The conception of a virtual music course under the eyes of an instructional designer

Braian Veloso, Milady Silva

Abstract


The objective of this work is presenting the project of the course titled "Use of pentatonic scales in the electric guitar" from the perspective of the instructional designer. It is a course inserted in the field of musical education, aimed at teaching a specific instrument, that is, the electric guitar. It has approximately 1 month of duration and counts on theoretical and practical activities, using different media and formats. The virtual environment selected is Moodle, since it is free and has several tools that tend to contribute to the quality of the proposal in line with the different learning styles of the students. Regarding the methodology, in order to present the data and information related to the design of the course, Activity Map were used. In addition, for the theoretical appreciation focused on the interference of the internal and external environments, SWOT analysis was chosen. Through this work, it is identified that the course is financially viable and the quality of the content to be offered make the difference, as well as the pedagogical accompaniment. Thus, it is considered that, independently of the internal and external interferences, the project has potential for the market.


Keywords


Distance Education; Musical Education; Moodle; SWOT Analysis.

References


Becker, F. (2009). O que é construtivismo?. Recuperado de http://maratavarespsictics.pbworks.com/w/file/fetch/74464829/oquee_construtivismo.pdf

Belloni, M. L. (2013). Mídia-educação e educação a distância na formação de professores. In D. Mill, & N. Pimentel (Orgs.), Educação a Distância: desafios contemporâneos (Cap. 16, pp. 245-265). São Carlos: EdUFSCar.

INEP. (2016). Censo da Educação Superior 2016 Notas Estatísticas. Recuperado de http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2016/notas_sobre_o_censo_da_educacao_superior_2016.pdf

CAPES. (2010). Publicados os novos valores de bolsas da UAB. Recuperado de http://www.capes.gov.br/36-noticias/3771-publicados-os-novos-valores-de-bolsas-da-uab

Chaquime, L. P., & Figueiredo, A. P. S. (2013). O papel do designer instrucional na elaboração de cursos de educação a distância: exercitando conhecimentos e relatando a experiência. Anais do Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância. Belém, PA, Brasil, 10. Recuperado de http://goo.gl/UNhr8H

Dantas, N. G. S., & Melo, R. S. (2008). O método de análise SWOT como ferramenta para promover o diagnóstico turístico de um local: o caso do município de Itabaiana-PB. Caderno Virtual de Turismo 8(1), 118-130. Recuperado de http://www.ivt.coppe.ufrj.br/caderno/index.php/caderno/article/view/272

Cardoso, G. S., Fiuza, P. J., & Lemos, R. R. (2019). Metodologias para o ensino de engenharia no contexto da educação a distância: o estado da arte. Criar Educação 8(1), 1-17. Recuperado de http://periodicos.unesc.net/criaredu/article/view/5009/4573

Dougiamas, M., & Taylor, P. (2009). Moodle: usando comunidades de aprendizes para criar um sistema de fonte aberta de gerenciamento de curso. In L. Alves, D. Barros, & A. Okada (Orgs.). Moodle: estratégias pedagógicos e estudo de caso (Cap. 1, pp. 15-34). Salvador: EDUNEB. Recuperado de https://repositorioaberto.uab.pt/bitstream/10400.2/2563/3/Livro%20Moodle.pdf

Fernandes, I. G. M., Figueiredo, H. M., & Junior, H. L. C. (2015). Planejamento estratégico: análise SWOT. Revista Conexão, 1-10. Recuperado de http://revistaconexao.aems.edu.br/wp-content/plugins/download-attachments/includes/download.php?id=1362

Ferraz, A. P. C. M., Belhot, R. V., Sanches, S. G., & Brasil, A. (2010). Taxonomia de Bloom: revisão teórica e apresentação das adequações do instrumento para definição de objetivos instrucionais. Gestão e produção 17(2), 421-431. Recuperado de http://www.scielo.br/pdf/gp/v17n2/a15v17n2.pdf

Ferreira, M., & Mill, Daniel. (2014). Institucionalização da educação a distância no Ensino Superior público brasileiro: desafios e estratégias. In A. M. Reali, & Mill, D. (Orgs.), Educação a distância e tecnologias digitais: reflexões sobre sujeitos, saberes, contextos e processos (Cap. 5, pp. 81-102). São Carlos: EdUFSCar.

Freire, P. (1997). Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Filatro, A. (2008). Design instrucional na prática. São Paulo: Pearson Education do Brasil.

Filatro, A., & Piconez, S. C. B. (2004). Design instrucional contextualizado: educação e tecnologia. São Paulo: Senac.

Krüger, S. E. (2006). Educação musical apoiada pelas novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC): pesquisas, práticas e formação de docentes. Revista da Abem (14), 75-89. Recuperado de http://abemeducacaomusical.com.br/revistas/revistaabem/index.php/revistaabem/article/view/314/244

Lakomy, A. M. (2014). Teorias cognitivas da aprendizagem. São Paulo: Intersaberes.

Mill, D. (2012). Docência virtual: uma visão crítica. Campinas: Papirus.

Mill, D. (2016). Gestão estratégica da educação a distância: constituição, complexidades e desafios. In I. S. V. Neves, W. Corradi, & C. L. F. Castro (Orgs.), EaD: diálogos, compartilhamentos, práticas e saberes (pp. 129-144). Barbacena: Eduemg.

Mill, D. (2014). Sobre o conceito de polidocência ou sobre a natureza do processo de trabalho pedagógico na educação a distância. In D. Mill, L. R. C. Ribeiro, & M. R. G. Oliveira (Orgs.), Polidocência na Educação a Distância: múltiplos enfoques (Cap. 2, pp. 25-42). São Carlos: EdUFSCar.

Mill, D., & Silva, C. P. R. (2018). Aprendizagem da docência para educação a distância: uma breve revisão de literatura sobre docência virtual. Em Rede: Revista de Educação a Distância 5(3), 544-559. Recuperado de https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/377/401

Neves, I. S. V. (2016). Diálogos sobre EaD e práticas pedagógicas. In I. S. V. Neves, W. Corradi, & C. L. F. Castro (Orgs.), EaD: diálogos, compartilhamentos, práticas e saberes (pp. 15-24). Barbacena: Eduemg.

Sabbatini, R. M. E. (2007). Ambientes de ensino e aprendizagem via internet: a plataforma Moodle. Recuperado de https://www.researchgate.net/profile/Renato_Marcos_Sabbatini/publication/260385940_Ambiente_de_Ensino_e_Aprendizagem_via_Internet_A_Plataforma_Moodle/links/543ab33e0cf24a6ddb9764ab/Ambiente-de-Ensino-e-Aprendizagem-via-Internet-A-Plataforma-Moodle.pdf

Saldanha, C. C., Zamproni, E. B., & Batista, M. L. A. (2016). Estilos de aprendizagem. Recuperado de http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/sem_pedagogica/julho_2016/dee_anexo1.pdf

Santos, J. F. S. (2006). Avaliação no Ensino a Distância. Revista Iberoamericana de Educación, 1-8. Recuperado de https://rieoei.org/deloslectores/1372Severo.pdf

Schwarzelmüller, A. F.; & Ornellas, B. (2006). Os Objetos Digitais e suas Utilizações no Processo de Ensino-Aprendizagem. In Conferencia Latinoamericana de Objetos de Aprendizaje, Guayaquil, Equador.

Silva, L. H. (1997). Trabalho a domicílio. In A. D. Cattani (Org.), Trabalho e tecnologia: dicionário crítico. Petrópolis: Vozes.

Torres, E. F., & Mazzoni, A. A. (2004). Conteúdos digitais multimídia: o foco na usabilidade e acessibilidade. Ciência da Informação 33(2), 152-160. Recuperado de http://www.scielo.br/pdf/%0D/ci/v33n2/a16v33n2.pdf

Trabalha Brasil (2018). Recuperado de https://www.trabalhabrasil.com.br/media-salarial




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1533

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356