The importance of teachers in the process of inclusion of students with visual deficiency

Marcelo Wilton Vieira Lopes

Abstract


The school as a space for learning, social experiences and multiplicity plays a significant role in the formation of people, and also in social formation. The objective of this work is to reflect on the importance of the teaching role in the process of inclusion of students with visual impairment in the school context and in the teaching and learning process. For this, a bibliographic research was carried out. As a bibliographical research, we sought a critical analysis of the literature produced in the area, namely: De Masi (2000), Gil (2000) Masini (1993) and Ribeiro (2001). In the light of the authors, with regard to the education and inclusion of visually impaired students, it is concluded that the figure of the teacher is fundamental in the inclusive process of the visually impaired. For the educator, when sensitive to the inclusion process, knowing the need of his student, seeks adjustments to the curricular activities, as well as the adapted didactic materials necessary to provide equal learning, making the school an inclusive educational environment.


Keywords


Visual impairment; inclusion; teacher.

References


Brasil. Secretaria de Educação Especial do Ministério da Educação. Lei 7.853, de 24 de outubro de 1989 (1989). Dispõe sobre o apoio às pessoas portadoras de deficiência e dá outras providencias. Brasília: MEC/SEE.

Brasil. Ministério da Educação e Cultura. Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (1996). Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasilia: MEC.

Brasil. Secretaria de Educação Especial Deficiência Mental – Erenice Natália Soares Carvalho – Brasília: SEESP, 1997 (1997), p. 97.

Brasil . Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares / Secretaria de Educação Fundamental (1998). Secretaria de Educação Especial. - Brasília: MEC / SEF/SEESP, 1998. 62 p.

Brasil. Estatuto da criança e do adolescente (2006). 3. ed. Atualizada. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

De Masi, Ivete (2002). Deficiência visual, educação e reabilitação. Programa nacional de apoio à educação de deficientes visuais. ABEDEV: MEC/SEE, 2002. 47p.

Diniz, Debora (2003). Modelo social da deficiência: a crítica feminista. Série Anis, n. 28, p. 1-8. Brasília: Letras Livres.

Durkheim, Émile (2007). As regras do método sociológico. Tradução Paulo Neves: revisão da tradução Eduardo Brandão. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes.

Giacomini, Lilia.; Sartoretto, Mara Lúcia ; Bersch, Rita de Cássia (2010) . A Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar: orientação e mobilidade, adequação postural espacial. Ministério da Educação, Brasília: UFC. Disponível em: .

Gil, Marta (2000). Deficiência visual. Brasília: MEC/SED, 80 p.

Masini, Elcie Fortes Salzano (1993). Conversas sobre deficiência visual. Revista Contato. São Paulo, Laramara, no 3, p. 24.

Ribeiro, Maria Tereza Soares (2001). O educador frente a educação de pessoas cegas: enfocando as metodologias de alfabetização e de inclusão social. UNAMA, Belem, 69 p.

Santana, Ana Paula (2007). Surdez e linguagem: Aspectos e implicações neurolinguísticas. São Paulo: Plexus, 2007.

Telford, Charles; Sawrey, James M (1974). Psicologia - uma Introdução aos Princípios Fundamentais do comportamento. São Paulo, Cultrix, 530 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i9.1252

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356