. At 56 days of age, the concrete with 10 % of RHA presented a absorption reduction equal to 2.4% compared to the concrete at 28 days. At 56 days of age, the concrete with 15 % of RHA presented a absorption reduction equal to 1.79% compared to the concrete at 28 days. The results obtained related to the mechanical and durability properties of concrete with RHA without controlled burning are presented in this article in order to contribute to the dissemination of the use of this waste in the civil construction industry.


Keywords


Characterization; Waste; Viability.

References


Associação Brasileira de Normas Técnicas. (2018) ABNT NBR 5739: Concreto - Ensaios de compressão de corpos-de-prova cilíndricos. Rio de Janeiro/RJ.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. (2015) ABNT NBR 5738: Concreto – Procedimento para moldagem e cura de corpos de prova. Rio de Janeiro/RJ.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. (2014) ABNT NBR 12653: Materiais Pozolanicos – Especificação. Rio de Janeiro/RJ.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. (2012) ABNT NBR NM 18: 2012 - Cimento Portland - Análise química - Determinação de perda ao fogo. Rio de Janeiro/RJ.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. (2009) ABNT NBR 9778: Argamassa e concreto endurecidos - Determinação da absorção de água por imersão - Índice de vazios e massa específica. Rio de Janeiro/RJ.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. (1998) ABNT NBR NM 67: Concreto - Determinação da consistência pelo abatimento do tronco de cone. Rio de Janeiro/RJ.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. (1992) ABNT NBR 12652: Materiais pozolânicos – Determinação do teor de álcalis disponíveis – método de ensaio. Rio de Janeiro/RJ.

Batista, A. D. B. (2016). Efeitos de resíduos agroindustriais na resistência mecânica, porosidade e permeabilidade de argamassas e concretos. Dissertação de mestrado, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Barbosa, M. B. (2006). Utilização de resíduos de cinza de casca de arroz e borracha de pneus em concreto de alto desempenho. Dissertação de mestrado, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Campus de Ilha Solteira, SP, Brasil.

Benhelal, E; Zahedi, G., Shamsaei, E., Bahadori, A. (2013). Global strategies and potentials to curb CO2 emissions in cement industry. Journal of Cleaner Production. 51. Doi: http://dx.doi.org/142–161. 10.1016/j.jclepro.2012.10.049.

Bezerra, I. M. T., Souza, J., Carvalho, J. B. Q. & Neves, G. A. (2011, June). Aplicação da cinza da casca do arroz em argamassas de assentamento. Rev. bras. eng. agríc. ambient., Campina Grande , v. 15, n. 6, p. 639-645. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662011000600015.

Collatto, D., Viecili, F. A., Arndt, J. A. & Jesus, R. T. (2011). Utilização da cinza da casca de arroz na produção de concreto usinado em central. 53º Congresso Brasileiro do Concreto. Florianópolis, SC, Brasil.

Cordeiro, G. C. (2006). Utilização de cinzas ultrafinas do bagaço de cana-de-açúcar e da casca de arroz como aditivos minerais em concreto. Tese de doutorado, Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Fapohunda, C., Akinbile B. & Shittu, A. (2017). Structure and properties of mortar and concrete with rice husk ash as partial replacement of ordinary Portland cement – A review. International Journal of Sustainable Built Environment, v. 6, n.2, p. 675-692. https://doi.org/10.1016/j.ijsbe.2017.07.004.

FONSECA, G. C. (2010). Adições minerais e as disposições normativas relativas à produção de concreto no Brasil: uma abordagem epistêmica. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Givi, A. N., Rashid, S. A., Aziz, F. N. A. A. & Salleh, M. A. M. (2010). Assessment of the effects of rice husk ash particle size on strength, water permeability and workability of binary blended concrete. Construction and Building Materials, v. 24, n. 11, p. 2145-2150.

Gomes, C. L. (2018). Avaliação mecânica e de durabilidade de concretos fabricados com resíduo de construção e demolição e cinza de casca de arroz. Dissertação de mestrado, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Hwang, C. L. & CHANDRA, S. (1996). 4 - The use of rice husk ash in concrete. Waste Materials Used in Concrete Manufacturing. Elsevier. Westwood, NJ: William Andrew Publishing. p.184-234. ISBN 978-0-8155-1393-3.

Kuntz, L. M. (2006). The “Greening” of the Concrete Industry: Factors contributing to Sustainable Concrete. Thesis (Master of Engineering). Massachusetts Technology Institute. Cambridge, 41p.

Marques, A. C., Ricci, E. C., Trigo, A. P. M., Akasaki, J. L. (2006). Resistência mecânica do concreto adicionado de borracha de pneu submetido à elevada temperatura. Anais das XXXII Jornadas Sulamericanas de Engenharia Estrutural, Campinas, SP, Brasil.

Mehta, P. K. & Monteiro, P. J. M. (2014). Concreto Microestrutura, Propriedade e Materiais (2ª ed). IBRACON.

Meyer, S. T. (2014). O uso de cloro na desinfecção de águas, a formação de trihalometanos e os riscos potenciais à saúde pública. Cadernos de Saúde Pública, v. 10, p. 99-110.

Moraes, R. C., Isaia, G. C. & Gastaldini, A. L. G. (2000). Efeitos das cinzas volantes, cinza de casca de arroz e filler calcário sobre a resistência mecânica do concreto. 42º Congresso Brasileiro do Concreto, Anais do 42º Congresso do IBRACON, Fortaleza, CE, Brasil.

Nair, D. G., Fraaij, A., Klaassen, A. A. K. & Kgens, A. P. M. (2008). A structural investigation relating to the pozzolanic activity of rice husk ashes. Cement and Concrete Research, v. 38, n. 6, p. 861-869.

Prudêncio Jr., L. R., Santos, S. & Dafico, D. A. (2003). Utilização de resíduos na construção habitacional cinza de casca de arroz. Coletânea HABITARE. v.4(8), p.240–261.

REAL, R. P. (2018). Avaliação da utilização da cinza de casca de arroz como adição mineral em concreto de alto desempenho. Dissertação de mestrado, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Recena, F. A. P. & Serra, G. G. (2002). Dosagem empírica e controle da qualidade de concretos convencionais de cimento Portland (1ª ed) Porto Alegre: EdiPucrs.

Salles, P. V. (2018). Avaliação mecânica e de durabilidade de concretos fabricados com resíduos de construção e demolição. Dissertação de mestrado Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Santos, S. F., Moreira, L. A., Gomes, C. L., Oliveira, R. M., Salles, P. V. & Junior Silva, L. A. (2019). Caracterização da cinza de casca de arroz como adição mineral ao concreto. Research, Society and Development, v. 8, n. X, eXX. doi: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i3.727.

Santos, S. (1997) Estudo da viabilidade de utilização de cinza de casca de arroz residual em argamassas e concretos. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Silva, F. G., Liborio J. & Benedicto L. (2003). Análise das propriedades mecânicas de concretos com agregados de Dmáx < 6,3 mm e com diferentes tipos e teores de sílica. 43º Congresso Brasileiro do Concreto. Anais do 43º Congresso do IBRACON, Vitória, ES, Brasil.

Silva, E. J., Tashima, M. M. & Akasaki, J. L. (2007). Estudo de reações expansivas em argamassas de cimento Portland com cinza de casca de arroz (CCA). Holos Environment, v. 7, n. 1, p. 72-86.

TIBONI, R. (2007). A utilização da cinza da casca de arroz de termoelétrica como componente do aglomerante de compósitos à base de cimento Portland. 2007. Dissertação de mestrado em estruturas, Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, SP, Brasil. doi:10.11606/D.18.2007.tde-19102007-084553.

Van, V., Rößler, C., Bui, D. & Ludwig, H. (2014). Rice husk ash as both pozzolanic admixture and internal curing agent in ultra-high performance concrete. Cement and Concrete Composites, v. 53, n. 12, p. 270-278.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1586

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com