The presence of arsenic in minerary activities: a scientometric analysis

Gabriela Aparecida Ferreira, Guilherme Henrique Rodrigues de Assis, Juni Cordeiro, Cristina Donizeti Bernardes, Maria Auxiliadora Lage, José Luiz Cordeiro

Abstract


Mining is an important activity for the economic development of a country, besides being essential for the improvement of the quality of life and social welfare. However, this sector may trigger negative environmental and health impacts associated with trace element contamination, such as arsenic (As). Thus, this article aimed to evaluate the spatio-temporal evolution of published and indexed scientific papers, from 1982 to 2017, in the Web of Science database related to the presence of this element in mining activities. A qualitative and quantitative documentary research was carried out using the scientometry method, which resulted in a sample of 833 articles. The results obtained point to the evolution of the number of articles published during the period analyzed, with the countries with the largest number of publications being the Netherlands (27.7% of the citations), the United States (25.1%) and England (17.5%). It was possible to note that the most used analysis techniques of As were the atomic fluorescence spectrometry, atomic absorption spectrometry and X-ray diffraction spectrometry mentioned in 54.9% of the articles. In addition, the most applied removal techniques in contaminated environments correspond to phytoremediation with 43.1% of citations and bioremediation with 19%. It should be noted that research involving contamination triggered by anthropic activities is an important knowledge instrument for detection, prevention and / or mitigation of impacts caused by contamination by trace elements.


Keywords


Scientometry; Contamination; Trace elements; Environmental impacts; Mining.

References


Albers, A. P. F; Melchiades, F. G.; Machado, R.; Baldo, J. B. & Boschi, A. O. (2002) Um método simples de caracterização de argilominerais por difração de raios X. Revista Cerâmica. v. 48, n. 305, p. 34-37.

Andreoli, C. V. (2006) Biossólidos: alternativas de uso de resíduos do saneamento. Rio de Janeiro: Abes, 417p.

Anjos, V. E. (2006) Especiação de cobre e arsênio no Complexo Estuarino da Baía de Paranaguá. Dissertação (Mestrado em Química), Universidade Federal do Paraná. Curitiba – PR.

Antunes, A. S. (2007) Potencial da braquiária (Brachiaria decumbens Stapf) na fitorremediação de solos contaminados com arsênio. Dissertação, Universidade Federal de Lavras, Lavras - MG.

Appolinário, F. (2006) Metodologia da ciência: filosofia e prática da pesquisa. São Paulo: Pioneira.

Barra, C. M.; Santelli, R. E.; Abrão, J. J. & Guardia, M. L. (2000) Especiação De Arsênio - Uma Revisão. Revista Química Nova. v. 23, n. 1, p. 58-70.

Brand, M. A; Anzaldo, J. & Moreschi, J. C. (2006) Novos produtos para o tratamento preservante da madeira: perspectivas da pesquisa e utilização. Revista Floresta. v. 36, n. 1, p. 129-138.

Barbetta, P. A. (1998) Estatística Aplicada às Ciências Sociais. Florianópolis: Editora da UFSC.

Barros, J. F. C. & Calado, J. G. A. (2005) Cultura do milho. Évora: Universidade de Évora.

Borba, R. P.; Figueiredo, B. R. & Cavalcanti, J. A. (2004) Arsênio na água subterrânea em Ouro Preto e Mariana, Quadrilátero Ferrífero (MG). Revista Escola de Minas, v. 57, n. 1, p. 45-51.

Branco, P. M. (2008) Dicionário de Mineralogia e gemologia. São Paulo: Editora Oficina de Textos.

Chapula, C. A. M. (1998) O papel da infometria e da ciênciometria e sua perspectiva nacional e internacional, Brasília. Ciência da Informação, v. 27, n.2, p. 134-140, maio/ago 1998. Acesso em 21 abril, em http://www.scielo.br/pdf/%0D/ci/v27n2/macias.pdf.

Companhia de Tecnologia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). (2014) Arsênio. Ficha de Informação Toxicológica. São Paulo: CETESB. Acesso em 14 fevereiro, em https://drive.google.com/file/d/14wHjpEmnfNNjEZkEth86QkrRRMqKsmNq/view.

Correia, C. P. R. (2016) Mineralizações de Antimónio em Trás-os-Montes – O caso de estudo da mina do Sítio da Coitadinha. Dissertação (Mestrado em Geologia). Departamento Geociências, Ambiente e Ordenamento do Território Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Dedavid, B. A.; Gomes, G. I. & Machado, G. (2007) Microscopia Eletrônica de Varredura: aplicações e preparação de amostras. Porto Alegre: EDIPUCRS.

Dellamatrice, P. M. & Monteiro, R. T. R. (2014) Principais aspectos da poluição de rios brasileiros por pesticidas. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental. v. 18, n. 12, p. 1296-1301.

Erickson, B. E. (2002) Analyzing the ignored environmental contaminants. Environmental Science & Technology, 36: 140A-145A, 2002.

Farias, C. E. G. (2002) Mineração e meio ambiente no Brasil. Relatório (Relatório preparado para o CGEE). Acesso em 23 fevereiro, em http://www.mma.gov.br/estruturas/sqa_

pnla/_arquivos/minera.pdf.

Figueiredo, R.; Borba, R. P. & Angélica, R. S. (2006) Arsênio no Brasil e exposição humana. Revista Geologia Médica no Brasil, CPRM, p. 64-70, Rio de Janeiro.

Fleck, L.; Tavares, M. H. F. & Eyng, E. (2013) Adsorventes Naturais Como Controladores de Poluentes Aquáticos: uma revisão. Revista Eixo. v. 2, n. 1, p. 39-52.

Gaylarde, C. C.; Bellinaso, M. L. & Manfio, G. P. (2005) Aspectos Biológicos e Técnicas de Biorremediação de Xenobióticos. Revista Biotecnologia, Ciência & Desenvolvimento. n. 34, p. 36-43.

Gonçalves, J. A. C. (2011) A contaminação natural por arsênio em solos e águas subterrâneas na área urbana de Ouro Preto (MG). Dissertação (Mestrado em Evolução Crustal e Recursos Naturais). Universidade Federal de Ouro Preto.

Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). (1992) Curso de Geologia de Engenharia aplicada a problemas ambientais. São Paulo, v.3, 291 p.

Katzung, B. G. (2003) Farmacologia básica e clínica. 8ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

Klein, C. & Dutrow, B. (2012) Manual de Ciências dos Minerais. 23. ed. Porto Alegre: Bookman.

Krug, F. J.; Nóbrega, J. A. & Oliveira, P. V. (2004) Espectroscopia de Absorção Atômica. Apostila UFJF. Acesso em 5 fevereiro, em http://www.ufjf.br/baccan/files/2011/05/AAS-geral-parte-1-revisada.pdf.

Licht, O. A. B.; Mello, C. S. B. & Silva, C. R. (2007) Prospecção Geoquímica Depósitos Minerais Metálicos, Não-Metálicos, Óleo e Gás. Rio de Janeiro: CPRM.

Mallagoli, E. D. M.; Manizini, F. F. & Plicas, L. M. A. (2013) Teores elevados de metais potencialmente tóxicos em amostras de fertilizantes. Fórum Ambiental de Alta Paulista. v. 9, n. 11, p. 19-35.

Marsh, T. L.; Saxman, P.; Cole, J. & Tiedje, J. (2000) Terminal Restriction Fragment Length Polymorphism Analysis Program, a Web-Based Research Tool for Microbial Community Analysis. Revista American Society for Microbiology. v. 66, n. 9, p. 3616-3620.

Massahud, R. T. L. R. (2008) Avaliação de risco a arsênio, chumbo e cádmio na região aurífera delita, Cuba. Tese (Doutorado em Agronomia). Universidade Federal de Lavras.

Melo, R. F. (2006) Potencial de Espécies Vegetais para fitorremediação de um solo contaminado por arsênio. Tese (Programa de Pós-graduação em Solos e Nutrição de Plantas. Universidade Federal de Viçosa.

Moreira, F. M. S. & Siqueira, J. O. (2006) Microbiologia e bioquímica do solo. 2.ed. atualizada e ampliada. Lavras: Editora UFLA.

Morgano, M. A.; Queiroz, S. C. N. & Ferreira, M. M. C. (1999) Determinação dos teores de minerais em sucos de frutas por espectrometria de emissão óptica em plasma indutivamente acoplado (ICP-OES). Revista Ciência e Tecnologia de Alimentos. v. 19, n. 3, p. 344-348.

Oliveira, E. (2001) Barreiras reativas. Boletim Informativo da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas. n. 115. Acesso em 14 maio, em http://www.abas.org/abasinforma/

/paginas/20.htm.

Pataca, L. C.; Bortoleto, G. & Bueno, M. I. (2005) Determinação de arsênio em águas contaminadas usando fluorescência de raios-x por energia dispersiva. Revista Química Nova, v. 28, n. 4, p. 579-582.

Peixoto, C. M. (2013) Determinação dos valores de referência de qualidade de solo para U e Th no Estado de Minas Gerais. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia das Radiações, Minerais e Materiais). Centro de Desenvolvimento de Tecnologia Nuclear. Belo Horizonte.

Pires, F. R.; Souza, C. M.; Silva, A. A.; Procópio, S. O. & Ferreira, L. R. (2003) Fitorremediação de Solos Contaminados com Herbicidas. Revista Planta Daninha. v. 21, n. 2, p. 335-341.

Pozebon, D.; Dressler, V. L. & Curtius, A. J. (1999) Análise de cabelo: uma revisão dos procedimentos para a determinação de elementos traço e aplicações. Revista Química Nova. v. 22, n. 6, p. 838-846.

Prodanov, C. C. & Freitas, E. C. (2013) Metodologia do trabalho científico-recurso eletrônico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. Ed. Novo Hamburgo: Feevale.

Rodrigues, A. S. L. & Malafaia, G. (2008) Efeitos da Exposição ao Arsênio na Saúde Humana. Revista Saúde.Com. v4, n. 2, p. 148-159.

Rosa, R. T. D. L. (1999) Arsênio e Metais Associados na Região Aurífera do Piririca, Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil. Dissertação (Mestrado em Geociências, Área de Metalogênese). Universidade Estadual de Campinas.

Scarpelli, W. (2003) Arsênio do Minério de Manganês de Serra do Navio. Revista Novos Cadernos NAEA. v. 6, n. 1, p. 101-133.

Silva, J. P. S. (2007) Impactos Ambientais Causados Por Mineração. Revista Espaço da Sophia, n. 8, ano 1. Acesso em 14 maio, em http://www.registro.unesp.br/sites/museu/

basededados/arquivos/00000429.pdf.

Silva, S. R.; Procópio, S. O.; Queiroz, T. F. N. & Dias, L. E. (2004) Caracterização de rejeito de mineração de ouro para avaliação de solubilização de metais pesados e arsênio e revegetação local. Revista Brasileira de Ciência do Solo. vol. 28, n.1, p.189-196. Acesso em 12 maio, em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-06832004000100018&script=

sci_abstract&tlng=pt.

Silva Junior, A. J. G. (2001) Antimoniato de meglumina. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. v. 34, n. 1, p. 103-105.

Souza, A. P. B.; Pedrosa, A. S.; Pinheiro, I. F. S. & Santos, M. L. S. (2010) Avaliação de impactos ambientais através da percepção de trabalhadores de uma empresa mineradora: um estudo de caso no município de Pedra Lavrada – PB. Qualit@s Revista Eletrônica, v. 9, n. 2, 10 p.

Souza, E. A. (2007) Potencial de cianobactérias para a biorremediação de águas e solos contaminados por arsênio. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Botânica). Universidade Federal de Viçosa.

Tavares, S. R. L. (2013) Técnicas de remediação. In: TAVARES, S. R. L. (Org.). Remediação de solos e águas contaminadas: conceitos básicos e fundamentos. São Paulo: Clube de Autores. p. 59-90.

Vanti, N. A. P. (2002) Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento, Brasília, Ciência da Informação, v. 31, n. 2, p. 152-162, maio/ago 2002. Acesso em 18 maio, em http://www.scielo.br/pdf/ci/v31n2/12918.pdf.

Yamamoto, J. K. & Landim, P. M. B. (2013) Geoestatística: conceitos e aplicações. São Paulo: Oficina de Textos.

Zaparolli, D. (2009) Europa deve elevar exigência ambiental. Jornal Valor Econômico, cad. F, p. 4, 29/09/2009. Acesso em 02 maio, em http://www.ibram.org.br/sites/1300/1382/

pdf.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i9.1242

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356