The campaign “De pé no chão também se aprende a ler” and the promotion of the educaction through the Popular Culture

Aliny Dayany Pereira de Medeiros Pranto

Abstract


The objective of this article is to present the different strategies of promotion of education by popular culture from the activities of the Campaign "De pé no chão também se aprende a ler". In order to reach this goal, we carried out a literature review considering classical authors in the discussion of the theme, such as José Willington Germano, Moacyr de Góes and Djalma Maranhão; Theses and dissertations; Other written sources, such as newspapers, and testimonials from people who have experienced the activities of the Campaign, such as alumni and teachers. After analyzed separately, the sources were crossed, following the guidelines of Paul Thompson, and allowed us to make some initial considerations about the Campaign. We realized that there were diverse strategies for the promotion of education through popular culture, ranging from the construction of squares, theaters and libraries, to the development of cultural circles, spaces for critical literacy, based on the Paulo Freire System. We consider, then, that the Campaign was not constituted in a homogeneous way, otherwise, it acted in a diversified way, with a view to achieving the goal of the dissemination of education through Popular Culture.


Keywords


History of Education, Popular Education, circles of culture.

References


ALBERTI, Verena. História oral e experiência do CPDOC. Rio de Janeiro: FGV, 1990.

BLOCH, Marc. Apologia da História – ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BURKE, Peter. O que é História Cultural? Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.

CABRAL, A. O.; SAMPAIO, M. N. O material didático na educação de jovens e adultos na “Campanha de pé no chão também se aprende a ler”. In: SAMPAIO, M. N.; PINHEIRO, R. A. 40h de Angicos e Campanha de pé no chão também se aprende a ler. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2014.

CARVALHO, Maria Elizete Guimarães. Memórias da campanha “De pé no chão também se aprende a ler”: 1961-1964 (o testemunho dos participantes). Tese (Doutorado em Educação). UFRN, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

FREIRE, Paulo. Extensão ou Comunicação? Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

GERMANO, José Willington. Lendo e aprendendo: a campanha De pé no chão. São Paulo: Cortez, 1982.

GÓES, Moacyr. De pé no chão também se aprende a ler (1961-1964), uma escola democrática. Natal: Palumbo, 3 ed., 2010.

GÓES, Moacyr; CUNHA; Luiz Antônio. O golpe na educação. Rio de Janeiro: Jorge Zhar Ed., 1999.

HALBWACHS, Maurice. A Memória Coletiva. São Paulo: Vértices, 2006.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. São Paulo: Unicamp, 1994.

MARX, Karl. O 18 do Brumário de Luís Bonaparte. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom (org.). (Re)Introduzindo a história oral no Brasil. São Paulo:Xamã, 1996.

MORALES, M.; SÁNCHEZ, J.; ZÚÑINGA, G.. Atisbos para la pertinencia cultural: El saber pedagógico de un docente indígena cabécar. Research, Society and Development, Ahead of Print, 2017. https://rsd.unifei.edu.br/index.php/rsd/article/viewFile/113/98. Acesso em: 30 jul 2017.

RIBEIRO, Isa Paula Zacarias. As praças de cultura no governo Djalma Maranhão. Dissertação (Mestrado em História e Espaços). UFRN, 2008.

SOARES, L.; GALVÃO, A. M. Uma história da alfabetização de adultos no Brasil. In: STEPHANOU, M.; BASTOS, M. H. C. Histórias e Memórias da Educação no Brasil. Vol. 3 – Século XX. Petrópolis: Vozes, 2011.

THOMPSON, E. P. Costumes em comum. São Paulo: Companhia das letras, 1998.

THOMPSON, Paul. A voz do passado: história oral. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.