Policies of democratization of higher education in Brazil an analysis of quotas and student assistance

Maria das Graças Oliveira, Gesyanne Keila Teixeira dos Santos, Paulo César da Silva Rocha, Jefferson Queiroz Lima, Antônia de Abreu Sousa

Abstract


The present article is based on presenting the challenges of the democratization of higher education in Brazil related to the policies of quotas implemented through law 12.711 / 2012 and as the policies of student assistance, through Decree No. 7.234 / 2010, referring to the National Assistance Plan Students - PNAES come to collaborate with the permanence of these students in the secondary and higher education of the Federal Universities and Institutes. We noticed that the quotas policies in their implementation had several challenges. Among those who were against such policies the argument was that the academic income of these institutions would decrease and that there would be segregation of the cotitas. Among the favorable arguments would be the increase of people belonging to minority groups such as blacks, pardos and indigenous people and of different social classes, which would provide a greater acculturation of the university environment. Through qualitative exploratory research, it can be concluded that quota policies, coupled with a consistent student assistance policy, allow students not only to remain in universities and federal institutes, but also to successfully complete them. However, the challenges are great, but we realize that the two are intrinsically intertwined. From the above, we consider the association of such policies to be of fundamental importance, since in this way we could effectively enable the students to remain in the higher education environment, the conclusion, as well as the transformations expected by the affirmative actions of quotas, as an insertion social and opens the discussion about social discrimination, a subject little discussed in our society.


Keywords


democratization, quotas, student assistance.

References


Brasil (2012), Lei n. 12.711, de 29 de agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências. Brasília: DF, 2012

Brasil. (2010). Decreto 7234, de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil - PNAES. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7234.html

Brasil (2007). Decreto nº 6.069, de 24 de abril de 2007 - Institui o Programa de

Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - REUNI, 2007.

Brasil. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o Ensino de 1º e 2º graus e dá outras providências.

Andrade, F.C Educação em debate: Reflexões sobre o Ensino Superior, Educação Profissional e Assistência Estudantil. Artigo: Ingresso e Permanência no Ensino Superior: A Assistência estudantil em Debate. Fortaleza, 2016.

Antunes, E. (2018). A assistência estudantil nos Institutos Federais. Orientadora: Prof.ª Dra. Ana Elisa Spaolonzi Queiroz Assis. 2018. 272 p. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - Faculdade de Educação) - UNICAMP - Campinas.

Banzareli, C. (2014) UNIVERSIDADE E RELAÇÕES RACIAIS: a perspectiva de estudantes do curso direito sobre as políticas de cotas raciais na UFRGS. 2014. 194 f. Tese (Doutorado) - Curso de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

Brandão, C. (2005) As cotas na Universidade Pública Brasileira: Será esse o Caminho?São Paulo: Autores Associados.

FONAPRACE – Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis. Plano Nacional de Assistência Estudantil. 2007. Disponível em: http://www.andifes.org.br/wp-content/files_flutter/Biblioteca_071_Plano_Nacional_de_Assistencia_Estudantil_da_Andifes_completo.pdf. Acesso em 23 nov. 2018.

Frigotto, G. (2007) A relação da educação profissional e tecnológica com a universalização da educação básica - Educ. Soc., Campinas, vol. 28, n. 100 - Especial, p. 1129-1152, out. 2007.

Garcia, A. V. (2017) Educação, Pobreza e Desigualdade Social. Revista Em Aberto, Brasília, v 30, n. 99, p. 24, maio/ago. 2017.

IFCE. Auxílio aos alunos do IFCE - Guia Prático - Volume I, 2014 GUIA PRÁTICO: Disponível em: https://ifce.edu.br/espaco-estudante/assistencia-estudantil/arquivos/guia_auxilio_aos_alunos.pdf. Acesso em 09/01/2019

Leite, F.T. (2008). Metodologia Cientifica Métodos e técnicas de pesquisa. São Paulo: Ideias e Letras.

Lima, Manolita Correia. Monografia a engenharia da produção acadêmica.São Paulo: Saraiva, 2004.

Nascimento, M. O império e as primeiras tentativas de organização da educação nacional (1822-1889).

Piovesan, Flavia. Ações Afirmativas sob a perspectiva dos direitos humanos. Cotas Raciais no ensino superior: entre o Jurídico e o Político.Curitiba: Juruá, 2012.

Ribeiro, P. História da Educação Escolar no Brasil: Notas para uma reflexão. 1993. http://www.scielo.br/pdf/paideia/n4/03.pdf Acesso em: 10 de junho de 2019.

Sanches, Rodrigo Ruiz. As políticas de Assistência Social no Brasil. Artigo (Pesquisa de Pós-Doutorado - Departamento de Terapia Ocupacional da UFSCar. mar/2012 a set/2013.

Santos, C.P.C. & Marafon, N.M. (2016). A Política de Assistência Estudantil na Universidade Pública Brasileira: desafios para o Serviço Social. Revista Textos e Contextos (Porto Alegre), 15(2):408-422, ago./dez. 2016.

Saviano, Dermeval, O choque teórico da Politecnia, 2003.

Silveira, M. A Assistência Estudantil no Ensino Superior: uma análise sobre as políticas de permanência das universidades federais brasileiras. Orientadora: Mara Rosange Medeiros. 2012. 137 p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Política Social) - Universidade Católica de Pelotas – UCPEL, Pelotas, 2012.

Trigueiro, E. Breve Contextualização da Educação Brasileira. Revista Educação em Debate, Fortaleza, ano 38, nº 72 - jul./dez. 2016

Yannoulas, S.; Adir. V A complexa relação entre educação, pobreza e desigualdade. Revista Em Aberto, Brasília, v. 30, n. 99, p. 17-18, maio/ago. 2017.

Zago, N. Do acesso à permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Revista Brasileira de Educação, v. 11 n. 32 maio/ago. 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i10.1354

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356