Images of Librarians Disclosed by means of Cartoons

Dorlivete Moreira Shitsuka, Ricardo Shitsuka, Adriana Soares Pereira, Max Leandro de Araújo Brito, Claudio Boghi

Abstract


Currently there are about 30,000 librarians in Brazil who work in information or documentation centers, university libraries, school libraries and others, and it is interesting to know the image that people in society have about librarianship professionals. The objective of this article is to present a research work in which one tries to reveal the image of common sense towards librarians, through cartoons. These at the same time that amuse themselves are also loaded with social representations. This study is an exploratory research, which is an initial research, in which information is sought in web cartoons trying to understand through them the common sense in relation to librarians. It turns out that the image of the professionals is good, it is associated with the female sex, it is linked to the information and people feel that the world would be better with more libraries. Thus, it is considered that the image favors the insertion of professionals in the context of libraries and, therefore, of formal and / or informal education.


Keywords


Libraries; Social representations; Librarianship; Web.

References


Bakhitin, M. (2011). A estética da comunicação verbal. São Paulo: Martins.

Barros, A.J.P. & Lehfeld, N.A.S.(2014). Projeto de pesquisa: propostas metodológicas. Petrópolis. Vozes.

Behr, A. et al. (2011). Especialização em bibliotecas escolares e acessibilidade: discutindo a gestão da biblioteca na modalidade ead. Inf. Inf., Londrina, 16(1):102-123, jan./jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2019.

Blank, C.K. (2013). Relacionando la prática del trabajo bibliotecário con los refrenciales de calidad para la educación superior a distancia. Inf. Inf., Londrina, 18(1):169-183, jan./abr. 2013. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2019.

Brasil.(1911). Decreto n. 8835 de 11 de julho de 1911. Approva o regulamento da Biblioteca Nacional. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2019.

Brasil. (1962a). Lei n. 4.084, de 30 de junho de 1962. Dispõe sobre a profissão de bibliotecário e regula seu exercício. Presidência da República – Casa Civil. Diário Oficial da União, Brasília, 2 Jul. 1962. Disponível: . Acesso em: 02 maio 2019.

Brasil. (1962b). Lei n. 7.504, de 2 de julho de 1986. Dá nova redação ao art. 3º da Lei nº 4.084, de 30 de junho de 1962, que dispõe sobre a Profissão de Bibliotecário, e dá outras Providências. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2019.

Brasil. (2010). Lei n. 12.240 de 24 de maio de 2010. Dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do País. Presidência da República – Casa Civil. Disponível em: . Acesso em: 02 maio 2019.

Brasil. (2018). Lei n. 13.601, de 9 de janeiro de 2018. Regulamenta o exercício da profissão de Técnico em Biblioteconomia. Presidência da República. Disponível em: . Acesso em: 02 maio 2019.

Caldin, C. F. et al. (1999). Os 25 anos do ensino de biblioteconomia na UFSC. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Disponível em: . Acesso em: 03 abril 2019.

Eggert, G. & Martins, M. E.G. (1996). Bibliotecário. Quem é? O que faz? Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis. 1(1): 45-48.

Gil, A. C. (2017). Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas.

Guimarães, J. A. C. & Pinho, F. A. (2007). Desafios da representação do conhecimento: abordagem ética. Inf.Inf., Londrina, 12(1), jan/jun 2007. Disponível em:

.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/1753/1500>. Acesso: 03 maio 2019.

Jenkins, H. (2004).The cultural logic of media convergence. International Journal of Cultural Studies, London, 7(1):33-43. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2019.

Jenkins, H.(2008). A cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2008.

Jodalet, D. (2009). O movimento de retorno ao sujeito e a abordagem das representações... Sociedade e Estado, Brasília, 24(3): 679-712.

Kelli, M. G. & Mota, D. A. R. (2015). A evolução dos currículos de Biblioteconomia no Brasil frente às mudanças que enfrenta a sociedade digital. In: Desafíos y oportunidades de las Ciencias de la Información y la Documentación en la era digital: actas del VII Encuentro Ibérico EDICIC 2015 (Madrid, 16 y 17 de noviembre de 2015). Universidad Complutense de Madrid, Madrid. ISBN 978-84-608-3330-7

Machado, F.B. & Suaiden, E.J.(2015). A biblioteca pública, entre a teoria e a prática. Biblos :Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, 29(2):22-38. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2019.

Marchiori, P.Z. & Pacheco, M.R.L. (1997). Integração dos profissionais de informação. Inf.Inf., Londrina, 2(2):55-8, jul/dez 1997. Disponível: . Acesso: 02 maio 2019.

Mattar, J. (2017). Metodologia cientifica na era digital. São Paulo: Saraiva.

Milanesi, L. (2002). A formação do informador. Inf.Inf., Londrina, 7(1):07-40, jan./jun. 2002. Disponível: . Acesso em: 03 maio 2019.

Moreiro, J.A. & Artigas, C.M.T. (2004). Competencias requeridas para el ejercicio de las profesiones de la información: valoración de las listas relacionales de mercosur y de la unión europea. Inf. Inf., Londrina, v. 9, n. 1/2, jan/dez 2004. Disponível: . Acesso em: 03 maio 2019.

Moscovici, S.(2009). Representações sociais: investigações em psicologia social. 6.ed. Petrópolis.Vozes.

Müller, M.S.; Fernandes, R.P. & Sanches, M.S. (1998). Com a palavra os egressos: avaliação do curso de biblioteconomia da UEL. Inf.Inf., Londrina, 3(2):43-64, jul./dez. 1998. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2019.

Nassif, M.E. & Santos, E.L. (2009). O profissional da informação em atividades de inteligência competitiva. Inf. Inf., Londrina, 14(2):21-37. jul./dez. 2009. Disponível em: . Acesso em: 02 maio 2019.

Pêcheux, M.(2011). Análise do discurso. Campinas. Pontes.

Pinheiro, V.L.(2014). Gênero textual charge e cartum como prática social e discursiva. In: Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor pde. Produções Didático-Pedagógicas. Disponível:

busca/producoes_pde/2014/2014_uepg_port_pdp_vera_lucia_pinheiro.pdf>. Acesso: 02 maio 2019.

Severino, A.J. (2016). Metodologia do trabalho científico. 24.ed. São Paulo. Cortez.

Shitsuka, R.; Silva, P.C.D. & Guimarães, G.M.(2015). A Liberdade de Expressão e Representações Sociais das Charges na imprensa e na Internet: Um Estudo do Caso “Je sui charli”. Dialogos de la comunicación, 91(1):1-23. Disponível em:

-EXPRESIÓN_ Y_REPRESEN TACIONES _SOCIALES.pdf>. Acesso: 03 maio 2019.

Silva, P.C.D. (2016). Estratégias de humor crítico na produção de charges políticas e contribuições para o ensino de gêneros textuais e discursivos. Research, Society and Development, 2(2):151-161, out. 2016. Disponível em: . Acesso: 03 maio 2019.

Silva, P.C.D.; Shitsuka, R. & Shitsuka, D.M. (2015). A Imprensa brasileira e suas representações sociais: um estudo sobre a Imagem da imprensa brasileira representada nas charges. Dialogos de la Comunicación. 90(1):1-22. Disponível em: . Acesso em: 02 maio 2019.

Silva, K.M.G. & Tabosa, H.R.(2014). Marketing de relacionamento em bibliotecas universitárias. Inf. Inf., Londrina, 19(3):219 - 241, set./dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2019.

Silva, L.M.A & Hohlfeldt, A.C. (2008). A influência da mídia eletrônica na produção do atual best seller brasileiro. In: Anais da III Mostra de Pesquisa da Pós-Graduação entre 11 a 14 de agosto de 2008, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2019.

Smit, J.W. (2003). Arquivologia/biblioteconomia: interfaces das ciências da informação. Inf. Inf., Londrina, 8(1), jun./dez. 2003. Disponível em: . Acesso em: 02 maio 2019.

Uchoa, A.H.S. & Silva, A.K.A. (2006). O profissional da informação e o marketing pessoal: conquistando espaços nas bibliotecas da cidade de João Pessoa-PB. Biblionline, 2(1):1-28. Disponível: . Acesso em: 02 maio 2019.

Valls, V.M. (1998). O bibliotecário como gerenciador dos documentos do sistema de qualidade. Inf.Inf., Londrina, 3(1):33-44, jan./jun. 1998. Disponível em:

informacao/article/view/1634/1388>. Acesso em: 02 maio 2019.

Vieira, A.F.G.; Varvakis, G. & Foresti, F. (2017). Perspectivas e desafios dos dispositivos móveis para as bibliotecas universitárias brasileiras. Rev. Interam. Bibliot. Medellín (Colombia) 40(3):19-35.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i7.1098

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356