School evasion as a contemporary challenge to the Middle School of Teaching Luiz Girão, in Maranguape-CE

Francisco Euguenys Medeiros da Silva, Solonildo Almeida da Silva, Sandro César Silveira Jucá, Aldayr de Oliveira Monteiro, Pedro Bruno Silva Lemos, Paulo César da Silva Rocha

Abstract


This article presents the problem of evasion at Luiz Girão High School, located in the municipality of Maranguape in the State of Ceará, Brazil. Our research refers to the period between 2013 and 2017. School dropout engenders discussions with emphasis on the first-grade classes of high school, the final stage of basic education in Brazil. The methodology used for the analysis of this phenomenon was based on a case study, taking as reference the quantitative and qualitative research applied, using the questionnaire technique, carried out with fifteen (15) students evaded between the years of 2013 and 2017, who returned to school after the four year period. As a central question, one has: "What are the real motivations that led to their avoidance in basic education, especially in the first year of high school?” The objective of this study was to know some of the causes that contributed to the dropout and consequent evasion of a certain number of students of the 1st grade of High School. The results indicate that the causes of evasion in 40% reflect external factors to the school environment, that is, they were causes related to employment, work, income, health. In this sense, the present case study found that the premises of evasion are multifactorial and reverberate for school retention.


Keywords


School dropout; School evasion; High school.

References


Ação Educativa, Unicef, Pnud, Inep – Mec (coordenadores). 2004. Indicadores da qualidade na educação. São Paulo: Ação Educativa.

Brasil. Constituição (1988). 1998. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. Organização do texto: Juarez de Oliveira. 4. ed. São Paulo: Saraiva.

Brasil. Ministério da Saúde.2008. Estatuto da Criança e do Adolescente. Ministério da Saúde. 3ª edição.Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 96p. (Série E. Legislação de Saúde).

Brasil. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. DOU 23.12.

Camargo, J. M. 2006. Dívida por educação: efeitos sobre o crescimento e pobreza. UNESCO, Disponível em: www.unesdoc.unesco.org. Acesso em: 15/12/2018.

Lopez, F. L.; Menezes, 2002. N. A. Reprovação, Avanço e Evasão Escolar no Brasil. Pesquisa e Planejamento Econômico, n. 32.

Luck, Heloísa. 2006. A gestão participativa da escola. Petrópolis / RJ: Vozes.

Pacievitch, T. 2009. Evasão escolar. Disponível em: http://www.infoescola.com/educacao/evasao-escolar/. Acesso em 15/12/2018.

ESCOLA DE ENSINO MÉDIO LUIZ GIRÃO - EEMLG. 2018. Plano de Gestão. Quadriênio: 2018 – 2021. Maranguape – Ce.

Schmitt, C; Marques, J. 2005. A relação entre a prática pedagógica do BBDUCAR e as motivações que levam alfabetizandos adultos a manter frequência às aulas: um estudo de caso. Monografia (Especialização em Educação de Jovens e Adultos). Curso de Pós-Graduação em Educação. Brasília: UnB.

Silva, M. R. 2012. Causas e consequências da evasão escolar na Escola Normal Estadual Professor Augusto de Almeida. Monografia (Especialização em Gestão Pública Municipal). Curso de Pós-graduação em Gestão Pública Municipal. Paraíba: UFPB.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i8.1251

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com